Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

'Edmundo não merece respeito de ninguém', diz Luxemburgo


Do Diário OnLine

23/02/2006 | 11:25


O técnico do Santos, Vanderlei Luxemburgo, atacou na quarta-feira o jogador Edmundo, que o acusa de não pagar um empréstimo no valor de R$ 400 mil, supostamente tomado em 1999. O treinador disse ter perdido o respeito pelo atacante depois das acusações, que segundo ele são falsas.

"Achava que os incidentes que ele teve na vida, inclusive os assassinatos, eram coisas normais de um cidadão. Depois, com as atitudes que ele teve comigo, não tenho mais respeito algum por ele, que não merece o respeito de ninguém", afirmou Luxemburgo.

Sobre a suposta dívida, o técnico explicou que orientou Edmundo a aplicar dinheiro em um fundo de investimento de um amigo. Como esse fundo quebrou, Luxemburgo devolveu os R$ 400 mil ao jogador, em dois cheques. "Aquele cheque que voltou era de uma conta do banco Excel de 98, quando eu trabalhava no Corinthians. Quando o Edmundo depositou, em 99, a conta nem existia mais", disse o treinador, referindo-se à queixa do jogador de que o cheque voltou por falta de fundos.  

"Mais uma vez ele tentou macular minha imagem. Só posso dizer que não devo nada ao Edmundo e se ele acha que devo, que vá procurar seus direitos”, completou.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

'Edmundo não merece respeito de ninguém', diz Luxemburgo

Do Diário OnLine

23/02/2006 | 11:25


O técnico do Santos, Vanderlei Luxemburgo, atacou na quarta-feira o jogador Edmundo, que o acusa de não pagar um empréstimo no valor de R$ 400 mil, supostamente tomado em 1999. O treinador disse ter perdido o respeito pelo atacante depois das acusações, que segundo ele são falsas.

"Achava que os incidentes que ele teve na vida, inclusive os assassinatos, eram coisas normais de um cidadão. Depois, com as atitudes que ele teve comigo, não tenho mais respeito algum por ele, que não merece o respeito de ninguém", afirmou Luxemburgo.

Sobre a suposta dívida, o técnico explicou que orientou Edmundo a aplicar dinheiro em um fundo de investimento de um amigo. Como esse fundo quebrou, Luxemburgo devolveu os R$ 400 mil ao jogador, em dois cheques. "Aquele cheque que voltou era de uma conta do banco Excel de 98, quando eu trabalhava no Corinthians. Quando o Edmundo depositou, em 99, a conta nem existia mais", disse o treinador, referindo-se à queixa do jogador de que o cheque voltou por falta de fundos.  

"Mais uma vez ele tentou macular minha imagem. Só posso dizer que não devo nada ao Edmundo e se ele acha que devo, que vá procurar seus direitos”, completou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;