Fechar
Publicidade

Sábado, 30 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Prêmio Visa faz penúltima eliminatória


Do Diário do Grande ABC

28/03/1999 | 15:21


O segundo Prêmio Visa de MPB - Ediçao Vocal chega nesta segunda-feira à penúltima das seis eliminatórias. Mais quatro candidatos cantam na Sala Rubens Sverner, do Teatro Cultura Artística, a partir das 19 horas, em Sao Paulo. Sao a baiana Cláudia Dulth, o paranaense Otávio Vazzi a mineira Bárbara Mendes e o carioca Marcelo Vianna.

Os 24 concorrentes desta etapa do prêmio foram selecionados entre os quase 1,3 mil cantores, cantoras e grupos vocais que se inscreveram e concorrem a R$ 63 mil em prêmios. O grande vencedor receberá R$ 40 mil e fará um disco pela gravadora Eldorado, produtora do festival, que tem os cartoes Visa como patrocinadores.

Marcelo Vianna é neto de Pixinguinha. Já cantou com Baden Powell, Paulinho da Viola e Joao Nogueira. Tem trabalhado em teatro musical e está gravando um disco, "Teu Nome", com a obra do avô. Dele vai cantar a valsa "Rosa" (letra de Otávio de Souza), "Lamento" e "Mundo Melhor" (as duas com letras de Vinícius de Morais) e "Yaô" (letra de Gastao Vianna).

Cláudia Dulth fez, há dois anos, seu disco de estréia. Cantou com Guinga, no Rio de Janeiro, e é ativa na noite de Salvador. O samba "Amor até o Fim", de Gilberto Gil, é uma das músicas que escolheu para cantar hoje. Outras sao "Cançoes e Momentos" (de Milton Nascimento e Fernando Brant), "Chovendo na Roseira" (Tom Jobim) e "Bye, Bye, Brasil" (Roberto Menescal e Chico Buarque).

Otávio Vazzi nasceu em Londrina, mas mora em Sao Paulo, onde prepara seu disco de estréia, que tem participaçao de músicos da Banda Mantiqueira. Vai cantar Joao Bosco ("Por um Sorriso"), Luiz Melodia ("Juventude Transviada"), Ivan Lins e Vítor Martins ("Vitoriosa") e Roberto Oliveira ("Beija-Flor").

A mineira Bárbara Mendes mora em Nova York, onde grava jingles e faz vocais para outros solistas. Já representou o Brasil num festival de jazz no Japao e se dedica ao estudo do canto gospel. Apesar dessa formaçao, escolheu repertório de MPB clássica, com "Saveiros" (de Dori Caymmi e Nelson Motta), "Linda Flor" (de Henrique Vogeler, Luís Peixoto e Marques Porto), "Vaca Profana" (de Caetano Veloso) e "O Que É, o Que É" (de Gonzaguinha, música que já foi apresentada no Visa por outros intérpretes).

A etapa eliminatória do Prêmio Visa encerra-se na próxima segunda-feira. Dos 24 concorrentes 12 irao para as semifinais e, destes, 5 para a grande final. O grande vencedor será conhecido em 31 de maio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prêmio Visa faz penúltima eliminatória

Do Diário do Grande ABC

28/03/1999 | 15:21


O segundo Prêmio Visa de MPB - Ediçao Vocal chega nesta segunda-feira à penúltima das seis eliminatórias. Mais quatro candidatos cantam na Sala Rubens Sverner, do Teatro Cultura Artística, a partir das 19 horas, em Sao Paulo. Sao a baiana Cláudia Dulth, o paranaense Otávio Vazzi a mineira Bárbara Mendes e o carioca Marcelo Vianna.

Os 24 concorrentes desta etapa do prêmio foram selecionados entre os quase 1,3 mil cantores, cantoras e grupos vocais que se inscreveram e concorrem a R$ 63 mil em prêmios. O grande vencedor receberá R$ 40 mil e fará um disco pela gravadora Eldorado, produtora do festival, que tem os cartoes Visa como patrocinadores.

Marcelo Vianna é neto de Pixinguinha. Já cantou com Baden Powell, Paulinho da Viola e Joao Nogueira. Tem trabalhado em teatro musical e está gravando um disco, "Teu Nome", com a obra do avô. Dele vai cantar a valsa "Rosa" (letra de Otávio de Souza), "Lamento" e "Mundo Melhor" (as duas com letras de Vinícius de Morais) e "Yaô" (letra de Gastao Vianna).

Cláudia Dulth fez, há dois anos, seu disco de estréia. Cantou com Guinga, no Rio de Janeiro, e é ativa na noite de Salvador. O samba "Amor até o Fim", de Gilberto Gil, é uma das músicas que escolheu para cantar hoje. Outras sao "Cançoes e Momentos" (de Milton Nascimento e Fernando Brant), "Chovendo na Roseira" (Tom Jobim) e "Bye, Bye, Brasil" (Roberto Menescal e Chico Buarque).

Otávio Vazzi nasceu em Londrina, mas mora em Sao Paulo, onde prepara seu disco de estréia, que tem participaçao de músicos da Banda Mantiqueira. Vai cantar Joao Bosco ("Por um Sorriso"), Luiz Melodia ("Juventude Transviada"), Ivan Lins e Vítor Martins ("Vitoriosa") e Roberto Oliveira ("Beija-Flor").

A mineira Bárbara Mendes mora em Nova York, onde grava jingles e faz vocais para outros solistas. Já representou o Brasil num festival de jazz no Japao e se dedica ao estudo do canto gospel. Apesar dessa formaçao, escolheu repertório de MPB clássica, com "Saveiros" (de Dori Caymmi e Nelson Motta), "Linda Flor" (de Henrique Vogeler, Luís Peixoto e Marques Porto), "Vaca Profana" (de Caetano Veloso) e "O Que É, o Que É" (de Gonzaguinha, música que já foi apresentada no Visa por outros intérpretes).

A etapa eliminatória do Prêmio Visa encerra-se na próxima segunda-feira. Dos 24 concorrentes 12 irao para as semifinais e, destes, 5 para a grande final. O grande vencedor será conhecido em 31 de maio.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;