Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 30 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santo André vive
coincidência na A-2

Do mesmo modo que 2008, quando foi campeão indiscutível
do torneio, time estreou com empate (1 a 1) e vitória (2 a 1)


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

31/01/2012 | 07:00


Futebol é amplamente passível de coincidências. Sempre que elas surgem, muitas teorias são formadas em cima e os torcedores ficam esperançosos de que a história se repita. E passados apenas dois jogos do Campeonato Paulista da Série A-2, o Santo André já se encaixa no perfil de recorrências com relação a 2008, quando foi campeão indiscutível do torneio.

Naquele ano, as duas primeiras rodadas tiveram resultados exatamente iguais a esta edição: empate por 1 a 1 na estreia e vitória por 2 a 1 na partida seguinte. As semelhanças vão além. Assim como acontecerá amanhã, também no terceiro jogo de 2008 o adversário era o Monte Azul, só que o duelo ocorreu no Bruno Daniel, enquanto desta vez será no Interior. Se as coincidências seguirem à risca, o time pode ficar otimista, afinal na oportunidade venceu por 2 a 1.

"Pode acontecer, é muito relativo, mas brasileiro tem esse negócio de superstição e se favorece a gente, excelente. Mas cada jogo tem uma história", disse ontem o técnico Rotta.

Um dos gols daquela partida foi do diretor de futebol Alexandre Todoverto. "Os times são diferentes, os momentos também, mas a animação é a mesma. Como naquela oportunidade, transformamos o grupo em família, o que não vinha acontecendo nos últimos anos", afirmou o dirigente.

Outro que participou da campanha esteve em campo naquela vitória foi o volante Juninho, que segue o raciocínio de Alexandre. "Hoje temos um grupo fechado, em que a união prevalece, como aquele. Nossa expectativa em subir é grande, como era em 2008. Caímos em 2007 e logo voltamos. Tem de ser igual. Um clube como o Santo André não pode passar dois anos na Série A-2", comentou.


Rotta faz testes para suprir ausências

O técnico Rotta tem pelo menos duas ausências confirmadas para a partida de amanhã, contra o Monte Azul, no Interior. O zagueiro Júnior Paulista foi expulso no duelo contra o Palmeiras B, enquanto o volante Butti deixou o campo machucado.

No treino de ontem à tarde, no Bruno Daniel, o treinador andreense realizou diversos testes para definir a equipe.

Na zaga, Asprilla, Tyrone Power e Rodrigo Ferreira são as opções. O primeiro deve ficar com a vaga. Já no meio campo, Rotta pode promover a entrada de Batata, sem mexer no esquema tático 4-3-1-2, ou colocar o meia Rodrigo, deixando a equipe mais ofensiva.

Uma terceira possível mudança seria a entrada de Raul Diogo na lateral esquerda no lugar de Andrezinho. "Apesar de bom jogador e conseguirmos quatro pontos com ele em campo, o André não vem em boa fase. Então, pode ser que o Raul saia jogando", disse Rotta.

O zagueiro Daniel Gigante foi poupado na atividade de ontem em função de inchaço no joelho esquerdo, mas não deve ser problema e viaja hoje com o grupo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;