Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 14 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

‘Rock in Rio’ volta ao Brasil no ano da Copa



17/11/2007 | 07:05


Realizado pelo primeiro ano em dois países europeus, Portugal e Espanha, o Rock in Rio 2008 prepara-se para receber cerca de 800 mil pessoas na quinta edição (350 mil em Lisboa, em maio, e 450 mil em Arganda del Rey, nas cercanias de Madri, em junho).

Roberta Medina (filha do fundador do evento, o publicitário Roberto Medina) lidera o time que prepara as três novas edições além da de 2008 – de 2010, 2012 e 2014, quando o festival volta ao Brasil, no ano da Copa do Mundo de Futebol.

“Poderá ser no Rio ou em São Paulo, depende de qual governo vai oferecer o melhor local e apoio”, diz Roberto Medina, de 60 anos, que continua sendo o mentor e o divulgador do Rock in Rio, mas delegou aos filhos, Rodolfo e Roberta, as operações logísticas.

Para a sede do Rock in Rio no Rio, em 2014, Medina revelou que está de olho no autódromo da cidade, que está inativo, e já tem desenhado o projeto da Cidade do Rock que voltará ao seu país natal. É uma estrutura com mais de 200 mil metros quadrados.

Para o Rock in Rio 2008, Medina disse que já tem três atrações principais “quase fechadas”, mas que por exigência dos artistas ainda não poderá divulgá-las.

É quase certo o nome do grupo Bon Jovi. Outros são especulados: Radiohead, The Who, Oasis, e os eletrônicos Crystal Method, Underworld, DJ Vibe e Carl Cox.

Em Arganda del Rey, cidadezinha que investe 15 milhões de euros na construção da Cidade do Rock, Alejandro Sanz e Ivete Sangalo já foram confirmados e o grupo local Heroes del Silencio certamente está na jornada.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

‘Rock in Rio’ volta ao Brasil no ano da Copa


17/11/2007 | 07:05


Realizado pelo primeiro ano em dois países europeus, Portugal e Espanha, o Rock in Rio 2008 prepara-se para receber cerca de 800 mil pessoas na quinta edição (350 mil em Lisboa, em maio, e 450 mil em Arganda del Rey, nas cercanias de Madri, em junho).

Roberta Medina (filha do fundador do evento, o publicitário Roberto Medina) lidera o time que prepara as três novas edições além da de 2008 – de 2010, 2012 e 2014, quando o festival volta ao Brasil, no ano da Copa do Mundo de Futebol.

“Poderá ser no Rio ou em São Paulo, depende de qual governo vai oferecer o melhor local e apoio”, diz Roberto Medina, de 60 anos, que continua sendo o mentor e o divulgador do Rock in Rio, mas delegou aos filhos, Rodolfo e Roberta, as operações logísticas.

Para a sede do Rock in Rio no Rio, em 2014, Medina revelou que está de olho no autódromo da cidade, que está inativo, e já tem desenhado o projeto da Cidade do Rock que voltará ao seu país natal. É uma estrutura com mais de 200 mil metros quadrados.

Para o Rock in Rio 2008, Medina disse que já tem três atrações principais “quase fechadas”, mas que por exigência dos artistas ainda não poderá divulgá-las.

É quase certo o nome do grupo Bon Jovi. Outros são especulados: Radiohead, The Who, Oasis, e os eletrônicos Crystal Method, Underworld, DJ Vibe e Carl Cox.

Em Arganda del Rey, cidadezinha que investe 15 milhões de euros na construção da Cidade do Rock, Alejandro Sanz e Ivete Sangalo já foram confirmados e o grupo local Heroes del Silencio certamente está na jornada.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;