Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Banfield salva a honra argentina após fracassos de Boca e River


Anderson Rodrigues
Do Diário do Grande ABC

20/05/2005 | 08:32


Os torcedores das grandes equipes argentinas sofreram na primeira partida das oitavas-de-final da Libertadores da América. O país que mais venceu o torneio continental, 20 vezes, viu a derrota do River Plate e o empate do Boca Juniors. Mas um time pequeno, o Banfield, salvou a honra argentina. O diário esportivo Olé resumiu o sentimento em sua manchete de capa “Boca, River, aprendan de Banfield”.

Com 16 pontos e a melhor campanha na primeira fase, o River Plate foi a maior decepção. O time perdeu por 2 a 1 para a LDU (Liga Deportiva Universitária do Equador) em Quito. O Boca Juniors esteve perto de um vexame. Perdia por 3 a 1 mas conseguiu alcançar o empate diante do Junior de Barranquilla, na Colômbia. Enquanto lamentavam, o modesto Banfield atropelou o Independiente de Medellín por 3 a 0 em Bueno Aires, sob os gritos de seu torcida: “Vamos trazer a Libertadores para a Argentina, campeonato que os Bosteros (torcedores do Boca) e as Gallinas (Galinhas, do River) perderam”.

Os jornais argentinos criticaram as duas equipes pelo resultado e, principalmente, pelo péssimo futebol apresentado. Se o River conseguir reverter o resultado, dia 26, na Argentina, enfrentará o vencedor de Banfield e Medellín. Já o Boca, que precisa de um empate por até dois gols para avançar, pega o melhor do confronto entre os mexicanos do Pachuca e Chivas, que empataram quarta-feira (1 a 1) na primeira partida das oitavas.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Banfield salva a honra argentina após fracassos de Boca e River

Anderson Rodrigues
Do Diário do Grande ABC

20/05/2005 | 08:32


Os torcedores das grandes equipes argentinas sofreram na primeira partida das oitavas-de-final da Libertadores da América. O país que mais venceu o torneio continental, 20 vezes, viu a derrota do River Plate e o empate do Boca Juniors. Mas um time pequeno, o Banfield, salvou a honra argentina. O diário esportivo Olé resumiu o sentimento em sua manchete de capa “Boca, River, aprendan de Banfield”.

Com 16 pontos e a melhor campanha na primeira fase, o River Plate foi a maior decepção. O time perdeu por 2 a 1 para a LDU (Liga Deportiva Universitária do Equador) em Quito. O Boca Juniors esteve perto de um vexame. Perdia por 3 a 1 mas conseguiu alcançar o empate diante do Junior de Barranquilla, na Colômbia. Enquanto lamentavam, o modesto Banfield atropelou o Independiente de Medellín por 3 a 0 em Bueno Aires, sob os gritos de seu torcida: “Vamos trazer a Libertadores para a Argentina, campeonato que os Bosteros (torcedores do Boca) e as Gallinas (Galinhas, do River) perderam”.

Os jornais argentinos criticaram as duas equipes pelo resultado e, principalmente, pelo péssimo futebol apresentado. Se o River conseguir reverter o resultado, dia 26, na Argentina, enfrentará o vencedor de Banfield e Medellín. Já o Boca, que precisa de um empate por até dois gols para avançar, pega o melhor do confronto entre os mexicanos do Pachuca e Chivas, que empataram quarta-feira (1 a 1) na primeira partida das oitavas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;