Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Vídeo pirata mostra Segolene Royal criticando professores


Da AFP

10/11/2006 | 13:41


Um vídeo pirata postado na internet mostra a pré-candidata socialista à presidência da França, Segolene Royal, criticando os professores de escolas públicas.

Classificado por seus partidários como manobra de final de campanha, o vídeo é divulgado quando falta menos de uma semana para que os afiliados socialistas elejam seu candidato para as presidenciais de abril e maio de 2007.

As imagens mostram a pré-candidata, favorita segundo as pesquisas, pedindo que os professores cumpram com seu horário de trabalho ao invés de ganhar dinheiro com outras atividades.

"Não vou gritar isso aos quatro ventos porque não quero ser atacada pelos sindicatos de professores. Como pode que os professores de escolas públicas tenham tempo de fazer assessorias pagas por empresas cotadas na bolsa e não dão um apoio gratuito nos centros escolares?", perguntou a política.

O vídeo foi feito em janeiro de 2006 numa mesa redonda com militantes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vídeo pirata mostra Segolene Royal criticando professores

Da AFP

10/11/2006 | 13:41


Um vídeo pirata postado na internet mostra a pré-candidata socialista à presidência da França, Segolene Royal, criticando os professores de escolas públicas.

Classificado por seus partidários como manobra de final de campanha, o vídeo é divulgado quando falta menos de uma semana para que os afiliados socialistas elejam seu candidato para as presidenciais de abril e maio de 2007.

As imagens mostram a pré-candidata, favorita segundo as pesquisas, pedindo que os professores cumpram com seu horário de trabalho ao invés de ganhar dinheiro com outras atividades.

"Não vou gritar isso aos quatro ventos porque não quero ser atacada pelos sindicatos de professores. Como pode que os professores de escolas públicas tenham tempo de fazer assessorias pagas por empresas cotadas na bolsa e não dão um apoio gratuito nos centros escolares?", perguntou a política.

O vídeo foi feito em janeiro de 2006 numa mesa redonda com militantes.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;