Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Corpo de chefão da máfia vietnamita desaparece


Da AFP

24/08/2004 | 08:39


Nam Cam, o chefão mafioso mais poderoso dos últimos 30 anos da cidade de Ho Chi Minh, a antiga Saigon, executado em 3 de junho passado, continua ocupando as primeiras páginas dos jornais do Vietnã, mas desta vez pelo sumiço de seu cadáver.

O jornal Phap Luat revela nesta terça-feira que os restos mortais de Nam Cam desapareceram pouco depois de sua execução, citando um trabalhador, segundo o qual as famílias do chefão de Saigon e de outros três condenados à morte pagaram cerca de US$ 1,3 mil para que seus corpos fossem desenterrados. "Sobrou apenas um caixão vazio no túmulo de Nam Cam", conta a fonte.

A Justiça local se negou a comentar a história, assim como a família desta lenda do crime vietnamita.

Nam Cam foi duas vezes condenado à morte ao fim de um processo em junho de 2003 pelo assassinato de um de seus rivais e a corrupção de funcionários do primeiro escalão do governo. Após reinar no submundo da antiga Saigon nos anos 90, ele trouxe à tona, com sua queda, a cumplicidade de vários órgãos do Estado com toda sorte de negócios escusos.

O Phap Luat acrescenta que este fenômeno de sumiço de defuntos não é tão incomum: no Vietnã, os executados são enterrados no local onde foram fuzilados e as famílias recuperam seu corpo para um enterro familiar apenas três anos depois.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Corpo de chefão da máfia vietnamita desaparece

Da AFP

24/08/2004 | 08:39


Nam Cam, o chefão mafioso mais poderoso dos últimos 30 anos da cidade de Ho Chi Minh, a antiga Saigon, executado em 3 de junho passado, continua ocupando as primeiras páginas dos jornais do Vietnã, mas desta vez pelo sumiço de seu cadáver.

O jornal Phap Luat revela nesta terça-feira que os restos mortais de Nam Cam desapareceram pouco depois de sua execução, citando um trabalhador, segundo o qual as famílias do chefão de Saigon e de outros três condenados à morte pagaram cerca de US$ 1,3 mil para que seus corpos fossem desenterrados. "Sobrou apenas um caixão vazio no túmulo de Nam Cam", conta a fonte.

A Justiça local se negou a comentar a história, assim como a família desta lenda do crime vietnamita.

Nam Cam foi duas vezes condenado à morte ao fim de um processo em junho de 2003 pelo assassinato de um de seus rivais e a corrupção de funcionários do primeiro escalão do governo. Após reinar no submundo da antiga Saigon nos anos 90, ele trouxe à tona, com sua queda, a cumplicidade de vários órgãos do Estado com toda sorte de negócios escusos.

O Phap Luat acrescenta que este fenômeno de sumiço de defuntos não é tão incomum: no Vietnã, os executados são enterrados no local onde foram fuzilados e as famílias recuperam seu corpo para um enterro familiar apenas três anos depois.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;