Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

S.Bernardo e S.Caetano medem forças em clássico com contornos de decisão

Triunfo do Tigrinho encaminha classificação e elimina rival; situação inversa embola grupo


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

06/01/2018 | 07:00


São Bernardo e São Caetano protagonizam hoje, às 14h, no Estádio do Baetão, clássico do Grande ABC pelo Grupo 25 da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Com resultados opostos na rodada inaugural da competição – o Tigrinho venceu o Rio Branco-AC por 3 a 1, enquanto o Azulinho perdeu do Ceará por 3 a 2 –, as equipes terão a oportunidade de um tira-teima do Paulista Sub-20 do ano passado, quando cada uma venceu uma vez.

Em seus domínios, o São Caetano aplicou 3 a 0 no confronto de ida da primeira fase do torneio. No returno, na casa do São Bernardo – mesmo local do encontro desta tarde –, o Aurinegro venceu por 2 a 0.

E é assim, conhecendo bem o adversário, que os vizinhos medem forças em situações distintas. Afinal, um triunfo do Tigrinho praticamente determina a classificação – dependendo do resultado entre Ceará e Rio Branco-AC –, enquanto que uma vitória do Azulinho recoloca o time na briga por uma das duas vagas da chave.

No São Bernardo, o treinador Thiago Laurindo admite “foco total no São Caetano”. Questionado sobre os muitos gols perdidos na estreia, tratou de justificar que não foi por egoísmo dos jogadores. “Quando peguei a equipe tínhamos muito problema de orgulho, time desunido. O que mais investimos foi nisso. Os gols que perdemos não foi por chamar para si a responsabilidade, mas pelas dificuldades (dos lances)”, argumentou Laurindo, que trabalha com a possibilidade de realizar alterações na equipe que iniciou diante dos acrianos – o meia Café, por exemplo, não agradou.

Pelo lado azul do duelo, o técnico Marquinhos Pitbull demonstra confiança total em seus comandados. “É jogo difícil, gostoso. Eles (São Bernardo) têm a chance (de se aproximar da classificação), jogam em casa. Mas não estou falando da boca para fora: ainda vamos chegar longe nessa Copinha”, destacou o comandante, que pode promover mudanças no time titular. “Vamos estudar, analisar e dar moral para quem entrou para a gente sair com o resultado positivo”, declarou ele, citando Rato, Marcos Vinicius e Renan como destaques do Azulinho no segundo tempo – o time perdia do Ceará por 3 a 0 e reagiu marcando dois gols. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

S.Bernardo e S.Caetano medem forças em clássico com contornos de decisão

Triunfo do Tigrinho encaminha classificação e elimina rival; situação inversa embola grupo

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

06/01/2018 | 07:00


São Bernardo e São Caetano protagonizam hoje, às 14h, no Estádio do Baetão, clássico do Grande ABC pelo Grupo 25 da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Com resultados opostos na rodada inaugural da competição – o Tigrinho venceu o Rio Branco-AC por 3 a 1, enquanto o Azulinho perdeu do Ceará por 3 a 2 –, as equipes terão a oportunidade de um tira-teima do Paulista Sub-20 do ano passado, quando cada uma venceu uma vez.

Em seus domínios, o São Caetano aplicou 3 a 0 no confronto de ida da primeira fase do torneio. No returno, na casa do São Bernardo – mesmo local do encontro desta tarde –, o Aurinegro venceu por 2 a 0.

E é assim, conhecendo bem o adversário, que os vizinhos medem forças em situações distintas. Afinal, um triunfo do Tigrinho praticamente determina a classificação – dependendo do resultado entre Ceará e Rio Branco-AC –, enquanto que uma vitória do Azulinho recoloca o time na briga por uma das duas vagas da chave.

No São Bernardo, o treinador Thiago Laurindo admite “foco total no São Caetano”. Questionado sobre os muitos gols perdidos na estreia, tratou de justificar que não foi por egoísmo dos jogadores. “Quando peguei a equipe tínhamos muito problema de orgulho, time desunido. O que mais investimos foi nisso. Os gols que perdemos não foi por chamar para si a responsabilidade, mas pelas dificuldades (dos lances)”, argumentou Laurindo, que trabalha com a possibilidade de realizar alterações na equipe que iniciou diante dos acrianos – o meia Café, por exemplo, não agradou.

Pelo lado azul do duelo, o técnico Marquinhos Pitbull demonstra confiança total em seus comandados. “É jogo difícil, gostoso. Eles (São Bernardo) têm a chance (de se aproximar da classificação), jogam em casa. Mas não estou falando da boca para fora: ainda vamos chegar longe nessa Copinha”, destacou o comandante, que pode promover mudanças no time titular. “Vamos estudar, analisar e dar moral para quem entrou para a gente sair com o resultado positivo”, declarou ele, citando Rato, Marcos Vinicius e Renan como destaques do Azulinho no segundo tempo – o time perdia do Ceará por 3 a 0 e reagiu marcando dois gols. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;