Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Número de mortes por dengue em 2006 foi segundo maior da história


Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

06/11/2006 | 13:30


Dados do Ministério da Saúde mostram que de janeiro a setembro deste ano foram registradas 61 mortes decorrentes de dengue no Brasil. O número é o segundo maior na história do país, atrás apenas dos registros de 2002, quando 150 pessoas morreram em decorrência da doença. Só neste ano, houve cerca de 279 mil casos de dengue, enquanto em 2005 foram notificados aproximadamente 221 mil.

De acordo com o ministério, 80% dos criadouros do mosquito estão em ambientes domiciliares. Para conscientizar a população, no dia 18 de novembro será realizado o Dia Nacional de Mobilização contra a Dengue. Nessa data começa o período chuvoso no país e uma mobilização nesta época pode influenciar a diminuição dos casos de dengue.

Um dos cuidados que pode ajudar no combate ao Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue, é evitar água parada em latas, embalagens plásticas, pneus e vasos de plantas.

De acordo com o secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Fabiano Pimenta, o mosquito não pode ser extinto, mas se a doença for tratada a tempo o óbito pode ser evitado. Segundo Pimenta, os principais sintomas da dengue são febre alta, dor ao redor dos olhos e dor nas articulações. As pessoas com esses sintomas devem procurar ajuda médica.

No Brasil existem três variações de dengue, os tipos 1,2 e 3. Quem se infecta com um desses tipos não corre o risco de ter a mesma doença novamente, pois fica imunizado. Segundo Pimenta, o problema é se esse indivíduo contrair a doença de tipos diferentes, pois ela virá de forma mais agressiva e o doente corre o risco de desenvolver a forma hemorrágica que pode levar à morte.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Número de mortes por dengue em 2006 foi segundo maior da história

Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

06/11/2006 | 13:30


Dados do Ministério da Saúde mostram que de janeiro a setembro deste ano foram registradas 61 mortes decorrentes de dengue no Brasil. O número é o segundo maior na história do país, atrás apenas dos registros de 2002, quando 150 pessoas morreram em decorrência da doença. Só neste ano, houve cerca de 279 mil casos de dengue, enquanto em 2005 foram notificados aproximadamente 221 mil.

De acordo com o ministério, 80% dos criadouros do mosquito estão em ambientes domiciliares. Para conscientizar a população, no dia 18 de novembro será realizado o Dia Nacional de Mobilização contra a Dengue. Nessa data começa o período chuvoso no país e uma mobilização nesta época pode influenciar a diminuição dos casos de dengue.

Um dos cuidados que pode ajudar no combate ao Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue, é evitar água parada em latas, embalagens plásticas, pneus e vasos de plantas.

De acordo com o secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Fabiano Pimenta, o mosquito não pode ser extinto, mas se a doença for tratada a tempo o óbito pode ser evitado. Segundo Pimenta, os principais sintomas da dengue são febre alta, dor ao redor dos olhos e dor nas articulações. As pessoas com esses sintomas devem procurar ajuda médica.

No Brasil existem três variações de dengue, os tipos 1,2 e 3. Quem se infecta com um desses tipos não corre o risco de ter a mesma doença novamente, pois fica imunizado. Segundo Pimenta, o problema é se esse indivíduo contrair a doença de tipos diferentes, pois ela virá de forma mais agressiva e o doente corre o risco de desenvolver a forma hemorrágica que pode levar à morte.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;