Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

EUA dizem ter o controle de Mosul


Do Diário OnLine
Com Agências

17/11/2004 | 08:29


O Exército dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira, em comunicado oficial, que Mosul (400 quilômetros ao norte de Bagdá) está sob o controle das forças americanas e iraquianas. A cidade teve de ser retomada pelas forças da coalizão, que a perderam após uma onda de ataques da resistência contra delegacias de polícia, há seis dias.

A contra-ofensiva das forças americanas e iraquianas se intensificou na terça, com vários bombardeios e um reforço nas incursões por terra. No comunicado oficial, o Exército dos EUA afirma que "todas as delegacias de Mosul estão sob controle do governo iraquiano".

Apesar da vitória em Mosul, os combates continuam no Iraque. Em Ramadi (100 km ao oeste de Bagdá), soldados americanos e rebeldes iraquianos voltaram a se enfrentar na manhã desta quarta-feira. Nos últimos dias, a cidade rebelde sunita, capital da província de Al-Anbar, protagonizou violentos combates entre militares e insurgentes. Só no domingo passado, seis pessoas foram mortas.

Em Bagdá, policias iraquianos apoiados por fuzileiros navais americanos (Marines) libertaram um caminhoneiro iraquiano que havia sido capturado por rebeldes. O refém era acusado de trabalhar para a Força Multinacional.

O caminhoneiro, cuja identidade não foi divulgada, foi levado para uma base americana, onde recebeu tratamento médico antes de ser liberado.

"Quatro homens, procurados por atividades antiiraquianas (termo utilizado pelo Exército americano para designar a guerrilha), foram detidos durante essa operação perto de Mahmudiya", afirma um comunicado do Comando Militar americano.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA dizem ter o controle de Mosul

Do Diário OnLine
Com Agências

17/11/2004 | 08:29


O Exército dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira, em comunicado oficial, que Mosul (400 quilômetros ao norte de Bagdá) está sob o controle das forças americanas e iraquianas. A cidade teve de ser retomada pelas forças da coalizão, que a perderam após uma onda de ataques da resistência contra delegacias de polícia, há seis dias.

A contra-ofensiva das forças americanas e iraquianas se intensificou na terça, com vários bombardeios e um reforço nas incursões por terra. No comunicado oficial, o Exército dos EUA afirma que "todas as delegacias de Mosul estão sob controle do governo iraquiano".

Apesar da vitória em Mosul, os combates continuam no Iraque. Em Ramadi (100 km ao oeste de Bagdá), soldados americanos e rebeldes iraquianos voltaram a se enfrentar na manhã desta quarta-feira. Nos últimos dias, a cidade rebelde sunita, capital da província de Al-Anbar, protagonizou violentos combates entre militares e insurgentes. Só no domingo passado, seis pessoas foram mortas.

Em Bagdá, policias iraquianos apoiados por fuzileiros navais americanos (Marines) libertaram um caminhoneiro iraquiano que havia sido capturado por rebeldes. O refém era acusado de trabalhar para a Força Multinacional.

O caminhoneiro, cuja identidade não foi divulgada, foi levado para uma base americana, onde recebeu tratamento médico antes de ser liberado.

"Quatro homens, procurados por atividades antiiraquianas (termo utilizado pelo Exército americano para designar a guerrilha), foram detidos durante essa operação perto de Mahmudiya", afirma um comunicado do Comando Militar americano.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;