Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Fiel escudeira de Laís, Arilza Coraça assume o basquete andreense

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Profissional vinha atuando na base, mas foi reconduzida ao time adulto após pedido de demissão do técnico Bruno Guidorizzi na quarta-feira


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

19/08/2019 | 07:00


 Santo André já tem treinador para o time de basquete feminino. Treinador não, treinadora. A novidade nem é tanta novidade, já que a escolhida é Arilza Coraça, que já trabalhava com as categorias de base e havia assumido o comando da equipe em 2015 e 2016, logo após a aposentadoria de Laís Elena (1943-2019). Ela substitui Bruno Guidorizzi, que curiosamente a sucedeu e quarta-feira pediu demissão porque não via mais clima para seguir o trabalho.

Arilza está no basquete andreense desde 1971, quando veio para jogar. Se aposentou aos 34 anos, em 1985, por causa de lesões nos joelhos e, na sequência, virou auxiliar de Laís Elena. Elas, juntas, mantiveram o basquete andreense de pé mesmo diante das adversidades financeiras. Agora, sem a companheira de batalhas, que morreu em março, assume a linha de frente.

“Na verdade será a continuação do trabalho, já que temos uma equipe aqui que trabalha fora das quadras e vai continuar. Queremos retomar a essência do basquete feminino de Santo André. Valorizar tudo que a Laís sempre prezava, o amor ao próximo, respeito, acatar a opinião. É um desafio para mim retomar o adulto, mas essa parte de relacionamento, que é o mais importante, eu tenho”, constatou Arilza.

A treinadora já começou a trabalhar. Neste momento está fazendo o mapeamento físico do grupo ao lado de Luciane Moscaleski, que segue integrando a comissão técnica. Arilza, aliás, ressaltou a importância da equipe técnica. “Vou ser mais uma no grupo de trabalho, mas agora sou eu quem vai tomar as decisões no jogo. Nos treinamentos vamos dividir tarefas, serei mais uma dentro da comissão técnica”, explica a treinadora. 

O convite a Arilza foi feito por Marcos Filho, diretor de Esportes da Prefeitura, que agradeceu ao ex-treinador Bruno Guidorizzi. “O Bruno fez excelente trabalho, sabemos o que ele deixou na quadra. Foi muito mais do que os resultados. Mas, com o tempo, acontece desgaste natural. Nós já havíamos conversando há algum tempo e agora ele optou por respirar novos ares. Conversei com a Arilza, em primeiro momento ela me colocou para fora da sala, mas depois aceitou. Acredito muito que ela é o nome certo. Quando falamos para as jogadoras, a reação delas nos deu ainda mais convicção de que a nossa decisão foi acertada”, comentou o dirigente.

Marcos lembrou que, com a mudança, Arilza será a treinadora nos primeiros jogos com o Ginásio Pedro Dell’Antonia rebatizado como Laís Elena Aranha da Silva, o que vai acontecer oficialmente no dia 26, na abertura dos Jogos Escolares. O primeiro desafio oficial do time será o Paulista, em setembro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fiel escudeira de Laís, Arilza Coraça assume o basquete andreense

Profissional vinha atuando na base, mas foi reconduzida ao time adulto após pedido de demissão do técnico Bruno Guidorizzi na quarta-feira

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

19/08/2019 | 07:00


 Santo André já tem treinador para o time de basquete feminino. Treinador não, treinadora. A novidade nem é tanta novidade, já que a escolhida é Arilza Coraça, que já trabalhava com as categorias de base e havia assumido o comando da equipe em 2015 e 2016, logo após a aposentadoria de Laís Elena (1943-2019). Ela substitui Bruno Guidorizzi, que curiosamente a sucedeu e quarta-feira pediu demissão porque não via mais clima para seguir o trabalho.

Arilza está no basquete andreense desde 1971, quando veio para jogar. Se aposentou aos 34 anos, em 1985, por causa de lesões nos joelhos e, na sequência, virou auxiliar de Laís Elena. Elas, juntas, mantiveram o basquete andreense de pé mesmo diante das adversidades financeiras. Agora, sem a companheira de batalhas, que morreu em março, assume a linha de frente.

“Na verdade será a continuação do trabalho, já que temos uma equipe aqui que trabalha fora das quadras e vai continuar. Queremos retomar a essência do basquete feminino de Santo André. Valorizar tudo que a Laís sempre prezava, o amor ao próximo, respeito, acatar a opinião. É um desafio para mim retomar o adulto, mas essa parte de relacionamento, que é o mais importante, eu tenho”, constatou Arilza.

A treinadora já começou a trabalhar. Neste momento está fazendo o mapeamento físico do grupo ao lado de Luciane Moscaleski, que segue integrando a comissão técnica. Arilza, aliás, ressaltou a importância da equipe técnica. “Vou ser mais uma no grupo de trabalho, mas agora sou eu quem vai tomar as decisões no jogo. Nos treinamentos vamos dividir tarefas, serei mais uma dentro da comissão técnica”, explica a treinadora. 

O convite a Arilza foi feito por Marcos Filho, diretor de Esportes da Prefeitura, que agradeceu ao ex-treinador Bruno Guidorizzi. “O Bruno fez excelente trabalho, sabemos o que ele deixou na quadra. Foi muito mais do que os resultados. Mas, com o tempo, acontece desgaste natural. Nós já havíamos conversando há algum tempo e agora ele optou por respirar novos ares. Conversei com a Arilza, em primeiro momento ela me colocou para fora da sala, mas depois aceitou. Acredito muito que ela é o nome certo. Quando falamos para as jogadoras, a reação delas nos deu ainda mais convicção de que a nossa decisão foi acertada”, comentou o dirigente.

Marcos lembrou que, com a mudança, Arilza será a treinadora nos primeiros jogos com o Ginásio Pedro Dell’Antonia rebatizado como Laís Elena Aranha da Silva, o que vai acontecer oficialmente no dia 26, na abertura dos Jogos Escolares. O primeiro desafio oficial do time será o Paulista, em setembro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;