Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Mauá constrói posto de bombeiros no Zaíra

Obras de prédio começam hoje, mas não há prazo de entrega


Fábio Munhoz

10/11/2011 | 07:00


A reconstrução do posto do Corpo de Bombeiros no Jardim Zaíra, em Mauá, terá início na manhã de hoje. A antiga base do bairro, localizada na Avenida Presidente Castello Branco, foi desativada no fim de 2010 para dar lugar a um terminal de ônibus. O investimento, de R$ 650 mil, será contrapartida da construtora Alto Padrão para a Prefeitura. O prédio terá aproximadamente 485 metros quadrados, enquanto o terreno tem 2.027 metros quadrados.

O novo quartel funcionará na Rua Arquimedes Mardegan, na entrada do Zaíra. A administração municipal promete construir avenida no entorno para facilitar o deslocamento de viaturas. 
Segundo moradores do bairro, o ponto escolhido para a nova base costuma alagar após fortes chuvas. O terreno fica às margens do Córrego Corumbé. A Prefeitura não informou em quanto tempo pretende concluir as obras.

Em setembro, o Diário antecipou que o comando do 8º Grupamento do Corpo de Bombeiros, que atende às sete cidades da região, negociava com a Prefeitura a reconstrução do quartel. Na ocasião, o tenente-coronel Roberto Rensi, comandante do grupamento, afirmou que o tempo de resposta às ocorrências no bairro aumentou após desativação do posto.

Mesmo sem a confirmação da data de inauguração da base, Rensi garantiu que a população do bairro não ficará sem atendimento no verão, época marcada pelos constantes temporais. A promessa do comandante é de que, sem o posto, parte da equipe do município será deslocada ao Jardim Zaíra em caso de iminência de chuvas.

A Prefeitura informa que, para evitar enchentes no bairro, foram executadas obras de desassoreamento no Córrego Corumbé e no Rio Tamanduateí, além de outras subbacias.

TRAGÉDIAS

No início do ano, cinco pessoas morreram no bairro após tempestades. Do total de vítimas, quatro perderam a vida após deslizamentos de terra no morro do Macuco. A aposentada Antonia Avelaneda Grande, 64 anos, faleceu após ter a casa inundada no dia 18 de janeiro. Antes de morrer, Antonia ainda ajudou o pai e dois netos a deixar a residência.

Com cerca de 100 mil habitantes, o Zaíra é um dos bairros mais populosos de Mauá. A cidade tem um posto dos bombeiros na Avenida Papa João XXIII, na Vila Noêmia.

O comando dos bombeiros também negocia a construção de quartel em Rio Grande da Serra, município que é atendido pelas equipes de Ribeirão Pires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mauá constrói posto de bombeiros no Zaíra

Obras de prédio começam hoje, mas não há prazo de entrega

Fábio Munhoz

10/11/2011 | 07:00


A reconstrução do posto do Corpo de Bombeiros no Jardim Zaíra, em Mauá, terá início na manhã de hoje. A antiga base do bairro, localizada na Avenida Presidente Castello Branco, foi desativada no fim de 2010 para dar lugar a um terminal de ônibus. O investimento, de R$ 650 mil, será contrapartida da construtora Alto Padrão para a Prefeitura. O prédio terá aproximadamente 485 metros quadrados, enquanto o terreno tem 2.027 metros quadrados.

O novo quartel funcionará na Rua Arquimedes Mardegan, na entrada do Zaíra. A administração municipal promete construir avenida no entorno para facilitar o deslocamento de viaturas. 
Segundo moradores do bairro, o ponto escolhido para a nova base costuma alagar após fortes chuvas. O terreno fica às margens do Córrego Corumbé. A Prefeitura não informou em quanto tempo pretende concluir as obras.

Em setembro, o Diário antecipou que o comando do 8º Grupamento do Corpo de Bombeiros, que atende às sete cidades da região, negociava com a Prefeitura a reconstrução do quartel. Na ocasião, o tenente-coronel Roberto Rensi, comandante do grupamento, afirmou que o tempo de resposta às ocorrências no bairro aumentou após desativação do posto.

Mesmo sem a confirmação da data de inauguração da base, Rensi garantiu que a população do bairro não ficará sem atendimento no verão, época marcada pelos constantes temporais. A promessa do comandante é de que, sem o posto, parte da equipe do município será deslocada ao Jardim Zaíra em caso de iminência de chuvas.

A Prefeitura informa que, para evitar enchentes no bairro, foram executadas obras de desassoreamento no Córrego Corumbé e no Rio Tamanduateí, além de outras subbacias.

TRAGÉDIAS

No início do ano, cinco pessoas morreram no bairro após tempestades. Do total de vítimas, quatro perderam a vida após deslizamentos de terra no morro do Macuco. A aposentada Antonia Avelaneda Grande, 64 anos, faleceu após ter a casa inundada no dia 18 de janeiro. Antes de morrer, Antonia ainda ajudou o pai e dois netos a deixar a residência.

Com cerca de 100 mil habitantes, o Zaíra é um dos bairros mais populosos de Mauá. A cidade tem um posto dos bombeiros na Avenida Papa João XXIII, na Vila Noêmia.

O comando dos bombeiros também negocia a construção de quartel em Rio Grande da Serra, município que é atendido pelas equipes de Ribeirão Pires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;