Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Correndo atrás dos ovos

Marina Brandão/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Daniel Macário
Especial para o Diário

05/04/2015 | 07:00


Já dá para sentir o cheiro de chocolate no ar. Hoje, em todo o mundo, é celebrada a Páscoa. Para os cristãos, a data lembra o renascimento de Jesus Cristo, que foi crucificado na chamada Sexta-Feira da Paixão e morreu. Ele voltou à vida dois dias depois, no Domingo de Páscoa.

Além da importância religiosa, a data marca a troca de ovos de chocolate entre parentes e amigos. A tradição começou no século 18, na Europa, mas, antes, o costume era de que às pessoas presenteassem umas as outras com ovos de galinha cozidos decorados com cores alegres.

A data também é oportunidade para as crianças tentarem conhecer o Coelho da Páscoa, um dos grandes símbolos da ocasião. Luiza Coelho Fioroto Redondo, 6 anos, de São Caetano, sempre joga um pouco de farinha de trigo no chão como tática especial para encontrar as pegadas. “Como ele não é esperto acaba deixando pistas por todo canto. Uma vez ele deixou bombons e bilhetes no trajeto do meu quarto até o jardim onde encontrei os ovos.”

Moradora de Santo André, Gabriela Agel Albuquerque, 5 anos, acha melhor antecipar sua aventura para a noite anterior do feriado. “Faço as buscas na noite de sábado para vê-lo (o coelho). Como é de noite e o jardim é grande preciso usar uma lanterna”, conta ela, que sempre celebra a data na casa da madrinha, na cidade de Boituva, no interior de São Paulo.

Grande parte da graça é que a brincadeira pode ser feita em família. É o caso dos primos Gabriel Monice Frias, 10 anos, e Beatriz Monice Jorge, 5, ambos de Santo André. A menina acha muito boa toda a bagunça. “Sempre é bem legal. A gente dorme na casa da vovó e acorda cedinho. Este ano vai ter de novo e tudo acaba sendo muito corrido.”

Gabriel se considera bom na caça e está preparado para mais um desafio recheado de pistas e diversão. Ele espera encontrar cinco ovos hoje. “Sempre acho os chocolates em lugares diferentes, inclusive no jardim”, diz o garoto.

Aplicativo especial ajuda na hora de caçar os presentes

Se você está pensando em deixar as buscas pelos ovos mais divertida, a brincadeira já chegou à era digital. Neste ano, a Garoto lançou o aplicativo Caça aos Ovos de Páscoa, que ajuda a criar pistas para que as crianças possam encontrar os ovos escondidos.

O jogo é bem simples. Ao abrir a ferramenta, é possível encontrar duas opções: Esconder, no qual é possível configurar as dicas do esconderijo, e Caçar Ovo, que deve ser acessado somente quando a outra opção estiver feita e acaba sendo a experiência completa do programa.

A ideia é que o criador da busca aos tesouros de chocolate apresente um total de três informações que irão ajudar os participantes a realizar a brincadeira. O primeiro momento conta com um som, sendo possível deixar gravada no celular ou no tablet uma mensagem de voz ou uma música que ajude a indicar o caminho correto. Logo em seguida há um texto, com um bilhete capaz de dar outra dica. A última ajuda é uma imagem, com o detalhe de uma foto podendo ser a pista que falta para se revelar o esconderijo dos ovos de Páscoa ou qualquer outra guloseima.

Na hora de começar o desafio, basta selecionar em Caçar Ovo e logo as pistas irão aparecer uma a uma. O aplicativo está disponibilizado no Google Play e na App Store. Os passos para baixar o programa estão no site www.garoto.com.br/pascoa.

Coelho é símbolo da festa por representar a vida

O coelho foi escolhido para ser símbolo da Páscoa e entregar ovos de chocolate pois lembra a importância da vida. Entre as principais características do animal está a capacidade de se reproduzir com facilidade. Uma única fêmea pode ter mais de 400 coelhinhos ao longo de sua vida.

