Fechar
Publicidade

Sábado, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Bernardo aproxima futebol da universidade para crescer



01/03/2020 | 07:00


O Esporte Clube São Bernardo e a Universidade São Judas fizeram uma parceria no final do ano passado que aproxima o mundo acadêmico do clube de futebol. Professores e alunos dos cursos de Nutrição e Fisioterapia atendem os atletas da equipe da Série A3 do Campeonato Paulista. Com o acordo, os alunos se aproximam do dia a dia de um profissional da área e colocam em prática o que aprenderam na sala de aula. Os atletas, por sua vez, descobrem como melhorar sua condição física e rendimento.

Geraldo Pedroso, diretor de marketing do clube, explica que a parceria, assinada por três anos, também ajuda na ampliação da infraestrutura oferecida aos atletas. "Somos um time da Série A3 do Paulista, com certa limitação de pessoal e estrutura, mas conseguimos oferecer mais para os atletas com a parceria", diz o dirigente.

Na semana passado, o Estado acompanhou os testes ergométricos (na esteira), isocinéticos (testes de força feito pelo equipamento) e exercícios de fisioterapia realizados na piscina da universidade. As atividades comuns na preparação dos atletas dos grandes clubes são raridades nos clubes menores.

Para o goleiro Maurício Telles, os serviços de fisioterapia são o mais importante. "Graças à parceira temos a oportunidade de usufruir de uma estrutura muito bacana e aproveitamos os equipamentos e a parte da fisioterapia para a recuperação dos atletas. Um dos objetivos é não correr o risco de lesão", diz o jogador de 43 anos.

O atendimento é realizado periodicamente pelos alunos, com supervisão dos coordenadores dos cursos. A parceria também oferece bolsas de estudo e descontos especiais para os atletas. O São Bernardo pretende ser o primeiro time do Brasil a ter atletas em atividade cursando a universidade em um programa estruturado.

Do ponto de vista da universidade, a presença dos jogadores como objeto de estudo complementa a formação dos profissionais, oferecendo uma oportunidade de aprendizagem com atletas de alto rendimento. "Esse contato permitiu conhecer como funciona uma equipe multidisciplinar, com educador físico, fisioterapeuta e médico", diz Paula Nunes Cordeiro Soares, aluna do último ano do curso de Fisioterapia. "Também permite conhecer novos mercados. Hoje, vários clubes profissionais e times de várzea contratam fisioterapeutas", diz.

São Bernardo do Campo é um município que respira futebol. Hoje, a cidade tem dois clubes em atividade. Além do próprio Esporte Clube São Bernardo, o São Bernardo Futebol Clube disputa a Série A2 do Campeonato Paulista. Já o Palestra de São Bernardo está licenciado desde 2012. Pedro Fabiano, diretor unidade São Bernardo da Universidade São Judas, revela que existe uma relação estreita entre os professores e os clubes da cidade. Muitos já atuaram na comissão técnica das equipes da cidade.

A intenção é ampliar a cooperação. Neste semestre, os jogadores vão contar com o atendimento dos estudantes de Direito, que vão auxiliar nas questões jurídicas, como análise de contratos, por exemplo. Em breve, será a vez da Educação Física. Professores e alunos vão fazer medições do rendimento dos jogadores e das equipes, os chamados scouts e análises de desempenho, na preparação física.

Embora a universidade também exiba sua marca nos uniformes do São Bernardo, o acordo entre as duas instituições é diferente do modelo tradicional presente no mercado baseado no patrocínio puro e simples. "A parceria não dá dinheiro, ela dá conhecimento para o clube", resume Pedroso.

A universidade também possui parceria com um time profissional de vôlei desde 2018. Em 2020, o time voltará a treinar na unidade Mooca e passará a atuar no circuito universitário, com o suporte da instituição de ensino.

CONGRESSO - O futebol paulista terá um congresso em uma universidade no interior do estado. Trata-se do Summit do Futebol Paulista, evento inédito da Federação Paulista, que acontecerá no câmpus da Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP), entre os dias 14 e 17 de maio. O evento vai oferecer palestras, cursos e debates para estudantes e profissionais. A entrada será franca e grande parte da programação, gratuita.

Os cursos vão abordar temas como categorias de base, marketing esportivo, mídias sociais, arbitragem, futebol feminino, análise de desempenho, direito desportivo, entre outros. Após a conclusão do curso, o aluno receberá um certificado da Federação Paulista de Futebol que valerá como atividade complementar.

As atividades envolvem conhecimento e entretenimento. Além de um jogo especial das estrelas, com grandes nomes do futebol paulista, atividades interativas estarão espalhadas pelo câmpus da UNAERP. Uma delas proporcionará ao visitante a simulação do procedimento de Árbitro de Vídeo (VAR).

