Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Arsenal de Exército é encontrado em casa na Vila Palmares


Bruno Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

29/04/2006 | 08:34


Três submetralhadoras 9 mm, de uso exclusivo das Forças Armadas, usadas também por facções criminosas como o Comando Vermelho para a proteção dos pontos de venda de drogas, foram encontrados pela Polícia Civil de São Caetano em uma casa da Vila Palmares, em Santo André, na noite de quinta-feira. Além desse armamento, no local havia também coletes à prova de balas, uma pistola ponto 40 – também de uso exclusivo da Polícia Militar – e muita munição: nada menos que 322 cápsulas. O armamento – característico de quadrilhas altamente especializadas no tráfico de drogas – estava no fundo de um buraco em cômodo da casa. Na casa tinha ainda 10 Kg de maconha e 2,5 Kg de cocaína. Uma pessoa foi presa no local.

Só em drogas, havia R$ 35 mil. Segundo o delegado titular do 3º DP de São Caetano, Valdecir Alves, policiais do distrito foram informados há alguns dias que havia traficantes na casa da rua Virgílio di Cicco e decidiram montar um esquema de vigilância na área. Passaram a investigar a região e agiram quinta-feira. Os policiais se esconderam no mato alto de um terreno baldio ao lado da casa suspeita e esperaram a movimentação dos suspeitos.

Por volta das 22h da quinta-feira, Rubens Lopes, 41 anos, saiu da casa. Segundo a versão da polícia, ele estava sozinho e com duas sacolas na mão. Os policiais o abordaram e verificaram que havia maconha, cocaína e uma pistola nas sacolas. Lopes foi detido. Os investigadores, em seguida, entraram na casa do acusado e encontraram um buraco cavado no chão. No fundo, mais maconha e cocaína, as três submetralhadoras e materiais para o preparo da cocaína para venda, como bicarbonato de sódio (que é misturado à droga) e sacos plásticos para separação em papelotes.

Nos outros cômodos da casa, havia uma balança de precisão e dois telefones celulares. Uma pessoa não-identificada que guiava o carro de Lopes abandonou o veículo na porta da casa. A polícia acredita que o motorista tenha percebido a movimentação dos policiais e fugido a pé.

Arma ideal – Lopes não tem passagem pela polícia. Ele não teria dado pistas sobre a origem das armas ou das drogas. A pistola encontrada provavelmente era da polícia. A arma está raspada justamente no local onde fica o brasão da corporação. As submetralhadoras são o tipo de armamento leve e fácil de ser escondido. Por isso, ideal para traficantes que precisam vigiar os pontos de vendas de drogas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Arsenal de Exército é encontrado em casa na Vila Palmares

Bruno Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

29/04/2006 | 08:34


Três submetralhadoras 9 mm, de uso exclusivo das Forças Armadas, usadas também por facções criminosas como o Comando Vermelho para a proteção dos pontos de venda de drogas, foram encontrados pela Polícia Civil de São Caetano em uma casa da Vila Palmares, em Santo André, na noite de quinta-feira. Além desse armamento, no local havia também coletes à prova de balas, uma pistola ponto 40 – também de uso exclusivo da Polícia Militar – e muita munição: nada menos que 322 cápsulas. O armamento – característico de quadrilhas altamente especializadas no tráfico de drogas – estava no fundo de um buraco em cômodo da casa. Na casa tinha ainda 10 Kg de maconha e 2,5 Kg de cocaína. Uma pessoa foi presa no local.

Só em drogas, havia R$ 35 mil. Segundo o delegado titular do 3º DP de São Caetano, Valdecir Alves, policiais do distrito foram informados há alguns dias que havia traficantes na casa da rua Virgílio di Cicco e decidiram montar um esquema de vigilância na área. Passaram a investigar a região e agiram quinta-feira. Os policiais se esconderam no mato alto de um terreno baldio ao lado da casa suspeita e esperaram a movimentação dos suspeitos.

Por volta das 22h da quinta-feira, Rubens Lopes, 41 anos, saiu da casa. Segundo a versão da polícia, ele estava sozinho e com duas sacolas na mão. Os policiais o abordaram e verificaram que havia maconha, cocaína e uma pistola nas sacolas. Lopes foi detido. Os investigadores, em seguida, entraram na casa do acusado e encontraram um buraco cavado no chão. No fundo, mais maconha e cocaína, as três submetralhadoras e materiais para o preparo da cocaína para venda, como bicarbonato de sódio (que é misturado à droga) e sacos plásticos para separação em papelotes.

Nos outros cômodos da casa, havia uma balança de precisão e dois telefones celulares. Uma pessoa não-identificada que guiava o carro de Lopes abandonou o veículo na porta da casa. A polícia acredita que o motorista tenha percebido a movimentação dos policiais e fugido a pé.

Arma ideal – Lopes não tem passagem pela polícia. Ele não teria dado pistas sobre a origem das armas ou das drogas. A pistola encontrada provavelmente era da polícia. A arma está raspada justamente no local onde fica o brasão da corporação. As submetralhadoras são o tipo de armamento leve e fácil de ser escondido. Por isso, ideal para traficantes que precisam vigiar os pontos de vendas de drogas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;