Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Justiça condena assassino de juiz a 30 anos de prisão


Do Diário OnLine

29/11/2007 | 08:53


O criminoso Reinaldo Teixeira dos Santos, 29 anos, conhecido como ‘Funchal’, foi condenado a 30 anos de prisão pela morte do juiz da Vara das Execuções Criminais e Corregedor dos Presídios de Presidente Prudente, Antonio José Machado Dias.

O julgamento, ocorrido na quarta-feira, no Fórum da Barra Funda, Zona Oeste de São Paulo, durou cerca de 10 horas. ‘Funchal’ foi condenado por homicídio duplamente qualificado - por motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima.

Anteriormente, a Justiça já havia condenado João Carlos Rangel Luisi, o ‘Jonny, e Ronaldo Dias, o ‘Chocolate’, por envolvimento no mesmo crime, ocorrido em 14 de março de 2003.

Ainda restam ser julgados outros dois acusados de participação no assassinato. São eles: Marcos Willians Herbas Camacho, o ‘Marcola’, e Júlio César Guedes de Moraes, o ‘Julinho Carambola’, supostos líderes do PCC (Primeiro Comando da Capital), apontados como mandantes da execução.

Crime – O juiz corregedor foi assassinado com vários tiros após cair em uma emboscada quando retornava do trabalho para casa, em Presidente Prudente, interior Paulista.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Justiça condena assassino de juiz a 30 anos de prisão

Do Diário OnLine

29/11/2007 | 08:53


O criminoso Reinaldo Teixeira dos Santos, 29 anos, conhecido como ‘Funchal’, foi condenado a 30 anos de prisão pela morte do juiz da Vara das Execuções Criminais e Corregedor dos Presídios de Presidente Prudente, Antonio José Machado Dias.

O julgamento, ocorrido na quarta-feira, no Fórum da Barra Funda, Zona Oeste de São Paulo, durou cerca de 10 horas. ‘Funchal’ foi condenado por homicídio duplamente qualificado - por motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima.

Anteriormente, a Justiça já havia condenado João Carlos Rangel Luisi, o ‘Jonny, e Ronaldo Dias, o ‘Chocolate’, por envolvimento no mesmo crime, ocorrido em 14 de março de 2003.

Ainda restam ser julgados outros dois acusados de participação no assassinato. São eles: Marcos Willians Herbas Camacho, o ‘Marcola’, e Júlio César Guedes de Moraes, o ‘Julinho Carambola’, supostos líderes do PCC (Primeiro Comando da Capital), apontados como mandantes da execução.

Crime – O juiz corregedor foi assassinado com vários tiros após cair em uma emboscada quando retornava do trabalho para casa, em Presidente Prudente, interior Paulista.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;