Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O Palmeiras supercampeão

Foram dois empates e uma vitória consagradora. E o Campeonato Paulista de 1959 é decidido no domingo 10 de janeiro de 1960


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

10/01/2020 | 07:00


“Uma coisa é justo reconhecer: no domingo, o Santos dificilmente venceria o Palmeiras; este jogou com pinta de campeão.”

Luiz Martins, que assinava LM, coluna “Sociedade”, Estadão, 12-1-1960.

Do lado do Santos, Pelé, 19 anos, eleito pela crônica o Craque do Ano 1959 – nenhum jornalista ouvido pela agência Sport Press apontou outro nome; Pelé, por unanimidade.

Do lado palmeirense, esse belo time da foto, do goleiro Valdir, hoje chamado de Sr. Valdir, de volta ao seu Rio Grande do Sul, a Romeiro, o avante que posa na ponta-esquerda, mas que jogava do meio para frente, em várias posições, dono de um chute preciso, não tão forte como o do adversário Pepe, mas que levou o Palmeiras a vitórias importantes.

Em menos de uma semana, três jogos, Pacaembu sempre com grandes públicos: 1 a 1, 2 a 2, 2 a 1 para o Palmeiras.

O News Seller, semanário com pouco mais de um ano de circulação (hoje Diário), deu a notícia, que saiu em todos os jornais e nas revistas nacionais, como a foto colorida da “Manchete”.

O Campeonato Paulista era disputado em turno e returno, com as 20 equipes jogando entre si duas vezes, em casa e no campo adversário. Vitória valia dois pontos e a classificação era por pontos perdidos.

Fim do campeonato, Palmeiras e Santos empatados em primeiro. Daí a disputa na melhor de quatro pontos – o que valeu a expressão supercampeonato.

FICHA TÉCNICA

Palmeiras: Valdir, Djalma Santos, Valdemar Carabina e Geraldo Scotto; Zequinha e Aldemar; Julinho Botelho, Nardo, Américo, Chinesinho e Romeiro. Técnico: Osvaldo Brandão.

Santos: Laércio, Urubatão, Getúlio e Dalmo; Zito e Formiga; Dorval, Jair Rosa Pinto, Pagão, Pelé e Pepe (hoje o “seo” Pepe, de tantas histórias que só ele sabe contar). 

Técnico: Luiz Alonso (Lula).

Árbitro: Anacleto Pietrobom.

Gols: Pelé e Julinho no primeiro tempo; Romeiro, de falta, no segundo tempo.

Dica – No Youtube aparecem os melhores lances do jogo. Num dos vídeos, o narrador é Fiori Gigliotti. Confiram e revivam aquele momento importante do nosso futebol.

Santos do Dia

Léonie Françoise de Sales Aviat (Sézanne, França, 1844 – Perugia, Itália, 1914). Educadora cristã. Superiora da congregação Madres Oblatas de São Francisco de Sales, que atuou em vários continentes.

Guilherme de Bourges

Gregório X

Nicanor

ALDO. Eremita. Viveu por volta do século VIII. Foi sepultado na capela de San Colombano e depois na basílica de San Michele, em Pavia, na Itália.

Municípios Brasileiros

Celebram aniversários em 10 de janeiro:

Em Tocantins, Aliança do Tocantins

Em Minas Gerais, Matutina

Na Paraíba, São José do Sabugi

Em Pernambuco, São Lourenço da Mata

Fonte: IBGE

Diário há 30 anos

Quarta-feira, 10 de janeiro de 1990 – ano 32, edição 7272

Manchete – Sindicatos estudam salários em BTN (Bônus do Tesouro Nacional): a “betenização” salarial.

Meio ambiente – Guarda ecológica apreende sete toneladas de lixo clandestino no Parque do Pedroso, em Santo André.

Dinheiro vivo – Mercado especula sobre os planos de ajuste da economia.

Memória – Casa de Cultura e Museu Barão de Mauá reabriu dia 28 de dezembro com 450 peças e videoteca; encarregado: Josias Ramos.

Em 10 de janeiro de...

1865 – Entra em operação nova linha de diligências entre Santos e a Capital, que corta São Bernardo. É a Viação Rio Grande, com carros construídos na Europa, “próprios para a nossa estrada”.

1905 – Criado o Distrito Fiscal de São Caetano, pertencente ao Município de São Bernardo.

1915 – A I Guerra. Manchete do Estadão: os franceses continuam a ganhar vantagem em toda a linha.

Amistoso de futebol em Santo André: Brasil FC, o time dos Flaquer, recebe o Americano, de Santos.

1920 – Celebrada, na Matriz de Santo André, missa por intenção do padre Luiz Capra, falecido há uma semana.

Jornais e agências anunciam o afundamento do transatlântico italiano “Principessa Mafalda”, que deixara o Rio de Janeiro em 5 de janeiro em direção à Europa. Noticiava-se a morte de 700 passageiros, maioria de brasileiros e argentinos.

BARRIGA – Os jornais chegaram dar a lista dos passageiros. Mas precisaram desmentir. Não houve afundamento nenhum. Tudo não passara de boato, uma “barriga”, no jargão jornalístico – “falk news”, nos dias atuais. O navio continuava sua rota normalmente.

Um complicador: a confirmação de que era boato demorou, já que o navio navegava numa zona do Atlântico afastada das costas do Brasil e da África e por onde o tráfego de vapores com estações radiográficas de grande alcance era limitado.

O “Principessa Mafalda” afundaria alguns anos depois, em 24 de outubro de 1927, na costa da Bahia. E desta vez era verdade. Consta que pereceram 292 passageiros e 32 tripulantes.

