Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 14 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Força de paz tenta reprimir milicianos no interior do Timor


Do Diário do Grande ABC

27/09/1999 | 12:26


De acordo com o coronel australiano Nick Slatter, a Força Internacional de Paz para Timor Leste (Interfet) realizou nesta segunda-feira sua primeira operaçao em Liquisa, localizada 35 km a oeste da capital Dili.

Cento e cinqüenta soldados do segundo batalhao das forças reais australianas deixaram Dili a bordo de tanques e transportes militares

Os soldados ao chegar a Dili, afugentaram cerca de trinta milicianos pró-indonésios.

Liquisa é controlada pela milícia Besi Merah Puti (Ferro vermelho e branco) e foi, no início de abril, cenário de um dos primeiros massacres cometidos por estes grupos recrutados, financiados e treinados pelo exército indonésio.

A primeira operaçao da Interfet a partir de Dili coincide com a retirada dos últimos soldados indonésios de Timor Leste.

Apenas 1.500 soldados do exército indonésio permanecem na antiga colônia portuguesa, controlando o porto e o aeroporto, assim como os prédios das telecomunicaçoes e as instalaçoes de distribuiçao elétrica.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Força de paz tenta reprimir milicianos no interior do Timor

Do Diário do Grande ABC

27/09/1999 | 12:26


De acordo com o coronel australiano Nick Slatter, a Força Internacional de Paz para Timor Leste (Interfet) realizou nesta segunda-feira sua primeira operaçao em Liquisa, localizada 35 km a oeste da capital Dili.

Cento e cinqüenta soldados do segundo batalhao das forças reais australianas deixaram Dili a bordo de tanques e transportes militares

Os soldados ao chegar a Dili, afugentaram cerca de trinta milicianos pró-indonésios.

Liquisa é controlada pela milícia Besi Merah Puti (Ferro vermelho e branco) e foi, no início de abril, cenário de um dos primeiros massacres cometidos por estes grupos recrutados, financiados e treinados pelo exército indonésio.

A primeira operaçao da Interfet a partir de Dili coincide com a retirada dos últimos soldados indonésios de Timor Leste.

Apenas 1.500 soldados do exército indonésio permanecem na antiga colônia portuguesa, controlando o porto e o aeroporto, assim como os prédios das telecomunicaçoes e as instalaçoes de distribuiçao elétrica.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;