Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Nova fábrica da HP em Jundiaí poderá produzir 100 mil PCs por mês


Gabriela Gasparn
Especial para o Diário

26/09/2007 | 07:00


A HP Brasil anunciou terça-feira a inauguração de nova fábrica da marca, em Jundiaí, 60 quilômetros da Capital, para produção de desktops e notebooks. Ao todo foram investidos R$ 40 milhões em compra de equipamentos, adequação do espaço e capacitação de funcionários. Um total de mil pessoas foram contratadas.

O objetivo é ter recursos para acompanhar a expansão do setor no País, que cresceu 20% no segundo trimestre deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado.

A linha de produção da nova fábrica já opera em dois turnos, sendo possível ampliar para três de acordo com a demanda do mercado. “A HP teve um crescimento muito grande no último ano”, afirma o vice-presidente da empresa Juan Jimenez, Segundo ele, o acréscimo foi de 92% no setor de desktops ante 2005 e de 88% no ramo de notebooks.

No mesmo período, o mercado em geral cresceu 12% e 106% respectivamente para ambas as áreas. A HP é detentora de 6,5% do segmento nacional de desktops no País e de 22,7% no de notebooks.

Produção - De acordo com o vice-presidente, produtos novos no setor de tecnologia são introduzidos no mercado a todo tempo. “A nova fábrica vem para ampliar nossa capacidade de crescimento.” A unidade é capaz de produzir 100 mil unidades por mês.

Atualmente, a empresa fabrica de 60 a 70 mil computadores mensalmente no Brasil. Desde sua instalação no País, a HP já produziu mais de 4 milhões de máquinas no mercado nacional e movimentou cerca de R$ 180 milhões apenas nos últimos seis meses.

Terceirização - A empresa responsável pela produção na nova fábrica é a Foxconn, com a qual a HP tem acordos na área de manufatura em todo o mundo. “Com a terceirização, poderemos investir mais em tecnologia e teremos maior eficiência na produção, além de custos menores”, disse Jimenez.

Segundo o diretor de operações da HP no Brasil, Ricardo Pagani, com a parceria com a Foxconn, a empresa deixa de trabalhar com a Solectron, empresa que antes fabricava notebooks e desktops para a HP. A Solectron foi comprada recentemente pela Flextronics, outra empresa que atua com fabricação de eletrônicos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;