Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Pesquisa indica Auricchio à frente


Raphael Rocha

17/08/2019 | 06:09


Na pesquisa sobre avaliação do governo de São Caetano, a USCS (Universidade Municipal de São Caetano) mapeou o sentimento do morador da cidade sobre a eleição do ano que vem. Em seu 11º ano como prefeito, José Auricchio Júnior (PSDB) atingiu 28,1% das intenções de voto (39,8% dos válidos). O segundo mais bem lembrado foi o ex-vereador e ex-prefeiturável Fabio Palacio (PSD), com 10,8% do total (15,4% dos válidos). A USCS decidiu mensurar a força do Partido Novo na cidade e perguntou se o morador votaria no candidato desta legenda. O índice surpreendeu: 10% do total (14,3% dos válidos). O ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM) atingiu 7,2% do total; seguido pelo presidente da Câmara, Pio Mielo (MDB), com 6,4%; pelo vereador César Oliva (PL), com 6%; e pelo ex-presidente da Aciscs (Associação Comercial e Industrial de São Caetano), o advogado Walter Estevam Junior (PRB), com 1,9%. Outros 11,8% disseram que vão anular, votar em branco ou não escolhem ninguém, enquanto 17,8% não souberam responder. 

Rejeição

 O mesmo estudo mensurou a rejeição dos principais nomes colocados para a eleição do ano que vem em São Caetano. O ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM) lidera a lista, com 31% das citações gerais (43,6% dos válidos), seguido pelo prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), com 22,3%, pelo ex-vereador e ex-prefeiturável Fabio Palacio (PSD), com 6,3%, pelo presidente da Câmara, Pio Mielo (MDB), e pelo candidato do Partido Novo, com 2,4%.

Espontânea 

 Ainda no aspecto eleitoral, o levantamento pontuou o estrato espontâneo, quando o entrevistado responde em quem pretende votar sem ter acesso a uma cartela de candidatos. O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), foi citado por 14,4%. O ex-vereador Fabio Palacio (PSD) foi lembrado por 2,2%. O vereador César Oliva (PL), com 1,7%; o ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM), com 1,3%; e o presidente da Câmara, Pio Mielo (MDB), com 1,1%, surgem na sequência.

Características

 Outro item que chama atenção na pesquisa da USCS (Universidade Municipal de São Caetano) é a avaliação da principal característica para o próximo prefeito de São Caetano. No total, 35,6% disseram que o futuro chefe do Executivo precisa ser verdadeiro, sincero, honesto ou leal. Outros 8,3% apontaram que o gestor tem de se preocupar com problemas do povo. Os menos citados, todos com 0,1%, foram ser corajoso, pontual, austero, arrojado, ambicioso, com boa vontade e postura.

Rompimento

 O vereador Clauricio Bento (DEM) anunciou rompimento com o prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania), e entregou o cargo de secretário de Administração. O movimento representa dois fatos: que Clauricio quer mesmo ser candidato à Prefeitura no ano que vem e que Maranhão não apostará nele para ser o prefeiturável governista. A tendência é a de que o prefeito banque a campanha de sua vice, Marilza de Oliveira (PSD).

Jantar

 O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), jantou na quinta-feira com o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). “Tivemos a oportunidade de discutir sobre a reforma tributária e a possibilidade de o Senado incluir Estados e municípios na reforma da Previdência. Ao mesmo tempo, o presidente da Câmara falou sobre as demais reformas que a casa pretende aprovar até o fim do ano”, declarou Morando. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pesquisa indica Auricchio à frente

Raphael Rocha

17/08/2019 | 06:09


Na pesquisa sobre avaliação do governo de São Caetano, a USCS (Universidade Municipal de São Caetano) mapeou o sentimento do morador da cidade sobre a eleição do ano que vem. Em seu 11º ano como prefeito, José Auricchio Júnior (PSDB) atingiu 28,1% das intenções de voto (39,8% dos válidos). O segundo mais bem lembrado foi o ex-vereador e ex-prefeiturável Fabio Palacio (PSD), com 10,8% do total (15,4% dos válidos). A USCS decidiu mensurar a força do Partido Novo na cidade e perguntou se o morador votaria no candidato desta legenda. O índice surpreendeu: 10% do total (14,3% dos válidos). O ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM) atingiu 7,2% do total; seguido pelo presidente da Câmara, Pio Mielo (MDB), com 6,4%; pelo vereador César Oliva (PL), com 6%; e pelo ex-presidente da Aciscs (Associação Comercial e Industrial de São Caetano), o advogado Walter Estevam Junior (PRB), com 1,9%. Outros 11,8% disseram que vão anular, votar em branco ou não escolhem ninguém, enquanto 17,8% não souberam responder. 

Rejeição

 O mesmo estudo mensurou a rejeição dos principais nomes colocados para a eleição do ano que vem em São Caetano. O ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM) lidera a lista, com 31% das citações gerais (43,6% dos válidos), seguido pelo prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), com 22,3%, pelo ex-vereador e ex-prefeiturável Fabio Palacio (PSD), com 6,3%, pelo presidente da Câmara, Pio Mielo (MDB), e pelo candidato do Partido Novo, com 2,4%.

Espontânea 

 Ainda no aspecto eleitoral, o levantamento pontuou o estrato espontâneo, quando o entrevistado responde em quem pretende votar sem ter acesso a uma cartela de candidatos. O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), foi citado por 14,4%. O ex-vereador Fabio Palacio (PSD) foi lembrado por 2,2%. O vereador César Oliva (PL), com 1,7%; o ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM), com 1,3%; e o presidente da Câmara, Pio Mielo (MDB), com 1,1%, surgem na sequência.

Características

 Outro item que chama atenção na pesquisa da USCS (Universidade Municipal de São Caetano) é a avaliação da principal característica para o próximo prefeito de São Caetano. No total, 35,6% disseram que o futuro chefe do Executivo precisa ser verdadeiro, sincero, honesto ou leal. Outros 8,3% apontaram que o gestor tem de se preocupar com problemas do povo. Os menos citados, todos com 0,1%, foram ser corajoso, pontual, austero, arrojado, ambicioso, com boa vontade e postura.

Rompimento

 O vereador Clauricio Bento (DEM) anunciou rompimento com o prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania), e entregou o cargo de secretário de Administração. O movimento representa dois fatos: que Clauricio quer mesmo ser candidato à Prefeitura no ano que vem e que Maranhão não apostará nele para ser o prefeiturável governista. A tendência é a de que o prefeito banque a campanha de sua vice, Marilza de Oliveira (PSD).

Jantar

 O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), jantou na quinta-feira com o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). “Tivemos a oportunidade de discutir sobre a reforma tributária e a possibilidade de o Senado incluir Estados e municípios na reforma da Previdência. Ao mesmo tempo, o presidente da Câmara falou sobre as demais reformas que a casa pretende aprovar até o fim do ano”, declarou Morando. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;