Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 30 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PT examinará PECs sobre Previdência enviadas ao Congresso


Do Diário do Grande ABC

26/10/1999 | 14:51


O líder do PT na Câmara, José Genoíno, disse nesta terça-feira que o partido vai examinar as duas propostas de emenda constitucional, enviadas pelo governo ao Congresso Nacional, para possibilitar a cobrança da contribuiçao previdenciária dos servidores inativos, e a fixaçao de um subteto salarial para o funcionalismo público, nas três esferas de governo.

Genoíno disse que essas emendas serao discutidas francamente com os governadores do partido com o objetivo de se chegar a um consenso. O líder petista admitiu, no entanto, que se houver uma diferença de enfoque, o partido terá que arcar com o ônus dessa divergência.

Genoíno fez questao de ressaltar que a relaçao da bancada com os governadores petistas é excelente, porque os três governadores do partido consideraram politicamente os motivos da bancada para nao comparecer à reuniao com o presidente Fernando Henrique, na última sexta-feira (22).

E essa decisao, segundo o líder, faz com que a bancada também considere politicamente a opiniao favorável dos governadores em relaçao a cobrança da contribuiçao dos inativos. José Genoíno acredita que nao deve haver dificuldades com relaçao a proposta de um subteto salarial.

Segundo ele, a bancada é a favor e pretende apenas apresentar uma proposta mais clara. Em relaçao aos inativos, o líder disse que a bancada discorda da proposta do governo, por considerar que ela pune a maioria dos aposentados e tira direitos consagrados.

Nesse caso, explicou, o partido deverá apresentar propostas alternativas, como por exemplo, a fixaçao de um teto para a aposentadoria dos servidores em torno de R$ 6 mil.

A bancada do PT na Câmara está reunida neste momento para discutir questoes que envolvem o partido, inclusive a decisao tomada no encontro do diretório do Rio de Janeiro de recomendar aos seus filiados a entrega dos cargos administrativos no governo do estado do Rio de Janeiro.

Segundo o líder do partido na Câmara, José Genoíno, essa questao está relacionada diretamente com o Congresso Nacional do partido que acontecerá no final de novembro. "Nas vésperas de um congresso é mais do que natural esse tensionamento interno. As pessoas brigam, defendem teses, se apaixonam. Felizmente o PT nao é um organismo morto", disse Genoíno.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;