Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Palmeiras quer eliminar Central para evitar partida de volta



02/04/2008 | 07:03


O Central ainda é um desconhecido do Palmeiras, apesar de o técnico Vanderlei Luxemburgo já ter passado um vídeo com os melhores momentos do adversário aos jogadores palmeirenses. O Central é um time que o Palmeiras vai respeitar – pelo menos no discurso adotado pelo elenco. Apesar do cuidado, o Central é uma equipe que o Palmeiras quer ver apenas nesta quarta–feira e não mais neste ano. Por isso, a ordem palmeirense é vencer o jogo das 21h50, em Caruaru (PE), por mais de dois gols de diferença e eliminar a partida de volta da segunda fase da Copa do Brasil.

O Palmeiras viajou na noite de segunda-feira para Recife, treinou ontem na capital pernambucana e segue apenas hoje para Caruaru, o local do jogo. O estádio José Luiz Lacerda não é dos melhores e as condições do gramado preocupam os jogadores. Eles, no entanto, preferem falar apenas da boa fase do time.

A boa fase palmeirense tem oito vitórias consecutivas, em 12 partidas de invencibilidade. Fase que começou a ficar boa justamente com a Copa do Brasil – 2 a 0 sobre o Cene-MS, no dia 27 de fevereiro, pela primeira fase da competição. Desde então, o Palmeiras não perdeu nem um jogo sequer.

Naquele jogo, o atacante Kléber estreava pelo Verdão. Hoje, ele volta a figurar entre os titulares, após a suspensão de três jogos no Campeonato Paulista – ainda falta cumprir um jogo, no domingo, contra o Barueri, pela última rodada da competição estadual.

 Kléber é a esperança de gols palmeirense. O time quer marcar pelo menos dois hoje para eliminar o jogo de volta contra o Central e, assim, voltar todas suas forças no Paulistão – já está classificado para as semifinais.

Por isso mesmo, o Palmeiras vai com força total. Vai partir para o ataque desde o início. E o chileno Valdivia está confiante. “Temos de matar o jogo”, pediu o jogador, destaque palmeirense na temporada. “A gente conhece o Marcelo Vilar (técnico do Central, que já treinou o Palmeiras em 2006) e eles esperam por esse confronto.”

Valdivia está otimista, mas prega respeito ao Central. E pede atenção aos companheiros. “Futebol é momento. Eles podem ter uma bola parada, fazer o gol e complicar a tarefa do Palmeiras”, lembrou o chileno.

Mas um tropeço é inadmissível nos planos palmeirenses. Sua situação pode até não se complicar tanto se perder para o Central, mas o time viajou com o objetivo único de eliminar o jogo de volta.


Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;