Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Vasco conquista vitória heroica e passa na Sul-Americana



10/11/2011 | 00:08


Antes de encarar o Universitario, do Peru, no jogo de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana, os jogadores do Vasco receberam como incentivo a visita do técnico Ricardo Gomes na concentração. A felicidade pela recuperação do comandante foi combustível suficiente para o time reverter cenário adverso e obter triunfo por 5 a 2, nesta quarta-feira, em São Januário, que o leva às semifinais da competição.

Era a diferença necessária para avançar, depois da derrota por 2 a 0 no jogo de ida, em Lima, na semana passada. E o Vasco chegou a estar atrás no marcador por 2 a 1 e precisava naquele momento de quatro gols. Entre os heróis da noite, Dedé, com dois gols e uma assistência em seu jogo de número 100 pelo clube. "Estou muito feliz. Nunca tinha feito dois gols em um jogo", comemorou o zagueiro-artilheiro.

A que se dar crédito aos jogadores peruanos, que jogaram com muito brio mesmo sem receber salários nos últimos cinco meses. Inexplicavelmente, o Vasco se apresentou para a partida muito tenso, nervoso e abusando de reclamações. Os jogadores pareciam querer intimidar os adversários. Mas quem saiu prejudicado eram os próprios vascaínos.

Quando se preocupava em jogar e colocava a bola no chão, os donos da casa acuavam os visitantes. O primeiro passo para a classificação foi dado aos 24 minutos. Após sobra de bola na área, Juninho Pernambucano foi calçado. Diego Souza cobrou bem e abriu o marcador. Mas o Universitario chegou à igualdade. Em rápido contra-ataque, Flores cruzou para Ruidíaz tocar com categoria e encobrir Fernando Prass.

Ao fim do primeiro tempo, um entrevero entre os jogadores, com o reserva Leandro precisando ser contido pelos seguranças vascaínos. No retorno mais desentendimentos, quando o árbitro paraguaio Carlos Amarilla expulsou Diego Souza e González antes de reiniciar a partida.

Logo aos dois minutos, Rabanal arriscou um chute, que desviou em Dedé e virou a partida. Mas os cruzmaltinos empataram na saída de bola: Juninho Pernambucano para Elton, de cabeça.

Aos 12 minutos, Dedé arriscou o cruzamento e o goleiro Llontop aceitou o frango. A pressão seria enorme. A vantagem que o time da casa precisava para obter os dois gols restantes. Rabanal foi expulso, aos 16, e não havia como resistir meia hora de sufoco. Dedé, novamente, subiu de cabeça aos 27 e fez 4 a 2. Aos 36, o gol da classificação: Dedé desviou de cabeça e Alecsandro apenas completou o serviço.

Ficha técnica

Vasco 5 x 2 Universitario-PER

Vasco - Fernando Prass; Fagner (Allan), Dedé, Renato Silva e Diego Rosa; Nilton, Fellipe Bastos (Bernardo), Juninho Pernambucano e Diego Souza; Eder Luis (Alecsandro) e Elton. Técnico: Cristóvão Borges (interino).

Universitario-PER - Llontop; José Mendoza, Galván, John Galliquio (Duarte) e Rabanal; Antonio González, Rainer Torres, Pablo Vitti e Flores (Morel); Raúl Ruidíaz e Fano (Ampuero). Técnico: José Del Solar.

Gols - Diego Souza (pênalti), aos 24, e Ruidíaz, aos 33 minutos do primeiro tempo; Rabanal, aos 2, Elton, aos 3, Dedé, aos 12 e aos 27, e Alecsandro, aos 36 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Dedé, Bernardo, Nilton, Eder Luís, Juninho Pernambucano e Elton (Vasco); Llontop, Flores, Morel e Fano (Universitario-PER).

Cartões vermelhos - Diego Souza (Vasco); González e Rabanal (Universitario-PER).

