Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Hipismo: cavaleiros terao grande desafios em Sydney


Do Diário do Grande ABC

16/10/1999 | 15:09


Os desafios que esperam pelos cavaleiros brasileiros no concurso de saltos de hipismo da Olimpíada de Sydney, no ano que vem, serao imensos. Além dos adversários alemaes, franceses, holandeses, ingleses, entre outras equipes de ponta, favoritas para brigar po medalha, a equipe olímpica terá de enfrentar a pista armada pelo course designer Leopoldo Palácios, um venezuelano, de 52 anos, que veio a Sao Paulo para o Visa Indoor 99. Palácios garante que, em Sydney, vai "exigir o máximo que os cavalos podem fazer". Ele será o responsável por armar o percurso do Grande Prêmio de encerramento do Visa Indoor, neste domingo, a partir das 14 horas, na Sociedade Hípica Paulista.

O course designer, ou armador de pista, é o responsável por determinar como será a distribuiçao dos obstáculos que serao saltados, gerando dificuldades de todo o tipo - na altura, na largura, nas entradas, nas curvas, na velocidade etc. Palácios, que há 25 anos arma pistas, mostrou, em Sao Paulo, que é muito exigente.

O percurso montado na sexta-feira à noite, na Sociedade Hípica Paulista, para a prova classificatória à Copa do Mundo de Las Vegas, em abril, foi tao técnico e difícil que nenhum dos cavaleiros conseguiu fechar a prova sem ser punido. Geraldo Gomes de Lemos, com o cavalo Victor, primeiro na prova, e Rodrigo Pessoa, segundo colocado, foram os únicos entre os 30 conjuntos a fazerem o percurso sem faltas. Para isso, precisaram ser muito prudentes e, como conseqüência, lentos - usaram tempo maior do que o permitido e foram punidos com 0,50 e 0,75 pontos perdidos, respectivamente.

Palácios voltou de Sydney há duas semanas. Disse que os organizadores estao "dando muitas facilidades" e esta "promete ser um dos Jogos mais organizados dos últimos tempos".

Ele comentou que o torneio de hipismo será na pista de areia, ao ar livre, do Horsele Park, local que tem arquibancada para 20 mil pessoas e que exigiu um investimento de US$ 25 milhoes. "É belíssimo", define o armador, que vai trabalhar em conjunto com o australiano John Vallace e terá vários assistentes, entre eles o brasileiro Guilherme Nogueira Jorge.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;