Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Santo André conclui poda de figueira centenária

Edmilson Magalhães/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Eliane de Souza
Do Diário do Grande ABC

10/07/2011 | 07:20


Quem costuma ir ao Parque Celso Daniel, em Santo André, para relaxar à sombra da figueira centenária já não pode mais fazê-lo. A Secretaria de Obras e Serviços Público concluiu ontem pela manhã a poda da árvore, iniciada na segunda-feira, deixando apenas troncos e galhos sem folhagens.

O destino da árvore era discutido desde abril, após um galho cair na aposentada Leda da Silva Maubrigades, 68 anos, que morreu na hora.

Laudo técnico do Departamento de Parques e Áreas Verdes e parecer do Instituto Florestal defendia a remoção da espécime, mas o Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arquitetônico-Urbanístico e Paisagístico de Santo André decidiu pela poda.

O corte severo não foi aprovado pelos frequentadores do parque. "Me pergunto se a árvore continuará viva com todas as folhas cortadas. Acredito que com manutenção, ela persistiria por pelo menos mais 50 anos", opinou o visitante Marcondes Zacarias da Silva, 35 anos, de Diadema.

Elaine Silva Souza, 29 anos, também lamentou a poda. "O parque é um dos últimos lugares da cidade onde é possível ter contato com a natureza e agora vemos desaparecer seu maior símbolo", afirmou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santo André conclui poda de figueira centenária

Eliane de Souza
Do Diário do Grande ABC

10/07/2011 | 07:20


Quem costuma ir ao Parque Celso Daniel, em Santo André, para relaxar à sombra da figueira centenária já não pode mais fazê-lo. A Secretaria de Obras e Serviços Público concluiu ontem pela manhã a poda da árvore, iniciada na segunda-feira, deixando apenas troncos e galhos sem folhagens.

O destino da árvore era discutido desde abril, após um galho cair na aposentada Leda da Silva Maubrigades, 68 anos, que morreu na hora.

Laudo técnico do Departamento de Parques e Áreas Verdes e parecer do Instituto Florestal defendia a remoção da espécime, mas o Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arquitetônico-Urbanístico e Paisagístico de Santo André decidiu pela poda.

O corte severo não foi aprovado pelos frequentadores do parque. "Me pergunto se a árvore continuará viva com todas as folhas cortadas. Acredito que com manutenção, ela persistiria por pelo menos mais 50 anos", opinou o visitante Marcondes Zacarias da Silva, 35 anos, de Diadema.

Elaine Silva Souza, 29 anos, também lamentou a poda. "O parque é um dos últimos lugares da cidade onde é possível ter contato com a natureza e agora vemos desaparecer seu maior símbolo", afirmou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;