Hoje

Dia da Polícia Rodoviária do Estado de São Paulo, instituição criada em 10 de janeiro de 1948. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

O Palmeiras supercampeão

Foram dois empates e uma vitória consagradora. E o Campeonato Paulista de 1959 é decidido no domingo 10 de janeiro de 1960

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

10/01/2020 | 07:00


“Uma coisa é justo reconhecer: no domingo, o Santos dificilmente venceria o Palmeiras; este jogou com pinta de campeão.”

Luiz Martins, que assinava LM, coluna “Sociedade”, Estadão, 12-1-1960.

Do lado do Santos, Pelé, 19 anos, eleito pela crônica o Craque do Ano 1959 – nenhum jornalista ouvido pela agência Sport Press apontou outro nome; Pelé, por unanimidade.

Do lado palmeirense, esse belo time da foto, do goleiro Valdir, hoje chamado de Sr. Valdir, de volta ao seu Rio Grande do Sul, a Romeiro, o avante que posa na ponta-esquerda, mas que jogava do meio para frente, em várias posições, dono de um chute preciso, não tão forte como o do adversário Pepe, mas que levou o Palmeiras a vitórias importantes.

Em menos de uma semana, três jogos, Pacaembu sempre com grandes públicos: 1 a 1, 2 a 2, 2 a 1 para o Palmeiras.

O News Seller, semanário com pouco mais de um ano de circulação (hoje Diário), deu a notícia, que saiu em todos os jornais e nas revistas nacionais, como a foto colorida da “Manchete”.

O Campeonato Paulista era disputado em turno e returno, com as 20 equipes jogando entre si duas vezes, em casa e no campo adversário. Vitória valia dois pontos e a classificação era por pontos perdidos.

Fim do campeonato, Palmeiras e Santos empatados em primeiro. Daí a disputa na melhor de quatro pontos – o que valeu a expressão supercampeonato.

FICHA TÉCNICA

Palmeiras: Valdir, Djalma Santos, Valdemar Carabina e Geraldo Scotto; Zequinha e Aldemar; Julinho Botelho, Nardo, Américo, Chinesinho e Romeiro. Técnico: Osvaldo Brandão.

Santos: Laércio, Urubatão, Getúlio e Dalmo; Zito e Formiga; Dorval, Jair Rosa Pinto, Pagão, Pelé e Pepe (hoje o “seo” Pepe, de tantas histórias que só ele sabe contar). 

Técnico: Luiz Alonso (Lula).

Árbitro: Anacleto Pietrobom.

Gols: Pelé e Julinho no primeiro tempo; Romeiro, de falta, no segundo tempo.

Dica – No Youtube aparecem os melhores lances do jogo. Num dos vídeos, o narrador é Fiori Gigliotti. Confiram e revivam aquele momento importante do nosso futebol.

Santos do Dia

Léonie Françoise de Sales Aviat (Sézanne, França, 1844 – Perugia, Itália, 1914). Educadora cristã. Superiora da congregação Madres Oblatas de São Francisco de Sales, que atuou em vários continentes.

Guilherme de Bourges

Gregório X

Nicanor

ALDO. Eremita. Viveu por volta do século VIII. Foi sepultado na capela de San Colombano e depois na basílica de San Michele, em Pavia, na Itália.

Municípios Brasileiros

Celebram aniversários em 10 de janeiro:

Em Tocantins, Aliança do Tocantins

Em Minas Gerais, Matutina

Na Paraíba, São José do Sabugi

Em Pernambuco, São Lourenço da Mata

Fonte: IBGE

Diário há 30 anos

Quarta-feira, 10 de janeiro de 1990 – ano 32, edição 7272

Manchete – Sindicatos estudam salários em BTN (Bônus do Tesouro Nacional): a “betenização” salarial.

Meio ambiente – Guarda ecológica apreende sete toneladas de lixo clandestino no Parque do Pedroso, em Santo André.

Dinheiro vivo – Mercado especula sobre os planos de ajuste da economia.

Memória – Casa de Cultura e Museu Barão de Mauá reabriu dia 28 de dezembro com 450 peças e videoteca; encarregado: Josias Ramos.

Em 10 de janeiro de...

1865 – Entra em operação nova linha de diligências entre Santos e a Capital, que corta São Bernardo. É a Viação Rio Grande, com carros construídos na Europa, “próprios para a nossa estrada”.

1905 – Criado o Distrito Fiscal de São Caetano, pertencente ao Município de São Bernardo.

1915 – A I Guerra. Manchete do Estadão: os franceses continuam a ganhar vantagem em toda a linha.

Amistoso de futebol em Santo André: Brasil FC, o time dos Flaquer, recebe o Americano, de Santos.

1920 – Celebrada, na Matriz de Santo André, missa por intenção do padre Luiz Capra, falecido há uma semana.

Jornais e agências anunciam o afundamento do transatlântico italiano “Principessa Mafalda”, que deixara o Rio de Janeiro em 5 de janeiro em direção à Europa. Noticiava-se a morte de 700 passageiros, maioria de brasileiros e argentinos.

BARRIGA – Os jornais chegaram dar a lista dos passageiros. Mas precisaram desmentir. Não houve afundamento nenhum. Tudo não passara de boato, uma “barriga”, no jargão jornalístico – “falk news”, nos dias atuais. O navio continuava sua rota normalmente.

Um complicador: a confirmação de que era boato demorou, já que o navio navegava numa zona do Atlântico afastada das costas do Brasil e da África e por onde o tráfego de vapores com estações radiográficas de grande alcance era limitado.

O “Principessa Mafalda” afundaria alguns anos depois, em 24 de outubro de 1927, na costa da Bahia. E desta vez era verdade. Consta que pereceram 292 passageiros e 32 tripulantes.

Hoje

Dia da Polícia Rodoviária do Estado de São Paulo, instituição criada em 10 de janeiro de 1948. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;