Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 3 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Apenas Vicentinho acredita na continuação do ‘carlismo’


Do Diário do Grande ABC

21/07/2007 | 07:01


No Grande ABC as opiniões se divergem quando o assunto é o futuro da corrente política criada por Antonio Carlos Magalhães. Entre os deputados da região, Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho (PT-São Bernardo), acredita que o neto do senador, o deputado federal Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM), manterá o carlismo.

“Não dá para dizer que é o fim do coronelismo, porque ele ainda é um mito na Bahia. Seu neto, provavelmente, irá prosseguir com a política adotada pelo avô”, acredita o deputado federal Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho (PT-São Bernardo).

Embora reconheça em ACM a personificação do conservadorismo e de um ferrenho opositor histórico de idéias, o petista ressalta o bom convívio que mantinha com o senador.

O deputado estadual Orlando Morando (PSDB-São Bernardo) afirma que a morte de ACM decreta o fim de uma era. “O grupo já estava muito fragmentado. O que existia era um respeito ou um temor por ele”, diz o tucano.

“Era um líder inconteste, mas prejudicou muito nosso Estado. Não dá para elogiar agora só porque morreu”, comenta Morando.

Primeiro-secretário da Assembléia Legislativa, Donisete Braga (PT-Mauá) diz que a morte de ACM é como “uma página virada na história do País”. “Ele deixa um legado para seus seguidores, mas espero que a política não siga sua história.”

Segundo Braga, ACM, dentro do posicionamento que defendia, conseguiu cumprir seu papel.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;