Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Pelé da canoagem leva ouro e prata no Pan-Americano

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

A exemplo do ‘Rei do Futebol’, Isaquias Queiroz teve de retirar rim, mas continua a brilhar


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

14/07/2015 | 07:00


O baiano Isaquias Queiroz tinha tudo para desistir de ser esportista quando aos 10 anos caiu em cima de uma pedra e teve de retirar o rim esquerdo, durante brincadeira em Ubaitaba, a 370 quilômetros de distância de Salvador. Persistente, driblou as dificuldades e virou canoísta, bicampeão mundial, e ontem confirmou o favoritismo ao vencer a prova do C1 1000m e ainda levar a prata ao lado de Erlon de Souza, no C2 1000m.

Apelidado de Pelé da canoagem, em comparação ao Rei do Futebol, que revelou em dezembro que também teve de retirar um rim, Isaquias brincou com a situação. “O Roberto Maheler, da canoagem de velocidade, fica brincando e diz o tempo inteiro: ''''Isaquias, você perdeu um rim, mas parece que ganhou um terceiro pulmão’”, minimizou o baiano, que tem a rotina exatamente igual à dos demais atletas, apenas toma mais água.

Dentro do caiaque, Isaquias, 21 anos, mostra que é diferente, mas em qualidade técnica. Ele dominou a prova individual até cruzar a linha na primeira posição, com 4min07s866. “Depois dos 500 m, começou a bater vento na cara e tive de adaptar meu ritmo para essa adversidade, mas nos metros finais vi que estava bem na prova e fiquei mais tranquilo”, analisou.

A vitória de Isaquias ganhou ainda mais notoriedade porque ele deixou para trás o canadense Mark Oldershaw, ídolo da torcida local e responsável por carregar a bandeira do país na cerimônia de abertura, que foi prata com 4min09s587. O mexicano Jose Cristobal completou o pódio (4min14s572).

Além do baiano, a canoagem trouxe mais duas medalhas para o Brasil. A dupla Celso Júnior e Vagner Souta levou o bronze no K2 1000 m. Para completar, Ana Paula Vergutz ficou com o bronze no K1 500m.

Hoje, o Brasil estará nas águas em busca de outras medalhas na canoagem. Logo pela manhã, às 9h05 (de Brasília), as irmãs Ana Paula e Beatriz Vergutz competirão no K2 500 m. Depois, às 9h25, será a vez de Edson Isaias, no K1 200 m. Isaquias vai tentar a terceira medalha em Toronto na prova do C1 200 m, às 9h35,. Às 10h25, será a vez de Valdenice Nascimento lutar pela medalha no C1 200 m. Por fim, às 10h40, competirão Edileia Matos no K1 200 m e a dupla Heinrich Hans e Edson Isaias no K2 200 m. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;