Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Enfim, a comédia


Carla Neves
Da TV Press

29/11/2006 | 20:04


Depois de um bom tempo interpretando personagens próximos à sua realidade, Fernanda Rodrigues resolveu apostar na comédia. Afinal, desde que estreou na televisão, aos dez anos de idade, em Vamp, a atriz só viveu tipos comuns, que combinavam com seu jeito de menina. “Já tinha feito toques de comédia, mas nunca um personagem cômico em novela”, diz ela, referindo-se à manicure Gisele, que interpreta atualmente na trama de O Profeta.

Para dar vida à Gisele na novela das seis da Globo, Fernanda conta que não se esforçou muito. Pelo menos no que diz respeito à profissão de sua personagem na trama. “Ah! Que mulher não sabe segurar o alicate e a lixa de unha, né?”, diverte-se ela, que costuma até fazer as próprias unhas de vez em quando.

Filha da cartomante Rúbia, interpretada por Rosi Campos, Gisele bisbilhota a vida das clientes do salão para passar à mãe, que finge prever o futuro das moças. “A maioria das pessoas não sabe que ela é filha da Madame Rúbia, o que é muito bom para ela”, explica a atriz.

Além de procurar saber tudo da vida alheia para passar à mãe charlatã, Gisele também desperta olhares apaixonados do peixeiro Tainha, personagem de Rodrigo Faro que faz de tudo para conquistá-la. “Ela é fresca e se faz de difícil para o Tainha o tempo inteiro. Vive dizendo que ele fede a peixe”, conta.

Apesar de ser a 12ª novela no currículo de Fernanda, ela admite que ficou surpresa ao ser convidada por Roberto Talma para integrar o núcleo cômico de O Profeta. Que, por sinal, nem existia na primeira versão da novela, exibida pela Tupi em 1977. “Estou adorando fazer comédia. Nosso núcleo é, sem dúvida, o mais leve da trama”, observa.

Longe das novelas desde Bang Bang, onde fez uma participação especial em que interpretou Daisy, Fernanda já estava desacostumada com a abordagem do público nas ruas. Tanto que ela está surpresa com a boa repercussão de Gisele entre os telespectadores. “O mais engraçado é que todos nas ruas me chamam de Gigele, como o Tainha”, orgulha-se. Além disso, trabalhar ao lado de Rosi Campos está sendo uma honra para a atriz. “Além dela ser uma grande atriz, é carinhosa e superagradável”, derrama-se.

Fernanda conta que, assim que leu a sinopse de O Profeta, já começou a traçar o perfil de uma legítima fofoqueira. Segundo ela, apesar de o texto da novela ser excelente e já vir pronto para o ator, introduzir trejeitos ao personagem faz parte das atribuições dos atores. “Compus a Gisele bem entojada e nariz em pé”, diz. No entanto, de chique e fina, a manicure não tem nada. “Ela se faz de rica e refinada, mas, na verdade, é uma ferrada”, diz.

Ao contrário da personagem, que detesta o peixeiro Tainha e faz de tudo para ficar bem longe dele, Fernanda torce pelo futuro do casal. “Mas o futuro do Tainha e da Gisele só a Madame Rúbia pode prever”, brinca.

Fora da TV, a atriz protagoniza a peça Enfim Nós. Trata-se de uma comédia romântica escrita por Bruno Mazzeo, com quem contracena, e por Cláudio Torres Gonzaga, que também dirige a montagem. É a história de um casal que fica trancado no banheiro no Dia dos Namorados. “Acho que é um ano de sorrir no teatro e na televisão. Afinal, coincidentemente, estou fazendo comédia nos dois”, observa. "Na novela, brinco em cena o tempo inteiro e isso é muito bom", confessa.

