Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Aldo descarta interferência do Executivo em agenda da Câmara


Do Diário OnLine
Com Agência Câmara

03/11/2006 | 19:16


O presidente da Câmara dos Deputados, Aldo Rebelo, descartou nesta sexta-feira a interferência de uma possível reforma ministerial na agenda da Casa. "Não há motivo para uma prerrogativa do Presidente da República atrapalhar a ação e o trabalho na Câmara", declarou.

Aldo disse ainda que a agenda do Poder Legislativo é uma atribuição das lideranças."A Câmara deve construir sua agenda levando em conta uma relação de harmonia e independência com o Executivo, os interesses dos governadores, dos prefeitos, dos industriais, dos trabalhadores, dos agricultores, da Igreja e a opinião sábia e relevante da imprensa. Então, é a partir daquilo que julga de interesse do País e da população que a Câmara deve propor a sua agenda."

Eleição da Mesa - Nem mesmo a eleição da nova Mesa Diretora, que ocorrerá em fevereiro de 2007, poderá atrapalhar as votações na Câmara, na opinião de Aldo Rebelo. "A eleição das Mesas integra o processo democrático do Congresso Nacional. Não há razão para o processo de articulação das chapas atrapalhar a vida política ordinária", disse.

O presidente também se mostrou disposto a liberar a pauta da Câmara, que está trancada por 10 medidas provisórias. Ele afirmou que vai se esforçar para que a Casa atinja quorum para deliberações.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aldo descarta interferência do Executivo em agenda da Câmara

Do Diário OnLine
Com Agência Câmara

03/11/2006 | 19:16


O presidente da Câmara dos Deputados, Aldo Rebelo, descartou nesta sexta-feira a interferência de uma possível reforma ministerial na agenda da Casa. "Não há motivo para uma prerrogativa do Presidente da República atrapalhar a ação e o trabalho na Câmara", declarou.

Aldo disse ainda que a agenda do Poder Legislativo é uma atribuição das lideranças."A Câmara deve construir sua agenda levando em conta uma relação de harmonia e independência com o Executivo, os interesses dos governadores, dos prefeitos, dos industriais, dos trabalhadores, dos agricultores, da Igreja e a opinião sábia e relevante da imprensa. Então, é a partir daquilo que julga de interesse do País e da população que a Câmara deve propor a sua agenda."

Eleição da Mesa - Nem mesmo a eleição da nova Mesa Diretora, que ocorrerá em fevereiro de 2007, poderá atrapalhar as votações na Câmara, na opinião de Aldo Rebelo. "A eleição das Mesas integra o processo democrático do Congresso Nacional. Não há razão para o processo de articulação das chapas atrapalhar a vida política ordinária", disse.

O presidente também se mostrou disposto a liberar a pauta da Câmara, que está trancada por 10 medidas provisórias. Ele afirmou que vai se esforçar para que a Casa atinja quorum para deliberações.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;