Fechar
Publicidade

Sábado, 6 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Aos 53 anos, Diário
alcança 15 mil edições

Jornal é o mais antigo do Grande ABC a circular
ininterruptamente desde sua fundação, em 1958


Camila Galvez
Do Diário do Grande ABC

21/03/2012 | 07:00


O Diário alcança hoje a marca histórica de 15 mil edições. Com quase 54 anos de existência, que serão completados no dia 11 de maio, trata-se do jornal mais antigo do Grande ABC em circulação ininterrupta 

A publicação nasceu do sonho de Edson Danilo Dotto, Fausto Polesi, Maury de Campos Dotto e Ângelo Puga. O então News Seller foi criado para atender os anseios de uma população que crescia e se desenvolvia na região, mas que ainda tinha como hábito ler os jornais da Capital. "Os fundadores investiram forte e aproveitaram o bom momento econômico do Grande ABC, mas não foi só isso. Desde o início o jornal mostrou credibilidade, importante para o mercado da região e para o público leitor", destaca o jornalista e historiador Ademir Medici, que há 37 anos trabalha na publicação e é hoje responsável pela coluna Memória.

O News Seller daria lugar ao Diário do Grande ABC em 11 de maio de 1968, exatos dez anos depois do início da circulação do semanário. O nome foi criação da diretoria, baseada na expressão Grande São Paulo, da Região Metropolitana. Era a primeira vez que se falava de um Grande ABC, com as sete cidades, que hoje são conhecidas nacionalmente. Foi o Diário que criou e ajudou a moldar o conceito de regionalidade que persiste nos dias atuais.

Desde então, apoiou diversas manifestações e movimentos populares regionais, tais como a campanha Billings Eu te Quero Viva, que chegou a mais de 50 países; o Movimento pela Imigrantes Livre, contra a cobrança de pedágios; e a formação do Fórum da Cidadania do Grande ABC. Em 1976, Ademir Medici e Edison Mota ganharam o Prêmio Esso com reportagem mostrando os reflexos negativos da industrialização.

Nos últimos anos, a publicação teve como bandeiras a defesa da população e do Grande ABC, e continuará a ser assim nas próximas décadas. O Diário escreve junto com a população a história de uma das mais importantes regiões do País.

Para a diretora do Diário Lidiane Pinto Soares, o jornal é o grande porta-voz da região. "Embora a comunicação da atualidade seja cada vez mais globalizada, ao mesmo tempo busca proximidade com o leitor. É exatamente o que fazemos aqui e o que continuaremos fazendo no futuro."

Lidiane acredita que o Diário Online é um retrato disso. Criado em 1996, acompanhou as necessidades do público leitor, em sua maioria da região. "Trata-se de uma plataforma que evolui com o Grande ABC."

História e desenvolvimento andam juntos

Autoridades da região, entre prefeitos, representantes de órgãos como Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e Polícia Militar, entre outros, parabenizaram o Diário pela marca histórica de 15 mil edições e reconheceram o veículo como um dos mais importantes da região e do País.

O diretor titular da regional do Ciesp de São Bernardo, Hitoshi Hyodo, afirma que o jornal cumpre a lacuna de pautar os temas locais. "Considero a publicação referência não só na economia, mas também em áreas como a política."

Leitor de longa data, o diretor da regional de Diadema, Donizete Duarte da Silva, lembra que seu pai assinava o News Seller e ele se acostumou a acompanhar o jornal. "Somos da região, e é o Diário que vive as nossas alegrias e as nossas tristezas", diz.

O diretor adjunto da regional de São Caetano, William Pesinato, afirma que o jornal é um ícone para a região. "Lembro que ele começou pequeno, modesto, desconhecido, e teve a capacidade de se transformar."

O diretor adjunto da regional de Santo André, Shotoku Yamamoto, também salienta a importância da publicação. "Para o Ciesp, o jornal externa as opiniões em defesa das indústrias", destaca.
O presidente da OAB de São Bernardo, Leandro Piccino, abordou a credibilidade como ponto forte. "O jornal leva informação de primeira qualidade aos leitores."

Para o comandante da Polícia Militar no Grande ABC, coronel Roberval França, o trabalho realizado em parceria com o jornal rende frutos. "As reportagens informam a população e auxiliam a corporação a proteger o cidadão."

O presidente do Sehal (Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do Grande ABC), Wilson Bianchi, resume a importância do jornal: "Não é só uma reunião de notícias, mas o retrato da região. Também é fundamental para nossa memória." Memória essa de ontem, hoje e do futuro.

Depoimentos dos prefeitos:

"O papel da imprensa livre é imprescindível para fortalecer a democracia." 
Aidan Ravin, prefeito de Santo André

"Parabéns a todos que fizeram e fazem do jornal referência para a região e o País." 
Luiz Marinho, prefeito de São Bernardo

"Com imparcialidade e clareza, contribui para o desenvolvimento regional" 
José Auricchio Jr., prefeito de São Caetano

"As 15 mil edições simbolizam a pujança da força econômica e social."
Mário Reali, prefeito de Diadema

"A publicação foi porta-voz diante de lutas importantes."
Oswaldo Dias, prefeito de Mauá

"O jornal está ligado à história de conquista e crescimento da região."
Clóvis Volpi, prefeito de Ribeirão Pires

"É marco histórico para o jornalismo do Grande ABC."
Adler Kiko Teixeira, prefeito de Rio Grande



