Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Nordeste: Espanha financiará programa de US$ 650 mi


Do Diário do Grande ABC

04/04/1999 | 15:10


O ministro da Secretaria Especial de Desenvolvimento Regional, Ovídio de Angelis, anunciou para o dia 14 a assinatura de um protocolo preliminar com o governo da Espanha, de US$ 650 milhoes, para um programa que tornará o semi-árido do Nordeste área produtiva autosustentável. O financiamento será a juros de 4% ao ano e resgate dos recursos no longo prazo.

Segundo Angelis, o contrato será assinado 90 dias após o protocolo para recebimento dos US$ 650 milhoes. "Estudos que já desenvolvemos nos mostraram que podemos criar no semi-árido uma área de economia autosustentável, a partir da produçao da agricultura concentrada em grupos, de forma coletiva e produzindo o que o mercado deseja", afirmou o ministro. De acordo com ele, uma das opçoes para a área é a fruticultura. A Espanha, por meio de suas trading companies, é hoje uma das maiores vendedoras de frutas na Europa. "O Nordeste pode ter no seu semi-árido de duas a três colheitas anuais, dependendo da fruta e com isso abastecer o mercado europeu com produtos de qualidade", disse o ministro.

Os recursos serao aplicados de uma forma geral na agricultura, mas também na infra-estrutura energética ou ainda no abastecimento e melhoria da qualidade da água no semi-árido. "Assim é que em locais onde nao há energia elétrica, vamos acabar por ter sistemas de energia solar; na água teremos os dessanilizadores e assim por diante. A idéia é permitir que 15 milhoes de brasileiros daquela regiao tenham uma efetiva melhoria nas suas condiçoes de vida", explicou Ovídio de Angelis.

O ministro anunciou ainda que os estudos técnicos para a transposiçao das águas do rio Sao Francisco deverao ser concluídos em 15 dias. "Vamos iniciar um processo de discussao pública entre maio e junho, para, no segundo semestre, termos uma decisao do presidente da República a respeito do assunto", informou o responsável pela Secretaria Especial de Desenvolvimento Regional.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Nordeste: Espanha financiará programa de US$ 650 mi

Do Diário do Grande ABC

04/04/1999 | 15:10


O ministro da Secretaria Especial de Desenvolvimento Regional, Ovídio de Angelis, anunciou para o dia 14 a assinatura de um protocolo preliminar com o governo da Espanha, de US$ 650 milhoes, para um programa que tornará o semi-árido do Nordeste área produtiva autosustentável. O financiamento será a juros de 4% ao ano e resgate dos recursos no longo prazo.

Segundo Angelis, o contrato será assinado 90 dias após o protocolo para recebimento dos US$ 650 milhoes. "Estudos que já desenvolvemos nos mostraram que podemos criar no semi-árido uma área de economia autosustentável, a partir da produçao da agricultura concentrada em grupos, de forma coletiva e produzindo o que o mercado deseja", afirmou o ministro. De acordo com ele, uma das opçoes para a área é a fruticultura. A Espanha, por meio de suas trading companies, é hoje uma das maiores vendedoras de frutas na Europa. "O Nordeste pode ter no seu semi-árido de duas a três colheitas anuais, dependendo da fruta e com isso abastecer o mercado europeu com produtos de qualidade", disse o ministro.

Os recursos serao aplicados de uma forma geral na agricultura, mas também na infra-estrutura energética ou ainda no abastecimento e melhoria da qualidade da água no semi-árido. "Assim é que em locais onde nao há energia elétrica, vamos acabar por ter sistemas de energia solar; na água teremos os dessanilizadores e assim por diante. A idéia é permitir que 15 milhoes de brasileiros daquela regiao tenham uma efetiva melhoria nas suas condiçoes de vida", explicou Ovídio de Angelis.

O ministro anunciou ainda que os estudos técnicos para a transposiçao das águas do rio Sao Francisco deverao ser concluídos em 15 dias. "Vamos iniciar um processo de discussao pública entre maio e junho, para, no segundo semestre, termos uma decisao do presidente da República a respeito do assunto", informou o responsável pela Secretaria Especial de Desenvolvimento Regional.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;