Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Usuários de ônibus reclamam que goteiras inundam terminal de Mauá

Anderson Silva/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vídeo que ‘cachoeira’ provocada por forte chuva invadiu redes sociais


Matheus Angioleto

22/11/2017 | 07:00


A chuva que atingiu o Grande ABC na quinta-feira foi responsável por criar uma cachoeira no Terminal Rodoviário de Mauá, localizado no Centro. Para se proteger da água, passageiros que aguardavam por um coletivo foram obrigados a se amontoar em espaço pequeno, conforme mostrado por vídeo enviado por assinante e publicado pelo Diário. Apesar de o problema ter sido pontual, usuários se preocupam com a situação. 

Segundo moradores de Mauá abordados pela equipe do Diário na Praça XXII de Novembro, ao lado do equipamento de transporte, a situação é comum. Basta chover mais forte que a vida de quem aguarda pelos coletivos vira um transtorno. Após seis meses da reinauguração – foi reformado –, o terminal é criticado por quem o utiliza quase que diariamente. 

A estudante Giulia Davanço, 18 anos, aguardava um dos coletivos para voltar para casa, no Jardim Zaíra II, e mostrava pressa, mas ainda assim fez questão de criticar a situação. “Aqui, quando chove forte, cai água em cima da gente. Só arrumaram o terminal por fora, porque por dentro que é bom, nada”, lamenta. 

A mesma opinião foi emitida pela estudante Beatriz Tavares, 17, que cursa o terceiro ano do Ensino Médio. Mesmo sem ter se molhado em qualquer uma das oportunidades em que utilizou o terminal, ela reclama e diz que a situação deve ser solucionada o mais breve possível. “Quando está chovendo evito pegar ônibus aqui, e meu pai vem me buscar. Sei que fica inundado aí dentro. Tinham que ver o que acontece e arrumar logo. Essas telhas devem estar furadas, porque entra muita água quando chove forte”, afirma. 

Munícipe que preferiu não se identificar, por já ter trabalhado como fiscal do terminal, garante que a situação é realmente comum. Apesar de citar que o cenário melhorou, comenta que as condições ainda não são ideais e merecem atenção por parte da Prefeitura. “Deveriam melhorar a estrutura, porque quando chove é realmente muito complicado para quem espera ônibus”, aponta o senhor de 51 anos, morador da Vila Magini. 

A Prefeitura de Mauá informou, em nota, que executou “serviços de limpeza e manutenção no telhado do terminal central, de modo a garantir o conforto de todos os usuários do transporte coletivo”.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Usuários de ônibus reclamam que goteiras inundam terminal de Mauá

Vídeo que ‘cachoeira’ provocada por forte chuva invadiu redes sociais

Matheus Angioleto

22/11/2017 | 07:00


A chuva que atingiu o Grande ABC na quinta-feira foi responsável por criar uma cachoeira no Terminal Rodoviário de Mauá, localizado no Centro. Para se proteger da água, passageiros que aguardavam por um coletivo foram obrigados a se amontoar em espaço pequeno, conforme mostrado por vídeo enviado por assinante e publicado pelo Diário. Apesar de o problema ter sido pontual, usuários se preocupam com a situação. 

Segundo moradores de Mauá abordados pela equipe do Diário na Praça XXII de Novembro, ao lado do equipamento de transporte, a situação é comum. Basta chover mais forte que a vida de quem aguarda pelos coletivos vira um transtorno. Após seis meses da reinauguração – foi reformado –, o terminal é criticado por quem o utiliza quase que diariamente. 

A estudante Giulia Davanço, 18 anos, aguardava um dos coletivos para voltar para casa, no Jardim Zaíra II, e mostrava pressa, mas ainda assim fez questão de criticar a situação. “Aqui, quando chove forte, cai água em cima da gente. Só arrumaram o terminal por fora, porque por dentro que é bom, nada”, lamenta. 

A mesma opinião foi emitida pela estudante Beatriz Tavares, 17, que cursa o terceiro ano do Ensino Médio. Mesmo sem ter se molhado em qualquer uma das oportunidades em que utilizou o terminal, ela reclama e diz que a situação deve ser solucionada o mais breve possível. “Quando está chovendo evito pegar ônibus aqui, e meu pai vem me buscar. Sei que fica inundado aí dentro. Tinham que ver o que acontece e arrumar logo. Essas telhas devem estar furadas, porque entra muita água quando chove forte”, afirma. 

Munícipe que preferiu não se identificar, por já ter trabalhado como fiscal do terminal, garante que a situação é realmente comum. Apesar de citar que o cenário melhorou, comenta que as condições ainda não são ideais e merecem atenção por parte da Prefeitura. “Deveriam melhorar a estrutura, porque quando chove é realmente muito complicado para quem espera ônibus”, aponta o senhor de 51 anos, morador da Vila Magini. 

A Prefeitura de Mauá informou, em nota, que executou “serviços de limpeza e manutenção no telhado do terminal central, de modo a garantir o conforto de todos os usuários do transporte coletivo”.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;