Já no teatro, a atriz não precisa fazer tanta graça como na TV. “Na peça, minha personagem é naturalmente engraçada”, destaca ela. Mesmo assim, Fernanda conta que o público, principalmente o feminino, cai na gargalhada com os absurdos ditos por sua personagem. “Não há casal que não se identifique com, pelo menos, uma das situações que acontecem dentro do banheiro”, aposta.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Enfim, a comédia

Carla Neves
Da TV Press

29/11/2006 | 20:04


Depois de um bom tempo interpretando personagens próximos à sua realidade, Fernanda Rodrigues resolveu apostar na comédia. Afinal, desde que estreou na televisão, aos dez anos de idade, em Vamp, a atriz só viveu tipos comuns, que combinavam com seu jeito de menina. “Já tinha feito toques de comédia, mas nunca um personagem cômico em novela”, diz ela, referindo-se à manicure Gisele, que interpreta atualmente na trama de O Profeta.

Para dar vida à Gisele na novela das seis da Globo, Fernanda conta que não se esforçou muito. Pelo menos no que diz respeito à profissão de sua personagem na trama. “Ah! Que mulher não sabe segurar o alicate e a lixa de unha, né?”, diverte-se ela, que costuma até fazer as próprias unhas de vez em quando.

Filha da cartomante Rúbia, interpretada por Rosi Campos, Gisele bisbilhota a vida das clientes do salão para passar à mãe, que finge prever o futuro das moças. “A maioria das pessoas não sabe que ela é filha da Madame Rúbia, o que é muito bom para ela”, explica a atriz.

Além de procurar saber tudo da vida alheia para passar à mãe charlatã, Gisele também desperta olhares apaixonados do peixeiro Tainha, personagem de Rodrigo Faro que faz de tudo para conquistá-la. “Ela é fresca e se faz de difícil para o Tainha o tempo inteiro. Vive dizendo que ele fede a peixe”, conta.

Apesar de ser a 12ª novela no currículo de Fernanda, ela admite que ficou surpresa ao ser convidada por Roberto Talma para integrar o núcleo cômico de O Profeta. Que, por sinal, nem existia na primeira versão da novela, exibida pela Tupi em 1977. “Estou adorando fazer comédia. Nosso núcleo é, sem dúvida, o mais leve da trama”, observa.

Longe das novelas desde Bang Bang, onde fez uma participação especial em que interpretou Daisy, Fernanda já estava desacostumada com a abordagem do público nas ruas. Tanto que ela está surpresa com a boa repercussão de Gisele entre os telespectadores. “O mais engraçado é que todos nas ruas me chamam de Gigele, como o Tainha”, orgulha-se. Além disso, trabalhar ao lado de Rosi Campos está sendo uma honra para a atriz. “Além dela ser uma grande atriz, é carinhosa e superagradável”, derrama-se.

Fernanda conta que, assim que leu a sinopse de O Profeta, já começou a traçar o perfil de uma legítima fofoqueira. Segundo ela, apesar de o texto da novela ser excelente e já vir pronto para o ator, introduzir trejeitos ao personagem faz parte das atribuições dos atores. “Compus a Gisele bem entojada e nariz em pé”, diz. No entanto, de chique e fina, a manicure não tem nada. “Ela se faz de rica e refinada, mas, na verdade, é uma ferrada”, diz.

Ao contrário da personagem, que detesta o peixeiro Tainha e faz de tudo para ficar bem longe dele, Fernanda torce pelo futuro do casal. “Mas o futuro do Tainha e da Gisele só a Madame Rúbia pode prever”, brinca.

Fora da TV, a atriz protagoniza a peça Enfim Nós. Trata-se de uma comédia romântica escrita por Bruno Mazzeo, com quem contracena, e por Cláudio Torres Gonzaga, que também dirige a montagem. É a história de um casal que fica trancado no banheiro no Dia dos Namorados. “Acho que é um ano de sorrir no teatro e na televisão. Afinal, coincidentemente, estou fazendo comédia nos dois”, observa. "Na novela, brinco em cena o tempo inteiro e isso é muito bom", confessa.

Já no teatro, a atriz não precisa fazer tanta graça como na TV. “Na peça, minha personagem é naturalmente engraçada”, destaca ela. Mesmo assim, Fernanda conta que o público, principalmente o feminino, cai na gargalhada com os absurdos ditos por sua personagem. “Não há casal que não se identifique com, pelo menos, uma das situações que acontecem dentro do banheiro”, aposta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;