Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Funcionários da Fundação Casa aprovam proposta

Reajuste será feito de forma escalonada, variando de acordo com o cargo


Elaine Granconato
Do Diário do Grande ABC

27/03/2012 | 07:00


Por unanimidade, os cerca de 600 trabalhadores da Fundação Casa que participaram da assembleia geral no sábado, na Capital, aprovaram a proposta apresentada pela instituição estadual vinculada à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania. Dessa forma, a greve que começaria hoje está descartada.

No Estado, são em torno de 12 mil servidores - 146 nas quatro unidades do Grande ABC (duas de internação em São Bernardo e uma em Mauá, e uma de semiliberdade em Diadema). A proposta foi escalonada por funções, segundo o presidente do Sitraemfa (Sindicato dos Trabalhadores em Entidades de Assistência e Educação à Criança, ao Adolescente e a Família) do Estado de São Paulo, Julio Alves.

O reajuste foi de 12% para os cargos de agentes de apoio administrativo, socioeducativo e operacional; 10% para os pedagogos, professores de Educação Física e analistas técnicos; e 8% para os agentes educacionais. Para os demais trabalhadores, 4,60%, além de benefícios. Houve também a redução da carga horária de trabalho de 40 para 30 horas semanais para os técnicos, como psicólogos e auxiliares de enfermagem.

O dirigente sindical ressaltou o compromisso por parte do Estado de reestruturação do plano de cargos e salários para a próxima data-base da categoria (março/2013). "Temos distorções gritantes", afirmou. Procurada ontem, a Fundação Casa não se manifestou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Funcionários da Fundação Casa aprovam proposta

Reajuste será feito de forma escalonada, variando de acordo com o cargo

Elaine Granconato
Do Diário do Grande ABC

27/03/2012 | 07:00


Por unanimidade, os cerca de 600 trabalhadores da Fundação Casa que participaram da assembleia geral no sábado, na Capital, aprovaram a proposta apresentada pela instituição estadual vinculada à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania. Dessa forma, a greve que começaria hoje está descartada.

No Estado, são em torno de 12 mil servidores - 146 nas quatro unidades do Grande ABC (duas de internação em São Bernardo e uma em Mauá, e uma de semiliberdade em Diadema). A proposta foi escalonada por funções, segundo o presidente do Sitraemfa (Sindicato dos Trabalhadores em Entidades de Assistência e Educação à Criança, ao Adolescente e a Família) do Estado de São Paulo, Julio Alves.

O reajuste foi de 12% para os cargos de agentes de apoio administrativo, socioeducativo e operacional; 10% para os pedagogos, professores de Educação Física e analistas técnicos; e 8% para os agentes educacionais. Para os demais trabalhadores, 4,60%, além de benefícios. Houve também a redução da carga horária de trabalho de 40 para 30 horas semanais para os técnicos, como psicólogos e auxiliares de enfermagem.

O dirigente sindical ressaltou o compromisso por parte do Estado de reestruturação do plano de cargos e salários para a próxima data-base da categoria (março/2013). "Temos distorções gritantes", afirmou. Procurada ontem, a Fundação Casa não se manifestou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;