Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Descoberta quadrilha de seqüestradores que agia no ABC


Glauco Araújo
Do Diário do Grande ABC

04/10/2003 | 18:37


Uma quadrilha especializada em seqüestros foi presa por policiais de Diadema e de São Bernardo em uma ação conjunta na noite dessa sexta-feira, no Shopping Interlagos, na zona Sul de São Paulo. Pelo menos dez pessoas foram detidas, mas apenas três mulheres e dois homens foram indiciados por seqüestrarem um empresário e o seu funcionário, ambos de São Bernardo, na tarde de quinta-feira. As vítimas fugiram do cativeiro, mesmo depois do pagamento do resgate, cujo valor não foi divulgado.

Policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais) de Diadema e da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) de São Bernardo rastrearam as ligações, identificaram a quadrilha e descobriram que freqüentavam os shoppings Plaza Sul e Interlagos, onde foram montadas campanas.

Michele Ursulina da Rocha, 22 anos, foi presa ao sair do Shopping Interlagos. Marcelo de Melo Guimarães, 20, e Jailton Pereira dos Santos, 27, foram detidos quando faziam compras em uma loja de artigos esportivos.

Preso, o trio não revelou o local do cativeiro onde estavam as vítimas. Minutos depois os investigadores descobriram uma casa, na rua Rubens Faccini, 110, no bairro Americanópolis, na capital, no início da madrugada de ontem.

No imóvel, Nathalia Manoella Neves Guedes, 19 anos, e Luci Sandra Nunes da Silva, 24, foram presas. Segundo a polícia, a casa pertence à Nathalia, moça que se dizia modelo, e servia de quartel general para a quadrilha. Todos eram amigos de infância de Alessandro Lima da Silva, o Bingolau, um dos mais perigosos e violentos seqüestradores que atuou no Grande ABC e em São Paulo e foi morto em confronto com a polícia em 2001, na estrada Piaçagüera-Guarujá.

Na garagem da casa foram apreendidos uma Honda CB 500 azul, usada em um outro caso de seqüestro em São Bernardo há uma semana, e um Golf preto. Havia a suspeita de que dois fuzis estivessem na casa. As armas foram usadas contra policiais militares de Diadema na noite do seqüestro, mas ainda não foram encontradas.

Enquanto a polícia revistava a casa, o comerciante J.B.M.L., 26 anos, e o mecânico E.B.S., 23, escaparam do cativeiro, cujo endereço ainda é desconhecido, e pegaram um ônibus até a avenida Cupecê, em São Paulo, de onde ligaram para a família e avisaram que estavam soltos.

Seqüestro – As duas vítimas foram seqüestradas na tarde de quinta-feira, quando saíam para entregar uma motocicleta para um cliente e foram abordados por três homens. Eles pediram para as vítimas avaliarem uma motocicleta que queriam vender. No caminho, foram retirados da picape Fiat Strada do comerciante e colocados no porta-malas de um Lada vermelho. A picape foi encontrada no estacionamento do Shopping Plaza Sul depois do pedido de resgate feito ao sócio da vítima.

Na semana passada foi presa outra mulher da quadrilha, a estudante de Direito Flávia de Oliveira Medina, 24 anos, quando saía da aula na Universidade Ibirapuera, na capital.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Descoberta quadrilha de seqüestradores que agia no ABC

Glauco Araújo
Do Diário do Grande ABC

04/10/2003 | 18:37


Uma quadrilha especializada em seqüestros foi presa por policiais de Diadema e de São Bernardo em uma ação conjunta na noite dessa sexta-feira, no Shopping Interlagos, na zona Sul de São Paulo. Pelo menos dez pessoas foram detidas, mas apenas três mulheres e dois homens foram indiciados por seqüestrarem um empresário e o seu funcionário, ambos de São Bernardo, na tarde de quinta-feira. As vítimas fugiram do cativeiro, mesmo depois do pagamento do resgate, cujo valor não foi divulgado.

Policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais) de Diadema e da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) de São Bernardo rastrearam as ligações, identificaram a quadrilha e descobriram que freqüentavam os shoppings Plaza Sul e Interlagos, onde foram montadas campanas.

Michele Ursulina da Rocha, 22 anos, foi presa ao sair do Shopping Interlagos. Marcelo de Melo Guimarães, 20, e Jailton Pereira dos Santos, 27, foram detidos quando faziam compras em uma loja de artigos esportivos.

Preso, o trio não revelou o local do cativeiro onde estavam as vítimas. Minutos depois os investigadores descobriram uma casa, na rua Rubens Faccini, 110, no bairro Americanópolis, na capital, no início da madrugada de ontem.

No imóvel, Nathalia Manoella Neves Guedes, 19 anos, e Luci Sandra Nunes da Silva, 24, foram presas. Segundo a polícia, a casa pertence à Nathalia, moça que se dizia modelo, e servia de quartel general para a quadrilha. Todos eram amigos de infância de Alessandro Lima da Silva, o Bingolau, um dos mais perigosos e violentos seqüestradores que atuou no Grande ABC e em São Paulo e foi morto em confronto com a polícia em 2001, na estrada Piaçagüera-Guarujá.

Na garagem da casa foram apreendidos uma Honda CB 500 azul, usada em um outro caso de seqüestro em São Bernardo há uma semana, e um Golf preto. Havia a suspeita de que dois fuzis estivessem na casa. As armas foram usadas contra policiais militares de Diadema na noite do seqüestro, mas ainda não foram encontradas.

Enquanto a polícia revistava a casa, o comerciante J.B.M.L., 26 anos, e o mecânico E.B.S., 23, escaparam do cativeiro, cujo endereço ainda é desconhecido, e pegaram um ônibus até a avenida Cupecê, em São Paulo, de onde ligaram para a família e avisaram que estavam soltos.

Seqüestro – As duas vítimas foram seqüestradas na tarde de quinta-feira, quando saíam para entregar uma motocicleta para um cliente e foram abordados por três homens. Eles pediram para as vítimas avaliarem uma motocicleta que queriam vender. No caminho, foram retirados da picape Fiat Strada do comerciante e colocados no porta-malas de um Lada vermelho. A picape foi encontrada no estacionamento do Shopping Plaza Sul depois do pedido de resgate feito ao sócio da vítima.

Na semana passada foi presa outra mulher da quadrilha, a estudante de Direito Flávia de Oliveira Medina, 24 anos, quando saía da aula na Universidade Ibirapuera, na capital.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;