Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

FGTS em Petrobras e Vale deu excelente retorno em 2006


Fernando Bortolin
Do Diário do Grande ABC

25/12/2006 | 21:51


Os trabalhadores que apostaram o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em fundos de privatização da Petrobras e da Companhia Vale do Rio Doce vão fechar 2006 entre os cinco ativos mais rentáveis do ano.

Até o dia 19 de dezembro, as estatísticas de desempenho divulgadas pela Anbid (Associação Nacional dos Bancos de Investimento), mostram ganhos nominais entre 28,92% e 30,41%, uma rentabilidade que, mantida nas condições normais de remuneração do FGTS não chegariam a 6% ao ano.

Na ponta do lápis, um investimento hipotético de R$ 100 mil em janeiro deste ano estaria fechando 2006 entre R$ 128,92 mil e R$ 130,41. A titulo de exemplo, apenas um dos fundos de privatização Petrobras, administrados pela Caixa Econômica Federal, o Caixa FMP - FGTS Petrobras II, rendeu 627,75% desde 22 de junho de 2001. Já outro fundo de privatização em ações da Vale do Rio Doce, o Caixa FMP – FGTS Vale do Rio Doce I, registra valorização nominal de 591,51% desde 27 de março de 2002.

No primeiro caso, um trabalhador que tenha aplicado R$ 20 mil de seu FGTS no Caixa FMP - FGTS Petrobras II, o patrimônio valeria, hoje, em números atualizados, R$ 145.550,00. Já se a aposta tivesse sido o Caixa FMP – FGTS Vale do Rio Doce I, o saldo seria de R$ 138.302,00. Infelizmente, esses fundos já não dispõem de cotas abertas para o recebimento de novos aplicadores, mas esse é um exemplo de como o mercado de ações pode favorecer e ampliar a poupança do trabalhador.

Um outro exemplo, só que esses estão plenamente ativos, são os fundos de previdência privada. Para aplicar neles é necessário abrir um PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) ou um VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre).

A partir desse primeiro passo os administradores da poupança de previdência privada sugerem onde você pode aplicar seu dinheiro.

A Anbid mostra que, com exceção dos fundos de previdência cambial dólar, todos os demais deram excelente retorno financeiro neste ano – até o dia 19 de dezembro – entre a mínima de 12,23% e a máxima de 20,29%.

A família de fundos do gênero que chama mais a atenção dos investidores de previdência são os ativos de renda fixa – com patrimônio líquido de R$ 26,3 bilhões e retorno do investimento, no ano, de 15,10%, ou 1,85 ponto percentual acima da taxa básica de juros, a Selic.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;