Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Justiça nega habeas-corpus a comparsa de Jorgina


Do Diário OnLine

08/05/2001 | 09:30


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou habeas-corpus em favor do advogado Ilso Escossia da Veiga, integrante da quadrilha de 17 fraudadores do INSS da qual também faz parte Jorgina de Freitas.

A defesa de Escossia pedia a revisão do regime semi-aberto. Ele, que está preso desde agosto de 1991, foi condenado a 14 anos de prisão pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Em 96, o Supremo Tribunal Federal (STF) concedeu progressão ao regime semi-aberto, pois ele já havia cumprido 1/6 da pena. No ano passado, porém, a Justiça Federal condenou o advogado fraudador a cinco anos de reclusão, em regime fechado. Com a decisão, o Tribunal de Justiça (TJ) do Rio de Janeiro suspendeu a autorização para visitar sua família.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;