Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Casas Bahia abre depósito no ABC


Daniel Trielli
Do Diário do Grande ABC

29/04/2006 | 08:43


A rede varejista Casas Bahia inaugurou sexta-feira o CD (Centro de Distribuição) de São Bernardo, na avenida José Fornari, em frente à fábrica da Volkswagen. O depósito tem como objetivo aproveitar a boa localização logística – já que está às margens da via Anchieta – e reduzir em 80% os custos de entregas de produtos na área de abrangência do armazém, que cobre o Grande ABC, a Baixada Santista e a Zona Lesta da Capital.

O CD, com área construída de 96,8 mil m², é o resultado de um investimento de R$ 44 milhões da rede varejista, sendo que R$ 10 milhões foram utilizados na aquisição do terreno, antes propriedade da Volks. O centro, erguido em pouco mais de um ano pela WTorre Engenharia, tem uma equipe de 1,2 mil funcionários, e uma frota de 250 caminhões, que serão utilizados para fazer 200 mil entregas por mês.

A festa de inauguração contou com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva  e de Samuel Klein, o presidente da empresa. “Este Centro de Distribuição faz parte de nosso projeto de expansão”, explica Klein. Foi ele quem abriu a primeira loja em São Caetano, em 1957. Hoje, são 513 estabelecimentos espalhados por oito Estados e o Distrito Federal. Desses, 265 estão no Estado de São Paulo, dos quais 23 no Grande ABC.

A estratégia da empresa é se expandir tanto quanto o consumidor suporte. “Enquanto o mercado exigir as Casas Bahia, a rede vai continuar crescendo. Quando não houver mais espaço no Brasil, por que não sair do país e tentar outros mercados na América do Sul? Talvez a empresa até se torne uma multinacional com base aqui na região”, afirma o diretor executivo Michael Klein, filho do fundador.

Mas o diretor diz que ainda há muito espaço no Sudeste e no Sul do país para expansão. “A gente percebe que São Paulo é muito grande. A rede Columbo, do Rio Grande do Sul, veio para cá, achou seu mercado e não nos atrapalhou”, conta. Michael Klein também indicou que o maior número de inaugurações de lojas deverá ser em Minas Gerais e no Rio Grande do Sul. “Nesses mercados estamos investindo mais.”

Espaço – Hoje a rede conta com uma capacidade total de armazenagem de 6,7 milhões de m³, mas esse número vai crescer em breve. Até o segundo semestre do ano, mais dois Centros de Distribuição serão entregues, um em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, e um em São José dos Pinhais, no Paraná. O investimento em logística da empresa somará R$ 99 milhões em 2006.

Com isso, a companhia contará com sete depósitos. Antes do CD de São Bernardo, as entregas para o Grande ABC, litoral e capital paulista eram de responsabilidade do armazém de Jundiaí, que, com 300 mil m² de área construída, é o segundo maior das Américas, atrás apenas do CD da Coca-Cola, nos Estados Unidos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Casas Bahia abre depósito no ABC

Daniel Trielli
Do Diário do Grande ABC

29/04/2006 | 08:43


A rede varejista Casas Bahia inaugurou sexta-feira o CD (Centro de Distribuição) de São Bernardo, na avenida José Fornari, em frente à fábrica da Volkswagen. O depósito tem como objetivo aproveitar a boa localização logística – já que está às margens da via Anchieta – e reduzir em 80% os custos de entregas de produtos na área de abrangência do armazém, que cobre o Grande ABC, a Baixada Santista e a Zona Lesta da Capital.

O CD, com área construída de 96,8 mil m², é o resultado de um investimento de R$ 44 milhões da rede varejista, sendo que R$ 10 milhões foram utilizados na aquisição do terreno, antes propriedade da Volks. O centro, erguido em pouco mais de um ano pela WTorre Engenharia, tem uma equipe de 1,2 mil funcionários, e uma frota de 250 caminhões, que serão utilizados para fazer 200 mil entregas por mês.

A festa de inauguração contou com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva  e de Samuel Klein, o presidente da empresa. “Este Centro de Distribuição faz parte de nosso projeto de expansão”, explica Klein. Foi ele quem abriu a primeira loja em São Caetano, em 1957. Hoje, são 513 estabelecimentos espalhados por oito Estados e o Distrito Federal. Desses, 265 estão no Estado de São Paulo, dos quais 23 no Grande ABC.

A estratégia da empresa é se expandir tanto quanto o consumidor suporte. “Enquanto o mercado exigir as Casas Bahia, a rede vai continuar crescendo. Quando não houver mais espaço no Brasil, por que não sair do país e tentar outros mercados na América do Sul? Talvez a empresa até se torne uma multinacional com base aqui na região”, afirma o diretor executivo Michael Klein, filho do fundador.

Mas o diretor diz que ainda há muito espaço no Sudeste e no Sul do país para expansão. “A gente percebe que São Paulo é muito grande. A rede Columbo, do Rio Grande do Sul, veio para cá, achou seu mercado e não nos atrapalhou”, conta. Michael Klein também indicou que o maior número de inaugurações de lojas deverá ser em Minas Gerais e no Rio Grande do Sul. “Nesses mercados estamos investindo mais.”

Espaço – Hoje a rede conta com uma capacidade total de armazenagem de 6,7 milhões de m³, mas esse número vai crescer em breve. Até o segundo semestre do ano, mais dois Centros de Distribuição serão entregues, um em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, e um em São José dos Pinhais, no Paraná. O investimento em logística da empresa somará R$ 99 milhões em 2006.

Com isso, a companhia contará com sete depósitos. Antes do CD de São Bernardo, as entregas para o Grande ABC, litoral e capital paulista eram de responsabilidade do armazém de Jundiaí, que, com 300 mil m² de área construída, é o segundo maior das Américas, atrás apenas do CD da Coca-Cola, nos Estados Unidos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;