Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Torcida atrasa início e festeja em casa

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Márcio Donizete
Especial para o Diário

09/05/2016 | 07:00


Centro das atenções nas últimas semanas em partidas da Libertadores, como na quarta-feira, antes de Corinthians e Nacional, do Uruguai, e da Série A-2, na decisão entre Mirassol e Santo André, sábado, no Interior, os sinalizadores também se fizeram presentes no jogo decisivo do Paulistão entre Santos e Grêmio Audax, ontem, na Vila Belmiro.
Integrantes de uma torcida organizada do Peixe acenderam os artefatos na arquibancada e atrasaram em alguns minutos o início de partida. Isso porque o árbitro Raphael Claus só apitaria o começo de duelo depois que os itens fossem apagados. Como os santistas não obedeceram em primeira ordem, coube ao atacante Ricardo Oliveira pedir para que eles apagassem os sinalizadores, que são uma forma de os torcedores remarem contra a modernização do futebol.
Durante o jogo, os artefatos também foram acesos em alguns momentos, como, por exemplo, após o gol do camisa 9 alvinegro, no fim do primeiro tempo, mas a arbitragem não impediu a continuidade da partida na Vila Belmiro.
Depois do duelo, os torcedores também acenderam sinalizadores para encerrar a festa da conquista.
Em resolução que está em vigor desde 2013, após a morte do boliviano Kevin Espada, a FPF (Federação Paulista de Futebol) prevê multa de R$ 100 mil ao clube responsável pela torcida que acender esse tipo de item e até perdas de mando de campo.

PÚBLICO RECORDE
A Vila Belmiro recebeu ontem seu público recorde na temporada 2016: 16.018 pagantes, superando os 13.690 que compareceram à casa do Santos no clássico com o Palmeiras, na semifinal do Paulista, em 24 de abril.

Dorival quer novas contratações
RODRIGO MOZELLI
Especial para o Diário
esportes@dgabc.com.br

Depois do título, o Santos já pensa no Brasileiro, que começa sábado. Em parte da competição, o técnico Dorival Júnior, porém, não contará com Lucas Lima, Gabriel e Ricardo Oliveira, convocados para a Copa América Centenário, e possivelmente Thiago Maia e Zeca, que devem ir à Olimpíada. Por isso, ele pediu contratações.
“Precisamos de reforços. Temos garotada boa aqui e tentarei valorizá-los. Mas teremos muitas dificuldades no Brasileiro. Este campeonato penaliza, por isso, teremos de trazer jogadores”, disse.
O presidente Modesto Roma Júnior confirmou a busca por nomes. “Fechamos com Rodrigão (atacante do Campinense) e Noguera (zagueiro do Banfield) e vamos falar de um argentino amanhã (hoje)”, revelou.
Já o Audax deve ser desmanchado após o Paulistão. Muitos jogadores têm propostas e devem deixar o clube de Osasco.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;