Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Liga dos Campeões começa com Neymar na Escócia e duelo entre Barcelona e Juventus

Photo/Elma Okic Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


12/09/2017 | 07:00


A edição 2017/2018 da Liga dos Campeões da Europa terá início nesta terça-feira com oito jogos que movimentarão os Grupos A, B, C e D da principal competição do continente. Um dos grandes destaques da rodada - se não o maior deles - será a estreia de Neymar com a camisa do Paris Saint-Germain no torneio.

O brasileiro, campeão com o Barcelona em 2015, estará em campo junto com os seus companheiros para enfrentar o Celtic, em Glasgow, às 15h45 (de Brasília). O craque foi contratado a peso de ouro (R$ 820 milhões) nesta temporada para colocar o clube parisiense - tetracampeão francês entre 2012 e 2016 - definitivamente entre os gigantes europeus.

O Paris Saint-Germain terá como principal rival na chave o Bayern de Munique, atual campeão alemão, mas que não chega à uma final da Liga dos Campeões desde o título de 2013, quando venceu o Borussia Dortmund na decisão. O clube alemão receberá em sua primeira partida no torneio o Anderlecht, da Bélgica, em Munique.

O técnico do Bayern de Munique, Carlo Ancelotti, demonstrou confiança em seus comandados para o início de mais uma Liga dos Campeões. "Estamos melhor do que no ano passado. Espero que possamos mostrar isso em nosso primeiro jogo", projetou o treinador italiano, que contará com o retorno do zagueiro Jérôme Boateng.

Já o goleiro Manuel Neuer, capitão da equipe que retornou recentemente de contusão - que o tirou da disputa da Copa das Confederações da Rússia, vencida pelos alemães em final contra o Chile - destacou a importância da vitória dentro de casa diante dos belgas. "É importante começar bem. Particularmente quando você está em casa. Queremos nos afirmar como líderes do grupo desde o início".

BARCELONA - A rodada desta terça-feira terá também os jogos do Grupo D, que reúne Barcelona, Juventus, Olympiakos, da Grécia, e Sporting Lisboa, de Portugal. E a primeira rodada já colocará frente à frente os dois times considerados favoritos à vaga e postulantes ao título, no estádio Camp Nou, em Barcelona.

No clube catalão, o desafio será iniciar a jornada com um novo treinador e algumas mudanças no elenco. O técnico Ernesto Valverde assumiu a equipe na atual temporada - no lugar de Luis Enrique - e já tem pela frente o desafio de reconduzir o time aos títulos com os quais os torcedores já se acostumaram.

Sem Neymar e com o ídolo Andrés Iniesta se encaminhando para o final da carreira, o treinador confia nos craques Luiz Suárez e Messi, além de conta também com os reforços do meia Deulofeu e do volante Paulinho para recriar o esquadrão que conquistou a Liga em cinco oportunidades (1992, 2006, 2009, 2011 e 2015).

Ernesto Valverde coloca a Juventus em igualdade de condições nesta partida de estreia, baseado no bom desempenho das duas equipes nos respectivos campeonatos nacionais. "A Juventus também está sendo uma equipe muito solvente em seu campeonato. É uma equipe muito poderosa, que maneja bem a saída de jogo e tenta fazer alta pressão", analisou o comandante em entrevista nesta segunda-feira.

No clube italiano, vice-campeão da temporada passada (a Juventus perdeu a final para o Real Madrid por 4 a 1), o técnico Massimiliano Allegri considerou essencial um bom resultado na Catalunha para lutar pelo terceiro título continental - os outros dois triunfos da Juventus foram obtidos em 1985 e 1996.

"Nós já conquistamos a experiência necessária para jogar este tipo de partida. Amanhã (terça-feira) será nosso primeiro jogo na Liga dos Campeões desde a campanha da temporada passada e a decepção da derrota final. Então, precisamos começar com entusiasmo, desejo e objetivo de ir longe novamente", considerou Massimiliano Allegri em conferência de imprensa.

Para o duelo contra os catalães, a Juventus terá o desfalque do zagueiro Chiellini, machucado, assim como dos meio-campistas Khedira e Marchisio. O defensor Höwedes e o atacante Mandzukic também ficaram de fora da lista de inscritos, que conta com os brasileiros Alex Sandro e Douglas Costa.

OUTROS JOGOS - No Grupo A, o Manchester United desponta como favorito em uma chave que conta também com Benfica, CSKA Moscou e Basel, da Suíça, justamente o primeiro adversário do clube inglês na competição, no estádio Old Trafford, em Manchester. Mas a equipe dirigida pelo técnico português José Mourinho poderá ter um desfalque importante na estreia. O belga Marouane Fellaini sentiu um problema na panturrilha após defender a seleção nacional nas Eliminatórias Europeias para a Copa de 2018 e é dúvida.

"Ele é um jogador muito importante para mim, mais importante do que você imagina. Me sinto mais fraco sem Fellaini na minha equipe, não importa se estiver no campo ou no banco. Se sua condição melhorar, será selecionado, porque gosto dele. Mas, no momento, não posso dizer nada", explicou José Mourinho.

Outro gigante inglês entrará em campo nesta terça-feira para buscar o segundo título da Liga dos Campeões - o primeiro foi em 2012. O Chelsea iniciará a sua jornada nesta edição da competição diante do Qarabag, do Azerbaijão, em Londres. O treinador italiano Antonio Conte tem como grande desafio conciliar a montagem da equipe que tentará o bicampeonato europeu com a defesa do título inglês e, para tanto, deverá revezar jogadores do elenco.

"As equipes inglesas têm outra dificuldade porque a liga é muito difícil aqui. No passado, às vezes, antes de um jogo da Liga dos Campeões, eu poderia descansar os jogadores. Na Inglaterra não é fácil fazer isso. Se você quiser fazer isso, arrisca muito. Jogar sete jogos em 21 dias não é fácil. Por isso, é normal preparar algumas mudanças. Confio em todos os jogadores da minha equipe. Estou calmo sobre isso", frisou Antonio Conte.

Entre os jogadores que deverão ser poupados no Chelsea nesta partida contra o time azerbaijano está o meio-campista Drinkwater, que sentiu um problema muscular, além do meia belga Hazard, que se recupera de contusão e deverá iniciar a partida no banco de reservas.

Outras duas forças da chave são Roma e Atlético de Madrid, que se enfrentarão no estádio Olímpico da capital italiana. O técnico Eusebio Di Francesco, do time romano, espera uma equipe determinada e com vontade de chegar à vitória. "Será uma batalha futebolística e espero que siga bem. Ultimamente, a Roma venceu muito na Europa. Por isso, precisa começar com o pé direito, uma vez que o primeiro desafio pode ser determinante para a classificação", analisou.

No Atlético de Madrid, o treinador Diego Simeone disse que pretende pensar em um adversário por vez e projetou uma partida dificílima contra os italianos. "A Roma é um rival muito forte. Tem hierarquia e experiência em campo. Sabemos da importância dessa partida. Cada partida que vem é a mais importante. A Roma é uma grande equipe e sabemos que teremos que ter muita atenção", destacou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;