Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Azulão evita fazer contas por classificação


Felipe Simões

21/03/2016 | 07:00


O próximo jogo é sempre o mais importante. O mantra adotado pelo técnico Luís Carlos Martins, do São Caetano, faz com que a equipe não pense na pontuação necessária para se classificar – o Azulão precisa somar cinco pontos nas últimas quatro rodadas para garantir vaga entre os oito primeiros.
“Eu até sei quantos pontos, mas não gosto de falar. Não temos que fazer conta, isso trava a cabeça. Precisamos sempre pensar no próximo compromisso, que será contra a Portuguesa”, afirmou o treinador.
Outro que vê a situação dessa forma é o meia Diego Sales. “Temos que pensar numa escada – não subimos de três em três, mas sim degrau a degrau. Precisamos focar o próximo jogo e a classificação vai vir naturalmente. Não adianta achar que já está classificado. Já vi acontecer de tudo. Temos que ter os pés no chão e, assim, vamos chegar lá”, concluiu.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Azulão evita fazer contas por classificação

Felipe Simões

21/03/2016 | 07:00


O próximo jogo é sempre o mais importante. O mantra adotado pelo técnico Luís Carlos Martins, do São Caetano, faz com que a equipe não pense na pontuação necessária para se classificar – o Azulão precisa somar cinco pontos nas últimas quatro rodadas para garantir vaga entre os oito primeiros.
“Eu até sei quantos pontos, mas não gosto de falar. Não temos que fazer conta, isso trava a cabeça. Precisamos sempre pensar no próximo compromisso, que será contra a Portuguesa”, afirmou o treinador.
Outro que vê a situação dessa forma é o meia Diego Sales. “Temos que pensar numa escada – não subimos de três em três, mas sim degrau a degrau. Precisamos focar o próximo jogo e a classificação vai vir naturalmente. Não adianta achar que já está classificado. Já vi acontecer de tudo. Temos que ter os pés no chão e, assim, vamos chegar lá”, concluiu.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;