Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 4 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estado volta atrás e mantém Educação Física


William Cardoso
Do Diário do Grande ABC

25/12/2008 | 07:17


A Secretaria de Estado da Educação voltou atrás na intenção de extinguir Educação Física do currículo de alunos do terceiro ano do Ensino Médio. Para isso, cortou na proposta final duas aulas de Matemática e Língua Portuguesa (uma de cada) que seriam acrescidas como obrigatórias em 2009.

A edição de quarta-feira do Diário Oficial do Estado trouxe na grade curricular a presença da Educação Física. Porém, diminuiu de cinco para quatro o número de aulas de Matemática e Língua Portuguesa em relação à proposta inicial. A secretaria não confirma, mas foi a forma encontrada para devolver à grade curricular a matéria suprimida na proposta inicial.

O governo estadual afirma que realmente houve proposta para extinção de aulas de Educação Física para alunos do terceiro ano em 2009, mas que os responsáveis pela produção do currículo voltaram atrás. O fato de a medida estudada anteriormente não ter sido posta em prática de forma efetiva é a principal ressalva de quem administra a educação em São Paulo.

A resposta do Estado é a confirmação de reportagem publicada pelo Diário na segunda-feira, que apontava a mudança para 2009 com a extinção das aulas de Educação Física.

A supressão da matéria no currículo de alunos do último ano do Ensino Médio provocou revolta e foi alvo de críticas de educadores e personalidades ligadas ao esporte, como o ex-jogador de vôlei José Montanaro Júnior, que contou ter descoberto sua vocação durante aulas de Educação Física. A medida foi considerada inapropriada porque adolescentes precisariam de ações de lazer e cultura, proporcionadas nesta faixa etária principalmente pela prática esportiva.

Com a publicação no Diário Oficial, o Estado rebate a afirmação de que estaria suprimindo aulas do currículo e afirma que, na verdade, a redistribuição apresentada na proposta atual possibilitou a manutenção de Educação Física e ampliou, em relação à grade de 2008, aulas obrigatórias de Matemática e Língua Portuguesa no segundo ano do Ensino Médio (de quatro para cinco). Haveria também a introdução de aulas de Sociologia e Filosofia.

Para introduzir as cinco novas aulas, a Secretaria de Estado da Educação alega que teve de retirar aulas de ensino técnico do currículo. Agora, o Curso de Gestão de Pequenas Empresas passará a ser extra-curricular, oferecido no contra-turno e aos sábados, para aqueles que se interessarem.

A secretaria ressalta também que os diretores de escola teriam autonomia para remanejar parte da grade, o que possibilitaria a introdução de mais seis aulas de forma geral: até mais duas em Língua Portuguesa e Matemática, elevando para seis aulas a carga nestas disciplinas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estado volta atrás e mantém Educação Física

William Cardoso
Do Diário do Grande ABC

25/12/2008 | 07:17


A Secretaria de Estado da Educação voltou atrás na intenção de extinguir Educação Física do currículo de alunos do terceiro ano do Ensino Médio. Para isso, cortou na proposta final duas aulas de Matemática e Língua Portuguesa (uma de cada) que seriam acrescidas como obrigatórias em 2009.

A edição de quarta-feira do Diário Oficial do Estado trouxe na grade curricular a presença da Educação Física. Porém, diminuiu de cinco para quatro o número de aulas de Matemática e Língua Portuguesa em relação à proposta inicial. A secretaria não confirma, mas foi a forma encontrada para devolver à grade curricular a matéria suprimida na proposta inicial.

O governo estadual afirma que realmente houve proposta para extinção de aulas de Educação Física para alunos do terceiro ano em 2009, mas que os responsáveis pela produção do currículo voltaram atrás. O fato de a medida estudada anteriormente não ter sido posta em prática de forma efetiva é a principal ressalva de quem administra a educação em São Paulo.

A resposta do Estado é a confirmação de reportagem publicada pelo Diário na segunda-feira, que apontava a mudança para 2009 com a extinção das aulas de Educação Física.

A supressão da matéria no currículo de alunos do último ano do Ensino Médio provocou revolta e foi alvo de críticas de educadores e personalidades ligadas ao esporte, como o ex-jogador de vôlei José Montanaro Júnior, que contou ter descoberto sua vocação durante aulas de Educação Física. A medida foi considerada inapropriada porque adolescentes precisariam de ações de lazer e cultura, proporcionadas nesta faixa etária principalmente pela prática esportiva.

Com a publicação no Diário Oficial, o Estado rebate a afirmação de que estaria suprimindo aulas do currículo e afirma que, na verdade, a redistribuição apresentada na proposta atual possibilitou a manutenção de Educação Física e ampliou, em relação à grade de 2008, aulas obrigatórias de Matemática e Língua Portuguesa no segundo ano do Ensino Médio (de quatro para cinco). Haveria também a introdução de aulas de Sociologia e Filosofia.

Para introduzir as cinco novas aulas, a Secretaria de Estado da Educação alega que teve de retirar aulas de ensino técnico do currículo. Agora, o Curso de Gestão de Pequenas Empresas passará a ser extra-curricular, oferecido no contra-turno e aos sábados, para aqueles que se interessarem.

A secretaria ressalta também que os diretores de escola teriam autonomia para remanejar parte da grade, o que possibilitaria a introdução de mais seis aulas de forma geral: até mais duas em Língua Portuguesa e Matemática, elevando para seis aulas a carga nestas disciplinas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;