Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Iliomar assume PSD e fala em ser candidato a vereador

André Henriques/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Partido deixa aliança de Pinheiro e adere ao projeto de Auricchio; legenda é cotada a vice


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

12/03/2016 | 07:00


O ex-vice-prefeito de São Caetano Iliomar Darronqui (1993-1996) assumirá o PSD de São Caetano em articulação que colocará o partido no arco de alianças do ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) no pleito de outubro. De saída do PR, Darronqui fala que tentará vaga na Câmara pela legenda pessedista.

O PSD são-caetanense integrava a base de apoio do prefeito Paulo Pinheiro (PMDB), mas a mudança de rumo ocorreu pelas mãos do presidente nacional licenciado do PSD e ministro das Cidades, Gilberto Kassab. Atualmente, a sigla conta com os vereadores Magali Selva Pinto e Fábio Soares, que presidia o diretório municipal. Governistas, os parlamentares já estudam mudança para seguir com Pinheiro. “Vou conversar com a Magali e com o Fábio (para seguirem no partido). Mas não vou forçar (que fiquem). Não adianta estarem no partido sem vontade”, afirmou Darronqui, que já foi vereador por dois mandatos (1977 a 1988), pelo extinto MDB.

Apesar da investida que o futuro pessedista fará para que os parlamentares sigam na legenda, já é dada como certa nos bastidores a ida de Fábio e de Magali para siglas governistas, entre elas PMDB e PTB. Pelos corredores da Câmara também ventila-se que o vereador Flávio Rstom (hoje no PTB) está de malas prontas para o partido, com a possibilidade, inclusive, de ser o indicado da legenda para a vaga de vice na chapa de Auricchio.

Aliado de primeira hora do ex-prefeito, Rstom insistiu no PTB para que a legenda apoiasse o projeto de retorno de Auricchio. A cúpula petebista rejeitou ideia e fala em candidatura própria, só que reconhece internamente apoio ao atual chefe do Executivo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Iliomar assume PSD e fala em ser candidato a vereador

Partido deixa aliança de Pinheiro e adere ao projeto de Auricchio; legenda é cotada a vice

Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

12/03/2016 | 07:00


O ex-vice-prefeito de São Caetano Iliomar Darronqui (1993-1996) assumirá o PSD de São Caetano em articulação que colocará o partido no arco de alianças do ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) no pleito de outubro. De saída do PR, Darronqui fala que tentará vaga na Câmara pela legenda pessedista.

O PSD são-caetanense integrava a base de apoio do prefeito Paulo Pinheiro (PMDB), mas a mudança de rumo ocorreu pelas mãos do presidente nacional licenciado do PSD e ministro das Cidades, Gilberto Kassab. Atualmente, a sigla conta com os vereadores Magali Selva Pinto e Fábio Soares, que presidia o diretório municipal. Governistas, os parlamentares já estudam mudança para seguir com Pinheiro. “Vou conversar com a Magali e com o Fábio (para seguirem no partido). Mas não vou forçar (que fiquem). Não adianta estarem no partido sem vontade”, afirmou Darronqui, que já foi vereador por dois mandatos (1977 a 1988), pelo extinto MDB.

Apesar da investida que o futuro pessedista fará para que os parlamentares sigam na legenda, já é dada como certa nos bastidores a ida de Fábio e de Magali para siglas governistas, entre elas PMDB e PTB. Pelos corredores da Câmara também ventila-se que o vereador Flávio Rstom (hoje no PTB) está de malas prontas para o partido, com a possibilidade, inclusive, de ser o indicado da legenda para a vaga de vice na chapa de Auricchio.

Aliado de primeira hora do ex-prefeito, Rstom insistiu no PTB para que a legenda apoiasse o projeto de retorno de Auricchio. A cúpula petebista rejeitou ideia e fala em candidatura própria, só que reconhece internamente apoio ao atual chefe do Executivo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;