"É uma iniciativa inédita no interior e queremos que entre no calendário de eventos da região a partir deste ano", finaliza Mauro Silva, vice-presidente da Federação Paulista.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Bernardo aproxima futebol da universidade para crescer


01/03/2020 | 07:00


O Esporte Clube São Bernardo e a Universidade São Judas fizeram uma parceria no final do ano passado que aproxima o mundo acadêmico do clube de futebol. Professores e alunos dos cursos de Nutrição e Fisioterapia atendem os atletas da equipe da Série A3 do Campeonato Paulista. Com o acordo, os alunos se aproximam do dia a dia de um profissional da área e colocam em prática o que aprenderam na sala de aula. Os atletas, por sua vez, descobrem como melhorar sua condição física e rendimento.

Geraldo Pedroso, diretor de marketing do clube, explica que a parceria, assinada por três anos, também ajuda na ampliação da infraestrutura oferecida aos atletas. "Somos um time da Série A3 do Paulista, com certa limitação de pessoal e estrutura, mas conseguimos oferecer mais para os atletas com a parceria", diz o dirigente.

Na semana passado, o Estado acompanhou os testes ergométricos (na esteira), isocinéticos (testes de força feito pelo equipamento) e exercícios de fisioterapia realizados na piscina da universidade. As atividades comuns na preparação dos atletas dos grandes clubes são raridades nos clubes menores.

Para o goleiro Maurício Telles, os serviços de fisioterapia são o mais importante. "Graças à parceira temos a oportunidade de usufruir de uma estrutura muito bacana e aproveitamos os equipamentos e a parte da fisioterapia para a recuperação dos atletas. Um dos objetivos é não correr o risco de lesão", diz o jogador de 43 anos.

O atendimento é realizado periodicamente pelos alunos, com supervisão dos coordenadores dos cursos. A parceria também oferece bolsas de estudo e descontos especiais para os atletas. O São Bernardo pretende ser o primeiro time do Brasil a ter atletas em atividade cursando a universidade em um programa estruturado.

Do ponto de vista da universidade, a presença dos jogadores como objeto de estudo complementa a formação dos profissionais, oferecendo uma oportunidade de aprendizagem com atletas de alto rendimento. "Esse contato permitiu conhecer como funciona uma equipe multidisciplinar, com educador físico, fisioterapeuta e médico", diz Paula Nunes Cordeiro Soares, aluna do último ano do curso de Fisioterapia. "Também permite conhecer novos mercados. Hoje, vários clubes profissionais e times de várzea contratam fisioterapeutas", diz.

São Bernardo do Campo é um município que respira futebol. Hoje, a cidade tem dois clubes em atividade. Além do próprio Esporte Clube São Bernardo, o São Bernardo Futebol Clube disputa a Série A2 do Campeonato Paulista. Já o Palestra de São Bernardo está licenciado desde 2012. Pedro Fabiano, diretor unidade São Bernardo da Universidade São Judas, revela que existe uma relação estreita entre os professores e os clubes da cidade. Muitos já atuaram na comissão técnica das equipes da cidade.

A intenção é ampliar a cooperação. Neste semestre, os jogadores vão contar com o atendimento dos estudantes de Direito, que vão auxiliar nas questões jurídicas, como análise de contratos, por exemplo. Em breve, será a vez da Educação Física. Professores e alunos vão fazer medições do rendimento dos jogadores e das equipes, os chamados scouts e análises de desempenho, na preparação física.

Embora a universidade também exiba sua marca nos uniformes do São Bernardo, o acordo entre as duas instituições é diferente do modelo tradicional presente no mercado baseado no patrocínio puro e simples. "A parceria não dá dinheiro, ela dá conhecimento para o clube", resume Pedroso.

A universidade também possui parceria com um time profissional de vôlei desde 2018. Em 2020, o time voltará a treinar na unidade Mooca e passará a atuar no circuito universitário, com o suporte da instituição de ensino.

CONGRESSO - O futebol paulista terá um congresso em uma universidade no interior do estado. Trata-se do Summit do Futebol Paulista, evento inédito da Federação Paulista, que acontecerá no câmpus da Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP), entre os dias 14 e 17 de maio. O evento vai oferecer palestras, cursos e debates para estudantes e profissionais. A entrada será franca e grande parte da programação, gratuita.

Os cursos vão abordar temas como categorias de base, marketing esportivo, mídias sociais, arbitragem, futebol feminino, análise de desempenho, direito desportivo, entre outros. Após a conclusão do curso, o aluno receberá um certificado da Federação Paulista de Futebol que valerá como atividade complementar.

As atividades envolvem conhecimento e entretenimento. Além de um jogo especial das estrelas, com grandes nomes do futebol paulista, atividades interativas estarão espalhadas pelo câmpus da UNAERP. Uma delas proporcionará ao visitante a simulação do procedimento de Árbitro de Vídeo (VAR).

"É uma iniciativa inédita no interior e queremos que entre no calendário de eventos da região a partir deste ano", finaliza Mauro Silva, vice-presidente da Federação Paulista.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;