Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Criador de cabra morre em assalto em Diadema


Mário César de Mauro
Da Redaçao

03/09/2000 | 19:08


O comerciante Alfredo Francisco da Silva, 67 anos, foi morto com um tiro no peito durante tentativa de assalto na Chácara dos Cabritos, na estrada Maria Cristina, no bairro Eldorado, em Diadema, às 14h deste sábado. Quatro ladroes invadiram o escritório do local e teriam atirado pela pouca quantidade de dinheiro no caixa.

Funcionários do estabelecimento levaram o comerciante para a UBS do Eldorado, mas ele já chegou morto. Na fuga, dois dos assaltantes roubaram um Kadett branco. Outros dois sumiram a pé.

"Ele era uma pessoa muito boa e conhecida na área. Os ladroes atiraram porque ele estava com pouco dinheiro", disse uma moradora do bairro.

O velório e o sepultamento do corpo do comerciante aconteceram neste domingo no Cemitério de Congonhas, na capital.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Criador de cabra morre em assalto em Diadema

Mário César de Mauro
Da Redaçao

03/09/2000 | 19:08


O comerciante Alfredo Francisco da Silva, 67 anos, foi morto com um tiro no peito durante tentativa de assalto na Chácara dos Cabritos, na estrada Maria Cristina, no bairro Eldorado, em Diadema, às 14h deste sábado. Quatro ladroes invadiram o escritório do local e teriam atirado pela pouca quantidade de dinheiro no caixa.

Funcionários do estabelecimento levaram o comerciante para a UBS do Eldorado, mas ele já chegou morto. Na fuga, dois dos assaltantes roubaram um Kadett branco. Outros dois sumiram a pé.

"Ele era uma pessoa muito boa e conhecida na área. Os ladroes atiraram porque ele estava com pouco dinheiro", disse uma moradora do bairro.

O velório e o sepultamento do corpo do comerciante aconteceram neste domingo no Cemitério de Congonhas, na capital.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;