Árbitro - Carlos Amarilla (Fifa-Paraguai).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vasco conquista vitória heroica e passa na Sul-Americana


10/11/2011 | 00:08


Antes de encarar o Universitario, do Peru, no jogo de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana, os jogadores do Vasco receberam como incentivo a visita do técnico Ricardo Gomes na concentração. A felicidade pela recuperação do comandante foi combustível suficiente para o time reverter cenário adverso e obter triunfo por 5 a 2, nesta quarta-feira, em São Januário, que o leva às semifinais da competição.

Era a diferença necessária para avançar, depois da derrota por 2 a 0 no jogo de ida, em Lima, na semana passada. E o Vasco chegou a estar atrás no marcador por 2 a 1 e precisava naquele momento de quatro gols. Entre os heróis da noite, Dedé, com dois gols e uma assistência em seu jogo de número 100 pelo clube. "Estou muito feliz. Nunca tinha feito dois gols em um jogo", comemorou o zagueiro-artilheiro.

A que se dar crédito aos jogadores peruanos, que jogaram com muito brio mesmo sem receber salários nos últimos cinco meses. Inexplicavelmente, o Vasco se apresentou para a partida muito tenso, nervoso e abusando de reclamações. Os jogadores pareciam querer intimidar os adversários. Mas quem saiu prejudicado eram os próprios vascaínos.

Quando se preocupava em jogar e colocava a bola no chão, os donos da casa acuavam os visitantes. O primeiro passo para a classificação foi dado aos 24 minutos. Após sobra de bola na área, Juninho Pernambucano foi calçado. Diego Souza cobrou bem e abriu o marcador. Mas o Universitario chegou à igualdade. Em rápido contra-ataque, Flores cruzou para Ruidíaz tocar com categoria e encobrir Fernando Prass.

Ao fim do primeiro tempo, um entrevero entre os jogadores, com o reserva Leandro precisando ser contido pelos seguranças vascaínos. No retorno mais desentendimentos, quando o árbitro paraguaio Carlos Amarilla expulsou Diego Souza e González antes de reiniciar a partida.

Logo aos dois minutos, Rabanal arriscou um chute, que desviou em Dedé e virou a partida. Mas os cruzmaltinos empataram na saída de bola: Juninho Pernambucano para Elton, de cabeça.

Aos 12 minutos, Dedé arriscou o cruzamento e o goleiro Llontop aceitou o frango. A pressão seria enorme. A vantagem que o time da casa precisava para obter os dois gols restantes. Rabanal foi expulso, aos 16, e não havia como resistir meia hora de sufoco. Dedé, novamente, subiu de cabeça aos 27 e fez 4 a 2. Aos 36, o gol da classificação: Dedé desviou de cabeça e Alecsandro apenas completou o serviço.

Ficha técnica

Vasco 5 x 2 Universitario-PER

Vasco - Fernando Prass; Fagner (Allan), Dedé, Renato Silva e Diego Rosa; Nilton, Fellipe Bastos (Bernardo), Juninho Pernambucano e Diego Souza; Eder Luis (Alecsandro) e Elton. Técnico: Cristóvão Borges (interino).

Universitario-PER - Llontop; José Mendoza, Galván, John Galliquio (Duarte) e Rabanal; Antonio González, Rainer Torres, Pablo Vitti e Flores (Morel); Raúl Ruidíaz e Fano (Ampuero). Técnico: José Del Solar.

Gols - Diego Souza (pênalti), aos 24, e Ruidíaz, aos 33 minutos do primeiro tempo; Rabanal, aos 2, Elton, aos 3, Dedé, aos 12 e aos 27, e Alecsandro, aos 36 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Dedé, Bernardo, Nilton, Eder Luís, Juninho Pernambucano e Elton (Vasco); Llontop, Flores, Morel e Fano (Universitario-PER).

Cartões vermelhos - Diego Souza (Vasco); González e Rabanal (Universitario-PER).

Árbitro - Carlos Amarilla (Fifa-Paraguai).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;