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aos 53 anos, Diário
alcança 15 mil edições

Jornal é o mais antigo do Grande ABC a circular
ininterruptamente desde sua fundação, em 1958

Camila Galvez
Do Diário do Grande ABC

21/03/2012 | 07:00


O Diário alcança hoje a marca histórica de 15 mil edições. Com quase 54 anos de existência, que serão completados no dia 11 de maio, trata-se do jornal mais antigo do Grande ABC em circulação ininterrupta 

A publicação nasceu do sonho de Edson Danilo Dotto, Fausto Polesi, Maury de Campos Dotto e Ângelo Puga. O então News Seller foi criado para atender os anseios de uma população que crescia e se desenvolvia na região, mas que ainda tinha como hábito ler os jornais da Capital. "Os fundadores investiram forte e aproveitaram o bom momento econômico do Grande ABC, mas não foi só isso. Desde o início o jornal mostrou credibilidade, importante para o mercado da região e para o público leitor", destaca o jornalista e historiador Ademir Medici, que há 37 anos trabalha na publicação e é hoje responsável pela coluna Memória.

O News Seller daria lugar ao Diário do Grande ABC em 11 de maio de 1968, exatos dez anos depois do início da circulação do semanário. O nome foi criação da diretoria, baseada na expressão Grande São Paulo, da Região Metropolitana. Era a primeira vez que se falava de um Grande ABC, com as sete cidades, que hoje são conhecidas nacionalmente. Foi o Diário que criou e ajudou a moldar o conceito de regionalidade que persiste nos dias atuais.

Desde então, apoiou diversas manifestações e movimentos populares regionais, tais como a campanha Billings Eu te Quero Viva, que chegou a mais de 50 países; o Movimento pela Imigrantes Livre, contra a cobrança de pedágios; e a formação do Fórum da Cidadania do Grande ABC. Em 1976, Ademir Medici e Edison Mota ganharam o Prêmio Esso com reportagem mostrando os reflexos negativos da industrialização.

Nos últimos anos, a publicação teve como bandeiras a defesa da população e do Grande ABC, e continuará a ser assim nas próximas décadas. O Diário escreve junto com a população a história de uma das mais importantes regiões do País.

Para a diretora do Diário Lidiane Pinto Soares, o jornal é o grande porta-voz da região. "Embora a comunicação da atualidade seja cada vez mais globalizada, ao mesmo tempo busca proximidade com o leitor. É exatamente o que fazemos aqui e o que continuaremos fazendo no futuro."

Lidiane acredita que o Diário Online é um retrato disso. Criado em 1996, acompanhou as necessidades do público leitor, em sua maioria da região. "Trata-se de uma plataforma que evolui com o Grande ABC."

História e desenvolvimento andam juntos

Autoridades da região, entre prefeitos, representantes de órgãos como Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e Polícia Militar, entre outros, parabenizaram o Diário pela marca histórica de 15 mil edições e reconheceram o veículo como um dos mais importantes da região e do País.

O diretor titular da regional do Ciesp de São Bernardo, Hitoshi Hyodo, afirma que o jornal cumpre a lacuna de pautar os temas locais. "Considero a publicação referência não só na economia, mas também em áreas como a política."

Leitor de longa data, o diretor da regional de Diadema, Donizete Duarte da Silva, lembra que seu pai assinava o News Seller e ele se acostumou a acompanhar o jornal. "Somos da região, e é o Diário que vive as nossas alegrias e as nossas tristezas", diz.

O diretor adjunto da regional de São Caetano, William Pesinato, afirma que o jornal é um ícone para a região. "Lembro que ele começou pequeno, modesto, desconhecido, e teve a capacidade de se transformar."

O diretor adjunto da regional de Santo André, Shotoku Yamamoto, também salienta a importância da publicação. "Para o Ciesp, o jornal externa as opiniões em defesa das indústrias", destaca.
O presidente da OAB de São Bernardo, Leandro Piccino, abordou a credibilidade como ponto forte. "O jornal leva informação de primeira qualidade aos leitores."

Para o comandante da Polícia Militar no Grande ABC, coronel Roberval França, o trabalho realizado em parceria com o jornal rende frutos. "As reportagens informam a população e auxiliam a corporação a proteger o cidadão."

O presidente do Sehal (Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do Grande ABC), Wilson Bianchi, resume a importância do jornal: "Não é só uma reunião de notícias, mas o retrato da região. Também é fundamental para nossa memória." Memória essa de ontem, hoje e do futuro.

Depoimentos dos prefeitos:

"O papel da imprensa livre é imprescindível para fortalecer a democracia." 
Aidan Ravin, prefeito de Santo André

"Parabéns a todos que fizeram e fazem do jornal referência para a região e o País." 
Luiz Marinho, prefeito de São Bernardo

"Com imparcialidade e clareza, contribui para o desenvolvimento regional" 
José Auricchio Jr., prefeito de São Caetano

"As 15 mil edições simbolizam a pujança da força econômica e social."
Mário Reali, prefeito de Diadema

"A publicação foi porta-voz diante de lutas importantes."
Oswaldo Dias, prefeito de Mauá

"O jornal está ligado à história de conquista e crescimento da região."
Clóvis Volpi, prefeito de Ribeirão Pires

"É marco histórico para o jornalismo do Grande ABC."
Adler Kiko Teixeira, prefeito de Rio Grande

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;