Mesmo sendo um mamífero e não botando ovos, o coelho virou sinônimo da data especial por simbolizar a fertilidade (capacidade de reprodução). Já os ovos lembram o nascimento e servem para recordar a história de Jesus Cristo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Correndo atrás dos ovos

Daniel Macário
Especial para o Diário

05/04/2015 | 07:00


Já dá para sentir o cheiro de chocolate no ar. Hoje, em todo o mundo, é celebrada a Páscoa. Para os cristãos, a data lembra o renascimento de Jesus Cristo, que foi crucificado na chamada Sexta-Feira da Paixão e morreu. Ele voltou à vida dois dias depois, no Domingo de Páscoa.

Além da importância religiosa, a data marca a troca de ovos de chocolate entre parentes e amigos. A tradição começou no século 18, na Europa, mas, antes, o costume era de que às pessoas presenteassem umas as outras com ovos de galinha cozidos decorados com cores alegres.

A data também é oportunidade para as crianças tentarem conhecer o Coelho da Páscoa, um dos grandes símbolos da ocasião. Luiza Coelho Fioroto Redondo, 6 anos, de São Caetano, sempre joga um pouco de farinha de trigo no chão como tática especial para encontrar as pegadas. “Como ele não é esperto acaba deixando pistas por todo canto. Uma vez ele deixou bombons e bilhetes no trajeto do meu quarto até o jardim onde encontrei os ovos.”

Moradora de Santo André, Gabriela Agel Albuquerque, 5 anos, acha melhor antecipar sua aventura para a noite anterior do feriado. “Faço as buscas na noite de sábado para vê-lo (o coelho). Como é de noite e o jardim é grande preciso usar uma lanterna”, conta ela, que sempre celebra a data na casa da madrinha, na cidade de Boituva, no interior de São Paulo.

Grande parte da graça é que a brincadeira pode ser feita em família. É o caso dos primos Gabriel Monice Frias, 10 anos, e Beatriz Monice Jorge, 5, ambos de Santo André. A menina acha muito boa toda a bagunça. “Sempre é bem legal. A gente dorme na casa da vovó e acorda cedinho. Este ano vai ter de novo e tudo acaba sendo muito corrido.”

Gabriel se considera bom na caça e está preparado para mais um desafio recheado de pistas e diversão. Ele espera encontrar cinco ovos hoje. “Sempre acho os chocolates em lugares diferentes, inclusive no jardim”, diz o garoto.

Aplicativo especial ajuda na hora de caçar os presentes

Se você está pensando em deixar as buscas pelos ovos mais divertida, a brincadeira já chegou à era digital. Neste ano, a Garoto lançou o aplicativo Caça aos Ovos de Páscoa, que ajuda a criar pistas para que as crianças possam encontrar os ovos escondidos.

O jogo é bem simples. Ao abrir a ferramenta, é possível encontrar duas opções: Esconder, no qual é possível configurar as dicas do esconderijo, e Caçar Ovo, que deve ser acessado somente quando a outra opção estiver feita e acaba sendo a experiência completa do programa.

A ideia é que o criador da busca aos tesouros de chocolate apresente um total de três informações que irão ajudar os participantes a realizar a brincadeira. O primeiro momento conta com um som, sendo possível deixar gravada no celular ou no tablet uma mensagem de voz ou uma música que ajude a indicar o caminho correto. Logo em seguida há um texto, com um bilhete capaz de dar outra dica. A última ajuda é uma imagem, com o detalhe de uma foto podendo ser a pista que falta para se revelar o esconderijo dos ovos de Páscoa ou qualquer outra guloseima.

Na hora de começar o desafio, basta selecionar em Caçar Ovo e logo as pistas irão aparecer uma a uma. O aplicativo está disponibilizado no Google Play e na App Store. Os passos para baixar o programa estão no site www.garoto.com.br/pascoa.

Coelho é símbolo da festa por representar a vida

O coelho foi escolhido para ser símbolo da Páscoa e entregar ovos de chocolate pois lembra a importância da vida. Entre as principais características do animal está a capacidade de se reproduzir com facilidade. Uma única fêmea pode ter mais de 400 coelhinhos ao longo de sua vida.

Mesmo sendo um mamífero e não botando ovos, o coelho virou sinônimo da data especial por simbolizar a fertilidade (capacidade de reprodução). Já os ovos lembram o nascimento e servem para recordar a história de Jesus Cristo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;