Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Memórias de infância

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Cineasta de São Bernardo cria roteiro de curta para falar sobre a exclusão de idosos


Vanessa Soares Oliveira

05/11/2017 | 07:00


 Quando para para pensar sobre a infância, as primeiras lembranças que permeiam as memórias de Gabriel Brites, 23 anos, de São Bernardo, incluem dona Adélia, sua avó materna, que morreu há cerca de quatro meses. Ela tinha 91 anos e ficou seis deles presa a uma cama como consequência de um AVC (Acidente Vascular Cerebral) hemorrágico, que afetou 80% de seu cérebro.

Publicitário e cineasta em formação, apaixonado pela avó, o são-bernardense resolveu homenageá-la usando as lembranças que construiu durante toda a sua infância como fonte de inspiração para o curta-metragem O Quintal de Seu Yamada. O projeto começa a ser gravado no início de dezembro.

“Antes do AVC minha avó sempre foi muito ativa, andava para todo o lado, conhecia muita gente e viajava todo ano de avião. Era aquela senhora que as pessoas gostavam de estar bem perto. A inspiração para o filme é totalmente ela”, revela.

Além da homenagem, o objetivo do diretor é chamar a atenção das pessoas para a exclusão dos idosos e a importância do apoio emocional durante a velhice. Diversos elementos e os próprios personagem da trama foram criados a partir das memórias de Brites.

O curta será rodado em uma casa no bairro Rudge Ramos, onde dona Adélia viveu a maior parte da vida, e na bicicletaria de um senhor que foi vizinho dela até ele morrer. A ideia, na verdade, é recriar o local para as gravações. “Passei minha infância toda aqui. Sempre derrubava e ia buscar a bola no vizinho, um senhor bicicleteiro que chamava Yamada. Toda vez ele dizia que da próxima não pegaria novamente, mas sempre me devolvia”, relembra.

Na trama, Seu Yamada acaba de ficar viúvo e, após perder a companheira de uma vida toda, não sabe muito bem como seguir adiante. Até conhecer Kiara, uma menina de 10 anos, que de tão curiosa passa a ir até seu Yamada diariamente. Das visitas, nasce uma linda amizade.

O ator Edson Kameda, 59, foi escolhido para dar vida a Seu Yamada. “Me identifiquei muito com o personagem”, revela Kameda. Já Kiara será interpretada por Jeniffer de Jesus, 9, e sua mãe, Cláudia Silva, 27. “Gostei muito de ser escolhida, da história e da personagem também”, conta Jennifer. Já Cláudia participa apenas de uma cena rápida da personagem já na idade adulta.

APOIO
Para captar recursos e conseguir produzir o curta da forma como idealizou, Brites criou vaquinha on-line. Mais informações de como ajudar estão disponíveis no link www.catarse.me/OQuintalDoSeuYamada. A previsão é que o filme – que tem página no Facebook como OQuintalDoSeuYamada – fique pronto no começo de 2018.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Memórias de infância

Cineasta de São Bernardo cria roteiro de curta para falar sobre a exclusão de idosos

Vanessa Soares Oliveira

05/11/2017 | 07:00


 Quando para para pensar sobre a infância, as primeiras lembranças que permeiam as memórias de Gabriel Brites, 23 anos, de São Bernardo, incluem dona Adélia, sua avó materna, que morreu há cerca de quatro meses. Ela tinha 91 anos e ficou seis deles presa a uma cama como consequência de um AVC (Acidente Vascular Cerebral) hemorrágico, que afetou 80% de seu cérebro.

Publicitário e cineasta em formação, apaixonado pela avó, o são-bernardense resolveu homenageá-la usando as lembranças que construiu durante toda a sua infância como fonte de inspiração para o curta-metragem O Quintal de Seu Yamada. O projeto começa a ser gravado no início de dezembro.

“Antes do AVC minha avó sempre foi muito ativa, andava para todo o lado, conhecia muita gente e viajava todo ano de avião. Era aquela senhora que as pessoas gostavam de estar bem perto. A inspiração para o filme é totalmente ela”, revela.

Além da homenagem, o objetivo do diretor é chamar a atenção das pessoas para a exclusão dos idosos e a importância do apoio emocional durante a velhice. Diversos elementos e os próprios personagem da trama foram criados a partir das memórias de Brites.

O curta será rodado em uma casa no bairro Rudge Ramos, onde dona Adélia viveu a maior parte da vida, e na bicicletaria de um senhor que foi vizinho dela até ele morrer. A ideia, na verdade, é recriar o local para as gravações. “Passei minha infância toda aqui. Sempre derrubava e ia buscar a bola no vizinho, um senhor bicicleteiro que chamava Yamada. Toda vez ele dizia que da próxima não pegaria novamente, mas sempre me devolvia”, relembra.

Na trama, Seu Yamada acaba de ficar viúvo e, após perder a companheira de uma vida toda, não sabe muito bem como seguir adiante. Até conhecer Kiara, uma menina de 10 anos, que de tão curiosa passa a ir até seu Yamada diariamente. Das visitas, nasce uma linda amizade.

O ator Edson Kameda, 59, foi escolhido para dar vida a Seu Yamada. “Me identifiquei muito com o personagem”, revela Kameda. Já Kiara será interpretada por Jeniffer de Jesus, 9, e sua mãe, Cláudia Silva, 27. “Gostei muito de ser escolhida, da história e da personagem também”, conta Jennifer. Já Cláudia participa apenas de uma cena rápida da personagem já na idade adulta.

APOIO
Para captar recursos e conseguir produzir o curta da forma como idealizou, Brites criou vaquinha on-line. Mais informações de como ajudar estão disponíveis no link www.catarse.me/OQuintalDoSeuYamada. A previsão é que o filme – que tem página no Facebook como OQuintalDoSeuYamada – fique pronto no começo de 2018.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;