Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 17 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Deputado contrário à guerra no Iraque é expulso de partido britânico


Da AFP

23/10/2003 | 19:34


O deputado George Galloway, contrário à guerra contra o Iraque, foi expulso nesta quinta-feira do Partido Trabalhista Britânico por, entre outras coisas, ter dito que o presidente americano, George W. Bush, e o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, se comportaram "como lobos" em relação ao Iraque.

O deputado já havia sido suspenso em maio deste ano por ter "prejudicado" o Partido Trabalhista no poder. Galloway declarou, em entrevista ao canal de televisão Abu Dhabi, que os militares britânicos em missão no Iraque não deveriam obedecer "ordens ilegais" e que Blair deveria "pedir desculpas e renunciar" ao cargo. Segundo dirigentes trabalhistas, Galloway parecia "convidar os outros países árabes a lutar contra o exército britânico no Iraque".

Galloway defendeu a suspensão das sanções internacionais impostas ao Iraque desde 1990 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e viajava a Bagdá com freqüência antes da guerra.

O ‘Daily Telegraph’ acusou Galloway de ter recebido fundos do regime de Saddam Hussein. O deputado negou a acusação categoricamente e processou o jornal por difamação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Deputado contrário à guerra no Iraque é expulso de partido britânico

Da AFP

23/10/2003 | 19:34


O deputado George Galloway, contrário à guerra contra o Iraque, foi expulso nesta quinta-feira do Partido Trabalhista Britânico por, entre outras coisas, ter dito que o presidente americano, George W. Bush, e o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, se comportaram "como lobos" em relação ao Iraque.

O deputado já havia sido suspenso em maio deste ano por ter "prejudicado" o Partido Trabalhista no poder. Galloway declarou, em entrevista ao canal de televisão Abu Dhabi, que os militares britânicos em missão no Iraque não deveriam obedecer "ordens ilegais" e que Blair deveria "pedir desculpas e renunciar" ao cargo. Segundo dirigentes trabalhistas, Galloway parecia "convidar os outros países árabes a lutar contra o exército britânico no Iraque".

Galloway defendeu a suspensão das sanções internacionais impostas ao Iraque desde 1990 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e viajava a Bagdá com freqüência antes da guerra.

O ‘Daily Telegraph’ acusou Galloway de ter recebido fundos do regime de Saddam Hussein. O deputado negou a acusação categoricamente e processou o jornal por difamação.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;