Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 2 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Batalha jurídica marca movimento de petroleiros



26/03/2009 | 07:00


A greve nacional dos petroleiros, que entra hoje no seu quarto dia, acumula medidas judiciais de ambas as partes, como liminares e habeas-corpus.

Ontem, ao menos 70 funcionários da Replan (Refinaria do Planalto), em Paulínia, na região de Campinas, deixaram os postos de trabalho, depois de três dias ininterruptos na unidade, por falta de rendição de turno. Eles saíram por volta das 10h30, por consentimento da direção da refinaria. Com isso, o pedido de habeas-corpus feito à 1ª Vara do Trabalho em Paulínia pelos representantes do sindicato de São Paulo perdeu o efeito.

A FUP (Federação Única dos Petroleiros) informou que, desde o meio-dia de ontem, os trabalhadores do Tebar (Terminal Almirante Barroso), em São Sebastião (SP), interromperam o bombeio de petróleo cru para as quatro refinarias do Estado (Replan, Recap, RPBC e Revap).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;