Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Flanelinhas e cambistas
são presos perto de estádio

Operação aconteceu antes do início do jogo do Corinthians, no
Pacaembu; só deve ficar preso aquele que deve algo à Justiça



10/05/2012 | 02:10


Três cambistas e 51 flanelinhas foram detidos, na noite de ontem, no entorno do estádio do Pacaembu, zona oeste da capital paulista, horas antes do início do jogo entre Corinthians e Emelec - partida válida pelas oitavas-de-final da Taça Libertadores da América - em uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar e a Prefeitura de São Paulo.

 

A ação dos flanelinhas é considerada exercício ilegal de profissão, pois, segundo o delegado Fernando Schmidt de Paula, do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), desde 1975 a função de guardador de carro em via pública é regulamentada por uma lei federal e aquele que não está cadastrado acaba cometendo uma contravenção, "crime" que resulta, horas depois, em liberação mediante pagamento de fiança ou não.

 

Todos os detidos foram encaminhados para a delegacia e só devem permanecer presos os que devem alguma coisa à Justiça, os chamados "foragidos" ou "procurados". A falta de estacionamento no entorno do estádio obriga muitos torcedores a deixar os carros na rua. Abordado, às vezes de forma até intimidatória, pelos flanelinhas, o motorista, com medo de ter o carro danificado depois de dar as costas, acaba pagando para os tais "guardadores", que cobram o preço que querem e exigem receber antecipadamente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Flanelinhas e cambistas
são presos perto de estádio

Operação aconteceu antes do início do jogo do Corinthians, no
Pacaembu; só deve ficar preso aquele que deve algo à Justiça


10/05/2012 | 02:10


Três cambistas e 51 flanelinhas foram detidos, na noite de ontem, no entorno do estádio do Pacaembu, zona oeste da capital paulista, horas antes do início do jogo entre Corinthians e Emelec - partida válida pelas oitavas-de-final da Taça Libertadores da América - em uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar e a Prefeitura de São Paulo.

 

A ação dos flanelinhas é considerada exercício ilegal de profissão, pois, segundo o delegado Fernando Schmidt de Paula, do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), desde 1975 a função de guardador de carro em via pública é regulamentada por uma lei federal e aquele que não está cadastrado acaba cometendo uma contravenção, "crime" que resulta, horas depois, em liberação mediante pagamento de fiança ou não.

 

Todos os detidos foram encaminhados para a delegacia e só devem permanecer presos os que devem alguma coisa à Justiça, os chamados "foragidos" ou "procurados". A falta de estacionamento no entorno do estádio obriga muitos torcedores a deixar os carros na rua. Abordado, às vezes de forma até intimidatória, pelos flanelinhas, o motorista, com medo de ter o carro danificado depois de dar as costas, acaba pagando para os tais "guardadores", que cobram o preço que querem e exigem receber antecipadamente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;