Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Prefeita de Barcelona pede fim da violência em manifestações separatistas



19/10/2019 | 11:37


A prefeita de Barcelona, Ada Colau, pediu calma depois que protestos violentos de separatistas catalães abalaram novamente a segunda maior cidade da Espanha. "Isso não pode continuar. Barcelona não merece isso", afirmou a prefeita neste sábado, 19. Ela acrescentou que a violência de sexta-feira foi pior do que a das quatro noites anteriores.

As manifestações começaram após uma decisão da Suprema Corte da última segunda-feira, 14, que condenou nove líderes separatistas à prisão. Desde então, separatistas radicais entraram em choque com a polícia todas as noites em Barcelona e outras cidades catalãs após grandes protestos pacíficos.

As autoridades do país dizem que mais de 400 pessoas ficaram feridas, cerca de metade delas policiais, e que a polícia fez mais de 150 prisões. A polícia usou gás lacrimogêneo e canhões de água na noite de sexta-feira para combater manifestantes em Barcelona.

Em outubro de 2017, Ada Colau afirmou que é contra a separação entre Catalunha e Espanha. As declarações foram dadas na Câmara Municipal de Barcelona, um dia antes do plebiscito que decidiu pela separação.

À época, ela também pediu que o então primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, renunciasse ao seu cargo após os confrontos entre eleitores e policiais durante a votação do plebiscito. "Rajoy é um covarde, que se esconde atrás de procuradores e tribunais. Hoje, ele ultrapassou todos os limites com as ações policiais contra pessoas normais, idosos, famílias que estavam defendendo seus direitos fundamentais", afirmou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prefeita de Barcelona pede fim da violência em manifestações separatistas


19/10/2019 | 11:37


A prefeita de Barcelona, Ada Colau, pediu calma depois que protestos violentos de separatistas catalães abalaram novamente a segunda maior cidade da Espanha. "Isso não pode continuar. Barcelona não merece isso", afirmou a prefeita neste sábado, 19. Ela acrescentou que a violência de sexta-feira foi pior do que a das quatro noites anteriores.

As manifestações começaram após uma decisão da Suprema Corte da última segunda-feira, 14, que condenou nove líderes separatistas à prisão. Desde então, separatistas radicais entraram em choque com a polícia todas as noites em Barcelona e outras cidades catalãs após grandes protestos pacíficos.

As autoridades do país dizem que mais de 400 pessoas ficaram feridas, cerca de metade delas policiais, e que a polícia fez mais de 150 prisões. A polícia usou gás lacrimogêneo e canhões de água na noite de sexta-feira para combater manifestantes em Barcelona.

Em outubro de 2017, Ada Colau afirmou que é contra a separação entre Catalunha e Espanha. As declarações foram dadas na Câmara Municipal de Barcelona, um dia antes do plebiscito que decidiu pela separação.

À época, ela também pediu que o então primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, renunciasse ao seu cargo após os confrontos entre eleitores e policiais durante a votação do plebiscito. "Rajoy é um covarde, que se esconde atrás de procuradores e tribunais. Hoje, ele ultrapassou todos os limites com as ações policiais contra pessoas normais, idosos, famílias que estavam defendendo seus direitos fundamentais", afirmou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;