Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Dependentes químicos ganham centro em S.Bernardo


Bruno Ribeiro
Especial para o Diário

14/03/2006 | 07:47


Depois de um inquérito civil instaurado pelo Ministério Público em 2004, cobrando atenção da Prefeitura de São Bernardo com relação ao tratamento de dependentes químicos, a administração inaugurou segunda-feira o primeiro Centro de Atendimento à Drogadição para adolescentes na cidade. A unidade desenvolverá trabalho complementar ao realizado no Caps-AD (Centro de Atendimento Psicossocial – Álcool e Drogas), cujo atendimento a dependentes químicos é voltado às questões clínicas.

O novo centro – cuja localização é mantida em sigilo para a proteção dos menores – é uma área com capacidade para até 15 jovens de 9 a 18 anos, que poderão ser internados para receber tratamentos alternativos de combate ao vício em drogas.

Para ser internado no Centro, o jovem tem de estar sendo atendido no Caps-AD da cidade. As equipes médicas irão avaliar quais paciente necessitam de um atendimento mais complexo. Esses pacientes ficarão em regime de internação voluntária. Eles terão à disposição oficinas de artes e experimentarão técnicas alternativas para a desitoxicação, como o uso de sauna a vapor para auxiliar na transpiração. Cada paciente pode ficar internado por no máximo de seis meses.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dependentes químicos ganham centro em S.Bernardo

Bruno Ribeiro
Especial para o Diário

14/03/2006 | 07:47


Depois de um inquérito civil instaurado pelo Ministério Público em 2004, cobrando atenção da Prefeitura de São Bernardo com relação ao tratamento de dependentes químicos, a administração inaugurou segunda-feira o primeiro Centro de Atendimento à Drogadição para adolescentes na cidade. A unidade desenvolverá trabalho complementar ao realizado no Caps-AD (Centro de Atendimento Psicossocial – Álcool e Drogas), cujo atendimento a dependentes químicos é voltado às questões clínicas.

O novo centro – cuja localização é mantida em sigilo para a proteção dos menores – é uma área com capacidade para até 15 jovens de 9 a 18 anos, que poderão ser internados para receber tratamentos alternativos de combate ao vício em drogas.

Para ser internado no Centro, o jovem tem de estar sendo atendido no Caps-AD da cidade. As equipes médicas irão avaliar quais paciente necessitam de um atendimento mais complexo. Esses pacientes ficarão em regime de internação voluntária. Eles terão à disposição oficinas de artes e experimentarão técnicas alternativas para a desitoxicação, como o uso de sauna a vapor para auxiliar na transpiração. Cada paciente pode ficar internado por no máximo de seis meses.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;