Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Pancadaria gera pedido de segurança para UBS

Coordenadora da UBS Samuel Klein solicitou profissional à Prefeitura


Maíra Sanches
Do Diário do Grande ABC

24/11/2011 | 07:00


Uma briga envolvendo um funcionário na UBS Samuel Klein, em São Caetano, fez com que a coordenadora do local solicitasse à Prefeitura segurança em período integral para a unidade de Saúde. O técnico em gesso Leonardo da Silva Ambrósio, 27 anos, foi abordado por cinco homens na sala em que trabalhava, no andar térreo do prédio, sendo agredido fisicamente por três.

Ontem, a equipe do Diário esteve no local e constatou a ausência de segurança no prédio. "Qualquer um pode entrar e circular à vontade, o que nos deixa com medo", revelou funcionária que preferiu não se identificar.

A coordenadora da UBS, Soraia Gimenes, diz ter encaminhado ofício para a Secretaria de Saúde solicitando a presença de um GCM permanentemente no local. A Prefeitura de São Caetano informou que a segurança das unidades de Saúde é feita pela guarda e que o trabalho de ronda durante todo o dia nos próprios municipais inclui as unidades de Saúde. A administração disse ainda que o efetivo da GCM está sendo expandido.

A agressão contra o técnico em gesso foi motivada por conflitos com ex-vizinhos. O caso foi registrado no 1º DP de São Caetano.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pancadaria gera pedido de segurança para UBS

Coordenadora da UBS Samuel Klein solicitou profissional à Prefeitura

Maíra Sanches
Do Diário do Grande ABC

24/11/2011 | 07:00


Uma briga envolvendo um funcionário na UBS Samuel Klein, em São Caetano, fez com que a coordenadora do local solicitasse à Prefeitura segurança em período integral para a unidade de Saúde. O técnico em gesso Leonardo da Silva Ambrósio, 27 anos, foi abordado por cinco homens na sala em que trabalhava, no andar térreo do prédio, sendo agredido fisicamente por três.

Ontem, a equipe do Diário esteve no local e constatou a ausência de segurança no prédio. "Qualquer um pode entrar e circular à vontade, o que nos deixa com medo", revelou funcionária que preferiu não se identificar.

A coordenadora da UBS, Soraia Gimenes, diz ter encaminhado ofício para a Secretaria de Saúde solicitando a presença de um GCM permanentemente no local. A Prefeitura de São Caetano informou que a segurança das unidades de Saúde é feita pela guarda e que o trabalho de ronda durante todo o dia nos próprios municipais inclui as unidades de Saúde. A administração disse ainda que o efetivo da GCM está sendo expandido.

A agressão contra o técnico em gesso foi motivada por conflitos com ex-vizinhos. O caso foi registrado no 1º DP de São Caetano.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;